GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sábado, 18 de maio de 2019

NÁUTICO - ATENÇÃO NA MARCAÇÃO

Pressão, contra-ataque e atenção em Marcelinho: a postura do Náutico ante o Treze

'Marcação curta, não deixando pensar o jogo', disse sobre o meia. (Foto: Léo Lemos/ CNC)


Dal Pozzo não abriu nenhuma atividade com os titulares para a imprensa, mas explicou em entrevista como quer o comportamento do time para o duelo


O técnico Gilmar Dal Pozzo teve dois treinamentos visando o confronto contra o Treze, pela quarta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 19h15, no estádio Amigão. Apesar de não ter contado com os titulares em uma das movimentações e ter fechado a outra, o treinador explicou como quer a postura do Náutico para o duelo: marcação pressão no início, depois apostas em contra-ataques e atenção especial no meia Marcelinho Paraíba. 

"Eu trabalho com a pressão alta, meia e baixa. No início do meu trabalho eu vou fazer a alta e a baixa. Vamos ver se a gente consegue fazer mais vezes a pressão baixa nesse jogo (diante do Treze), para também jogar no contra-ataque", disse.

"Mas não tenha dúvida pela importância do jogo, pela necessidade do Náutico, que no início da partida vamos fazer uma pressão alta, não deixando o Treze gostar da partida. Se a gente deixar o adversário circular, criar situações de gol, a gente vai encontrar dificuldade", explicou.

Apesar de nesta sexta-feira ter completado 44 anos - idade incomum para um jogador profissional -, o meia Marcelinho Paraíba merece um cuidado à parte de quem for enfrentá-lo. Pelo menos foi o que o treinador sugeriu ao analisar o Treze.

"Em um lance, o Marcelinho pode fazer um passe ou uma finalização. A bola parada dele é muito boa. Então a gente tem que ter um cuidado especial, sim. No setor que ele cair tem que ter uma marcação própria. Não deixar ele dominar e girar de frente. Então é ter uma marcação bem curta, não deixando ele pensar o jogo", pontuou.


Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário