GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

COPA DO BRASIL

Para quebrar jejum e ganhar fôlego financeiro, Santa Cruz estreia na Copa do Brasil

Técnico Léston Júnior terá à disposição elenco com força máxima para a decisão desta quinta-feira


Caso se classifique, Tricolor garante R$1,1 milhão. Quantia, porém, pode sofrer decréscimo de até 36%, sobrando cerca de R$736 mil brutos aos cofres corais


Na noite desta quinta-feira, o Santa Cruz encara um jogo que pode valer o fôlego financeiro do clube na temporada. Contra o Sinop, fora de casa, na partida de estreia da Copa do Brasil, o Tricolor entra na disputa por, nada mais, nada menos, que uma premiação de R$625 mil. Entretanto, além do peso do duelo, os corais enfrentarão outro adversário. Isso porque, há dois anos, a equipe não vence um jogo classificatório. 

O ano de 2017 foi a última vez em que o Santa Cruz se classificou em confrontos decisivos. Na ocasião, disputava com o Itabaiana-SE, pelas quartas de final, passagem rumo às semifinais da Copa do Nordeste. Mesmo garantindo o triunfo, na semifinal, foi eliminado pelo Sport. Em 2018, o Tricolor perdeu todos os duelos de mata-mata. 

Caiu nas quartas para o ABC no Nordestão, para o Sport nas quartas do Pernambucano, para o Fluminense de Feira-BA na primeira fase da Copa do Brasil e, por fim, não conseguiu o acesso à Série B diante do Operário-PR - mesmo vencendo por 1 a 0 o jogo de ida pelas quartas de finais no Arruda, no duelo de volta cedeu campo e foi goleado por 3 a 0 pela equipe paranaense, que também se sagrou campeã da Série C. 

Para reverter este panorama - e levando em consideração a boa fase vivida pelo Tricolor do Arruda na Copa do Nordeste e Pernambucano -, o técnico Leston Júnior vai dispôr de força máxima contra o Sinop-MT, no estádio Gigante do Norte.
 
Sobre a escalação, a probabilidade é de que o treinador coloque em campo a mesma equipe que disputou o Clássico das Emoções contra o Náutico, em partida válida pela quarta rodada da Copa do Nordeste. Sendo assim, o Santa Cruz irá a campo com: Ricardo Ernesto, Vitão, Danny Morais, Marcos Martins e Bruno Ré; Diego Lorenzi, Allan Dias e Charles; Pipico, Jô e Elias.  

O adversário

O Sinop-MT ou Galo do Norte, como é conhecido pelos seus torcedores, é uma equipe modesta no cenário do futebol nacional. Sob o comando do treinador Gianni de Freitas, o clube figura na quarta colocação do Campeonato Mato-Grossense desta temporada. Assim como o Santa Cruz, o Sinop-MT integrou vários pratas da casa ao elenco. Após a Copa São Paulo de Futebol Júnior, cinco atletas foram alçados à equipe principal: os goleiros Lucão e Martin, o zagueiro William, o meia-atacante Pedrinho e o atacante Mosquito. 

Por meio do vice-campeonato estadual mato-grossense é que o adversário do tricolor conseguiu a vaga na Copa do Brasil, uma vez que campeão e vice garantem passagem para a competição nacional mais rentável do país. Inclusive, no retrospecto da competição, o Sinop acumula três vices- campeonatos. Em 2016, perdeu para o Luverdense-MT e nos dois anos subsequentes, foi derrotado para o Cuiabá.   

Premiação 

Com uma folha de pagamento girando em torno de R$300 mil, o Santa Cruz se depara, nesta quinta-feira, com um jogo milionário. Isso porque, só por participação na Copa do Brasil, o Tricolor garante R$525 mil. E, caso avance, soma a esta quantia mais $625 mil reais, garantindo um total de R$1,1 milhão. Segundo o diretor da comissão de Gestão do clube pernambucano, Frederico Dias, entretanto, esta quantia pode sofrer um decréscimo de até 36%. 

Neste percentual são descontados 5% pelo direito de Arena, 5% do INSS, 6% da Federação Pernambucana de Futebol e pelo menos 20% da 12ª Vara da Justiça do Trabalho.  Sendo assim, o restante do valor giraria em torno de R$736 mil, quantia esta que garante duas folhas de pagamento aos atletas. 

Santa Cruz 

Ricardo Ernesto, Vitão, Danny Morais, Marcos Martins e Bruno Ré; Diego Lorenzi, Allan Dias e Charles; Pipico, Jô e Elias. Técnico: Leston Júnior.

Sinop-MT

Guilherme Santiago, Gustavo Henrique, Bruno Boré, Wilson e Marquinhos; Léo Colman, Daniel Lucini e Fabiano; Cleucio Riquelme, Deivisson Pikachu e Fernando. Técnico: Gianni de Freitas
 
Local: Estádio Municipal Massami Uriu
Horário: 21h30 (do Recife)
Árbitro: Adriano Milczvski-PR
Assistentes: Rafael Trombeta (PR)e João Fabio Machado(PR)  


Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário