GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

domingo, 19 de maio de 2019

CAMPEONATO BRASILEIRO

Em jogo de seis gols, Santa empata com o Sampaio Corrêa e segue sem vencer na Série C

O Tricolor acumula três empates e uma derrota na competição (Foto: Tarciso Augusto/DP)


O Tricolor acumula três empates e uma derrota na competição


 torcedor tricolor não pôde reclamar de falta de emoção nesta noite de sábado. Em jogo com seis gols, o Santa Cruz empatou em 3 a 3 com o Sampaio Corrêa e segue sem saber o que é vencer nesta Série C. Até aqui foram três empates e uma derrota em quatro jogos na competição. São três pontos conquistados em 12 disputados e o clube ocupa a lanterna do grupo. O Santa Cruz terá mais uma chance de se reabilitar no certame dentro do Mundão do Arruda, no próximo sábado, contra o ABC, às 19h15.

O Jogo 

A partida começou com um ritmo frenético. Precisando da vitória, o Santa Cruz se lançou ao ataque. Aos quatro minutos de jogo, após boa triangulação entre Pipico e Misael, Everton recebeu a bola em condições de finalizar para o fundo do gol. Um gol no início do jogo era o cenário ideal para o Tricolor. No entanto, no lance seguinte, o árbitro Alinor Silva da Paixão assinalou pênalti para o Sampaio Corrêa. A bola bateu na barriga de Carlos Renato, mas a arbitragem marcou bola na mão. Salatiel Júnior foi para a batida e converteu a penalidade para a equipe maranhense. 

Apesar do banho de água fria, o Santa Cruz não diminuiu a pegada em campo. Com bom toque de bola, a equipe coral se colocou novamente à frente do placar aos 15 minutos. Augusto fez bela jogada e tocou para Misael na entrada da área. Livre de marcação, o atacante soltou uma bomba para o fundo do gol. 

À frente do marcador novamente, a equipe coral procurou controlar e diminuir o ritmo da partida. A equipe aproximou as linhas de marcação e se fechou na defesa. Apesar da postura mais defensiva do Santa, o Sampaio Corrêa conseguia encontrar espaços e pressionava. Em uma das tentativas de furar o bloqueio tricolor, o meia João Paulo arriscou um chute de fora da área e fez o goleiro Anderson trabalhar.

O Sampaio Corrêa passou a se sentir mais confortável em campo e tinha um controle maior das jogadas. Por sua vez, o Tricolor passou a ter dificuldade de encaixar as jogadas. A posse de bola da equipe maranhense, no entanto, se mostrava improdutiva. Até que, aos 46 minutos, a defesa do Santa Cruz deu bobeira e Dedé encontrou Salatiel livre para invadir a área e marcar seu segundo gol na partida.

Segundo Tempo

A equipe maranhense iniciou melhor a segunda etapa. Aos cinco minutos teve a chance de virar a partida. O meia João Paulo fez boa jogada individual, costurou a defesa tricolor, entrou na área e tentou finalizar por cobertura, mas, a bola foi para fora. Aos oito, Guilherme Queiroz lançou Misael, o atacante se chocou com o goleiro Andrey. Os jogadores do Santa Cruz pediram pênalti, mas o juiz nada marcou.

O Tricolor buscava encontrar espaços, mas errava muitos passes e apelava para a ligação direta. Aos 15 minutos, Carlos Renato deixou a bola escapulir de graça para o Sampaio. O volante Charles impediu o gol da virada ao cortar cruzamento de Eloir. Cleitinho esperava, livre de marcação.

Mais ligado em campo, o Sampaio Corrêa aparentava estar mais próximo do gol do que o Santa Cruz. A primeira chegada do Tricolor foi apenas aos 25, mas Guilherme finalizou fraco, apesar do esforço de Pipico para completar o passe. Apesar da equipe maranhense estar melhor em campo, foi o Santa Cruz quem voltou a marcar. Aos 32, em cobrança de falta, Charles desviou a bola, ela beijou a trave e no rebote William Alves colocou o Tricolor novamente na frente.

Em cena repetida, o Sampaio Corrêa empatou logo em seguida e em mais um cochilo da defesa coral. Também em uma bola parada, Ulisses marcou após cobrança de falta de Everton.

Ficha do jogo 

Santa Cruz

Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves; Charles, Carlos Renato e Ítalo Henrique (Lucas Gonçalves); Misael (Neto Costa), Everton, Augusto (Guilherme) e Pipico. Técnico: Leston Júnior

Sampaio Corrêa 

Andrey; Everton, Douglas Assis, Moisés e Patric Calmon; Diones, Eloir, Dedé, Cleitinho e João Paulo (Gustavinho); Salatiel Júnior (Ulisses). Técnico: Julinho Camargo 

Local: Estádio do Arruda
Gols: Everton (4 min 1ºT), Salatiel (8 min 1º T), Misael (15 min 1ºT), (46 min 1ºT), William Alves (32 2T), Everton (36 2ºT)
Cartões Amarelos: Augusto (S), Carlos Renato (S), Ítalo Henrique (S), Elois (SC), Salatiel (SC), Anderson (S)
Cartões Vermelhos:Carlos Renato
Árbitros: Alinor Silva da Paixão (MT)
Árbitros assistentes: Fábio Rodrigo e Renan Antonio Angelim Rodrigues (MT)


Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário