GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

MASCOTE ESTUPRADOR

Preso ex-mascote do Sport acusado de estuprar duas crianças

Delegado Breno Varejão contou que o caso aconteceu em CamaragibeFoto: Kleyvson Santos


A vítimas de 14 anos contou que foi estuprada quando tinha 6 anos

Foi preso no município de Itamaracá, no Litoral Sul de Pernambuco, o ex-mascote do Sport Club do Recife Anderson Joaquim da Silva, 38, suspeito de estuprar uma criança de 9 anos e uma adolescente hoje de 14. Segundo o delegado Breno Varejão, titular da Delegacia do Rio Branco, no Bairro do Recife, os crimes aconteceram em Camaragibe, Região Metropolitana, e uma das vítimas tinha, na época, 6 anos de idade. O suspeito trabalhou como mascote do Sport até 2017, e a prisão aconteceu nessa quarta-feira (20), .

Ainda de acordo com o delegado, a mãe da criança de 9 anos procurou a Delegacia de Camaragibe no final do ano passado alegando que o suspeito teria estuprado a filha. “A criança passou por exames e foi comprovado o estupro. Ainda durante as investigações, outra vítima de 14 anos procurou a delegacia e contou que também foi abusada por Anderson quando tinha 6 anos”.

O delegado afirmou também que o suspeito tinha uma relação de proximidade com os familiares das vítimas e se aproveitou da situação para praticar os crimes. “Em um dos casos, a vítima disse que ele a levou para o quintal da própria casa, onde consumou o estupro. A jovem de 14 anos contou, em depoimento, que a situação foi bastante traumática”. 


Ainda de acordo com o delegado, a prisão preventiva contra Anderson foi solicitada no final do mês de janeiro e, desde que tomou conhecimento da investigação, o suspeito colocou à venda a casa onde morava em Camaragibe, fugindo para Itamaracá. “A Delegacia da Rio Branco recebeu uma informação privilegiada sobre onde ele estava e cumpriu a prisão dele”, afirmou o delegado, contando que o ex-mascote negou os crimes.

Anderson foi autuado preventivamente por estupro de vulnerável e encaminhado para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.  “Caso existam novas vítimas, essas devem procurar as delegacias de Camaragibe ou da Avenida Rio Branco”, avisou o delegado.



FolhaPE

Nenhum comentário:

Postar um comentário