GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

NÁUTICO - PRATAS DA CASA

Náutico contará com dupla de zaga formada no clube para deter melhor time do returno

"Mais experiente" da zaga, Feliphe Gabriel (E) vai dar suporte ao também garoto Rafael Ribeiro

Com Felipe Gabriel e Rafael Ribeiro se juntando ao goleiro Jefferson e o lateral Manoel, sistema defensivo ante Paraná será quase todo de pratas da casa


O Náutico vai recorrer às categorias de base para tentar segurar o Paraná Clube, dono da melhor campanha do returno (16 pontos), melhor visitante da Série B (80% de aproveitamento) e dono do terceiro melhor ataque da competição (36 gols), nesta terça-feira, em Curitiba. Sem poder contar com Aislan, suspenso, e Breno Calixto, lesionado, o técnico Roberto Fernandes já adiantou que formará a dupla de zaga com Feliphe Gabriel, de 20 anos, e Rafael Ribeiro, 21, ambos pratas da casa. Assim, com a permanência do goleiro Jefferson e do lateral-esquerdo Manoel também já confirmadas pelo treinador, de todo sistema defensivo, apenas o lateral-direito Suelinton não é formado pelo clube. 

"Defensivamente não tem mistério. Para dar um maior equilíbrio à equipe, o Rafael Ribeiro vai para o jogo. Até porque não vou colocar dois zagueiros canhotos no time. E como o Feliphe Gabriel vem em um ritmo de jogo melhor do que o Léo Carioca, que passou muito tempo no departamento médico, é uma questão de prudência. Então teremos uma dupla de zaga da casa", adiantou Roberto Fernandes, em entrevista ao repórter Leonardo Bóris, da Rádio Jornal.

Essa será a estreia do garoto Rafael Ribeiro nesta Série B. Em toda temporada, o prata da casa foi acionado apenas uma vez no elenco profissional, em fevereiro, contra o Salgueiro, ainda pelo Campeonato Pernambucano. Já Feliphe Gabriel recupera a posição de titular perdida justamente na derrota do último sábado, para o Internacional, em Caruaru. Ao todo, foram 18 partidas nesta Série B, sendo 17 começando de frente. 

Mais problemas

Roberto Fernandes ainda pode contar com mais problemas para escalar a sua equipe. Com cansaço muscular, o volante Amaral e o meia Giovanni são outros que também podem ficar fora do jogo contra o Paraná. Assim, William Schuster e Rafinha seriam as opções iniciais. Além disso, o meia Diego Miranda, que deixou o jogo contra o Inter com uma entorse no tornozelo, apesar de ter viajado com a delegação para Curitiba, ainda é dúvida. Caso não reúna condições, Roberto Fernandes pode utilizar o latera-esquerdo Ávila, que fica à disposição após cumprir suspensão, nessa função.

"A tendência é utilizarmos o Ávila mais adiantado. O Manoel permanece na lateral porque defensivamente tem dado uma consistência boa e é um jogador que merece a oportunidade. Além disso, como vamos mexer na dupla de zaga, quero poder manter pelo menos os laterais, para não alterar tanto o sistema defensivo. Na frente a tendência é manter o trio que jogou contra o Inter", explicou Roberto.

O Náutico ainda faz um último treino na tarde desta segunda-feira, em Curitiba. Mas a possível formação para enfrentar o Paraná deve contar com: Jefferson, Suelinton, Feliphe Gabriel, Rafael Ribeiro e Manoel; Amaral (Willian Schuster), Giovanni (Rafinha) e Diego Miranda (Ávila); Dico, Rafael Oliveira e Iago.

A tendeca e utiçlzai o avila mais adiantado. Manoel permanece defensivamete tem dado consistencia e jogardo vem melreceno oportuniadde como vamos mexer dupla de zaga quero pelo menso manter os lateria nao mexer na defesa.

Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário