GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

SANTA CRUZ - PREVENDO DIFICULDADES

Após marcar os gols do Santa Cruz no clássico, Pipico prevê dificuldades na Copa do Brasil

Após ser expulso contra o Petrolina, Pipico foi o destaque do clássico com dois gols marcados


Na estreia pelo Nordestão, esperança de gols do Tricolor do Arruda se mostra satisfeito com seu desempenho após ter sido expulso contra o Petrolina


Depois de uma partida para se esquecer, em que foi expulso ainda no primeiro tempo contra o Petrolina, pelo Campeonato Pernambucano, o atacante Pipico voltou a ser decisivo com a camisa do Santa Cruz. O jogador marcou seus dois primeiros gols na temporada no empate em 2 a 2 contra o Náutico fora de casa. Feliz com o desempenho, o atleta conta que é necessário trabalhar forte para buscar a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, em jogo contra o Sinop-MT, na próxima quinta-feira. 

"A gente tem que saber primeiro o que Leston vai falar conosco a respeito do Sinop. Vamos trabalhar durante a semana para chegarmos aptos na quinta-feira. Hoje, você tem que respeitar todas as equipes. Corinthians e Vasco passaram por dificuldades. Conosco, não vai ser diferente. Teremos que ter sabedoria para voltar a Recife com bom resultado", contou o camisa 9 coral. 

Sobre os gols de hoje, Pipico afirma que eles vêm em bom momento para superar as dificuldades do começo de temporada. O atacante passou quase três semanas afastado devido a uma lesão muscular detectada na véspera da estreia pela Copa do Nordeste, contra o Botafogo-PB em João Pessoa. Agora ele conta com dois gols em três jogos, empatado com o zagueiro Vitão e atrás apenas de Elias Carioca, como artilheiro Coral na temporada.

"Fico feliz demais por ter feito dois gols no clássico. Tenho que agradecer a todos que estiveram comigo enquanto eu estava machucado. Infelizmente, aconteceu aquilo em Petrolina. Não fiz nada e fui expulso."

Apoio do treinador

Leston Júnior demonstrou satisfação com o desempenho do centroavante coral na partida, mas colocou que não é momento para que haja pressão para que Pipico marque em todos os jogos. “O Pipico é importante para a equipe. Daqui a pouco, ele vai fazer dois, três jogos sem fazer gol e vai continuar ajudando. Não podemos gerar a pressão de marcar sempre”, pontuou o treinador. 


Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário