GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

NÁUTICO - NÃO VAI MUDAR

Vice-presidente garante que Náutico não migrará para grupo do centro-sul na Série C

Dirigente alvirrubro acredita que times da região norte serão deslocados para o Grupo B


Com a possibilidade das regiões Norte e Nordeste somarem 13 equipes na próxima edição, CBF deve promover readequação das chaves


Restando apenas três rodadas para o término da Série B, a CBF se prepara para ter que desatar um nó que se apresenta visando a Série C do próximo ano. Isso porque com o acesso do Ferroviário-CE, Treze e Imperatriz-MA, além do quase certo rebaixamento do Sampaio Corrêa e da possibilidade de queda também do Paysandu ou CRB, a terceira divisão nacional pode ter até 13 clubes das regiões Norte e Nordeste, o que desequilibrará a balança da divisão de grupos, normalmente organizada por questões geográficas.

No entanto, de acordo com o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, não há possibilidade do Timbu, assim como o Santa Cruz, migrar para a chave reservada às equipes das regiões sudeste e centro-oeste.

Em entrevista ao Superesportes, o cartola alvirrubro assegurou que, em conversas informais, dirigentes da CBF já garantiram a permanência dos clubes pernambucanos no grupo reservado ao representantes do Nordeste. Sendo assim, a tendência é que a migração para a chave B seja das equipes da região Norte. A explicação, segundo Diógenes, seria logística.

"Essa possibilidade (de Náutico e Santa irem para o grupo B) não existe. O que irá definir essa divisão de grupo é a questão logística, não é a questão regional. Nessa situação, o próprio Atlético-AC estaria mais próximo porque Rio Branco, praticamente todo voo faz conexão em Brasília. Com isso, a logística para ele até ajudasse. Tem as situações dos times do Maranhão, de Belém e mesmo o Confiança, que por ser de Sergipe estaria mais próximo também do sudeste.", exemplificou Diógenes.

"Dentro desse cenário, com relação a Náutico e Santa Cruz, a possibilidade de ir para o grupo B é absolutamente improvável. Informalmente já existe essa definição. Pernambuco por ser geograficamente no meio do Nordeste fica sem sentido a gente sair do Grupo A", completou.

Além da definição dos grupos, a CBF também irá colocar em discussão no conselho arbitral da Série C, que deve ocorrer em dezembro ou mesmo janeiro, a possibilidade de mudança no regulamento com relação à disputa das vagas pelo acesso. Nas últimas edições, após a disputa da primeira fase, os oito classificados (quatro do grupo A e quatro do B) se enfrentam em quartas de finais com jogo de ida e volta no qual os vencedores ascendem à Série B. A diretoria do Náutico quer mudar isso.

"Nós defendemos a proposta da sair do jogo único para definir o acesso. Vamos tentar buscar uma alternativa. Que seja em cima de um octagonal ou em cima de dois quadrangulares", encerrou Diógenes.

Essa também seria uma forma de prolongar a disputa da Série C, que este ano teve a sua decisão disputada no dia 22 de setembro. Eliminado nas quartas de final pelo Bragantino, o Náutico jogou sua última partida oficial em 26 de agosto. 

Times garantidos na Série C 2019

Norte
Atlético-AC
Remo

Nordeste
Imperatriz-MA
Ferroviário-CE
Globo-RN
ABC
Botafogo-PB
Treze-PB
Náutico
Santa Cruz
Confiança

Centro-oeste
Luverdense-MT

Sudeste
Boa Esporte-MG
Tombense-MG
Volta Redonda-RJ
 
Sul 
São José-RS
Ypiranga-RS

Times que podem ser rebaixados à Série C*

Norte
Paysandu
 
Nordeste
Sampaio Corrêa-MA
CRB
 
Sul
Juventude-RS
Criciúma
 
 *Restam três vagas


Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário