GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sábado, 4 de agosto de 2018

SPORT - ESCOLHEU O SÃO PAULO

Everton Felipe diz ter escolhido São Paulo e fala de pedido para treinar em separado no Sport

"Minha decisão é que eu tenho que ir para o São Paulo", disse Everton Felipe


Atleta também disse que não teria problema em voltar a atuar pelo Leão


A situação de Everton Felipe dentro do Sport virou uma incógnita nas últimas semanas. Mas, agora, está perto de um desfecho. Pelo menos, no que diz respeito à vontade do jogador. Após despertar interesse de Vasco, Flamengo e até uma sondagem do Cruzeiro, o meia de 21 anos decidiu que quer defender o São Paulo. A vontade do atleta foi externada em entrevista por telefone na noite desta sexta-feira. 
Na conversa, a revelação rubro-negra também comentou a decisão de treinar em separado do grupo nas atividades com bola enquanto o negócio não chega a um fim. A postura foi comunicada para o técnico Claudinei Oliveira, que comentou o caso do jogador em entrevista coletiva. Decidido, Everton Felipe falou que não pode ficar em um lugar onde  as pessoas acham que ele deve respirar novos “ares” em alusão a uma declaração do vice-presidente de futebol Guilherme Beltrão. 

Por fim,  o atleta ainda comentou que não teria problema de ficar no Leão, com quem tem contrato até 2022, caso a negociação com o Tricolor Paulista não saia do impasse que entrou com a proposta de parcelamento de R$ 6 milhões negada pela diretoria leonina. Confira abaixo as declarações.

Conversa com Claudinei Oliveira e escolha pelo São Paulo

“Claudinei foi jogador de futebol e ele entende totalmente o que estou passando no clube. A diretoria externou a opinião deles que eu já deveria ter saído, deveria estar respirando novos ares. Então, a partir desse momento, algumas propostas começaram a acontecer e eu tenho que procurar algum lugar para poder jogar e ajudar a minha família, que esse é meu objetivo. Chegou proposta do São Paulo para o meu procurador e a gente começou a conversar. Com 14 anos (quando disputou a Taça Carpina), o São Paulo tentou me levar para lá  e por Diego (Souza) estar lá e me ajudar na adaptação, eu escolhi a proposta do São Paulo, mesmo não sendo a melhor. A decisão já foi tomada. Não é questão de outras propostas melhores, de dinheiro. Eu já dei minha palavra que queria ir para o São Paulo e vou manter. O Claudinei entendeu a minha situação. Eu não posso me machucar. Se não, acabo não jogando nem aqui e nem lá.”

Como estão as tratativas com o São Paulo

“Pelo que estou sabendo, o São Paulo ainda está tentando chegar a um acordo com o Sport, mas a situação é que tem que ser bom para ambas as partes. Não pode ser uma proposta boa para o clube e fazer uma proposta ruim para mim ou o clube fazer uma boa proposta para mim e ruim para o Sport. Tem que ser para ambas as partes. Eu acho que a proposta não foi ruim por ser em duas parcelas. Já teve jogador do Sport que saiu com cinco, seis parcelas. Então, não vejo problema. Mas, essa é uma questão da diretoria.”

Se não acontecer a saída

“Em nenhum momento, eu externei minha vontade de sair do clube. Esse ano, voltei de lesão. Depois, voltei a jogar com Nelsinho (Batista). Depois, fiquei fazendo reforço muscular. Nessa hora, teve a situação com a diretoria e começou a vir propostas. Eu decidi que devo sair. Não posso ficar em um lugar onde as pessoas têm a opinião que eu tenho que respirar novos ares. Então, não posso ficar em um lugar assim. Minha decisão é que eu tenho que ir para o São Paulo. Se por acaso, der tudo errado, e tiver que ficar no Sport, fico com muito prazer. Nunca tive problema nenhum com a instituição Sport Club do Recife. Nenhum jogador que sai do clube tem problema com a instituição, e sim com as pessoas que administram.”


Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário