GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

CAMPEONATO BRASILEIRO

Em jogo apagado e com direito a falha de Mailson, Sport vence Figueirense, fora de casa

Centroavante leonino abriu o placar da partida e chegou ao 10º gol na Série B (Foto: Fernando Remor/Estadão Conteúdo)


Leão contou com gols de Hernane e Norberto para sair triunfante da partida disputada no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis


A atuação não foi das melhores, mas jogando apenas o necessário, o Sport conseguiu ser cirúrgico para vencer o Figueirense por 2 a 1, no estádio Orlando Scarpelli, em partida válida pela 22ª rodada da Segunda Divisão. Os gols do Leão foram marcados pelo artilheiro Hernane, que chegou a 10 gols na Série B, e pelo lateral Norberto, em jogada na qual o ala apareceu na área como centroavante. O Figueira descontou com Andrigo em falha de Mailson.  

Com o resultado, o Sport chega ao terceiro lugar com 38 pontos, empatado com o vice-líder Atlético-GO, mas perdendo no número de vitórias. Além disso, o time pernambucano abriu cinco pontos do CRB, quinto colocado e primeiro time fora da zona de acesso. Na próxima partida, o Leão receberá o América-MG, na Ilha do Retiro, às 21h30, da sexta-feira. 

O jogo

Pela primeira vez em 14 jogos, o Sport conseguiu repetir uma escalação. Com o elenco todo à disposição, o técnico Guto Ferreira levou para campo o mesmo time que iniciou o jogo diante do Bragantino. Já o Figueirense, comandado por Vinícius Eutrópio, que vem em péssima fase no campeonato, sem vencer desde junho, veio bastante modificado. 

A partida começou equilibrada. O Figueirense, que joga em casa, começou procurando mais o ataque enquanto, o Sport tentava chegar ao gol adversário em descida de contra-ataques rápidos. A partir dos 10 minutos, o time da casa intensificou a blitz diante do Leão. 

Porém, aos 15 minutos, na primeira descida efetiva ao campo de ataque, o Rubro-negro abriu o placar em linda jogada. Em trama pela esquerda, Leandrinho enfia bola para área, encontra Hyuri, que dá passe de calcanhar para Hernane acertar chute no canto direito do goleiro Matheus Vidotto. Com o gol, o Leão passou a jogar mais retraído, o que acabou chamando mais o Figueirense para o seu campo. 

Ao longo da primeira etapa, o técnico leonino se viu obrigado a gastar duas das três modificações a que tem direito. Hyuri sentiu dor no músculo posterior da coxa e foi substituído por Marcinho, que fez sua estreia pelo Leão. A segunda mudança ocorreu devido a um choque de cabeça entre João Igor e o volante Zé Antônio. O meio-campista do Sport saiu com sangramento no nariz e Marcão foi acionado na sua vaga.

 Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Sport passou a apertar um pouco mais o ritmo e produzir chances de marcar o segundo gol. A melhor delas aconteceu aos 44, quando Norberto cruzou, Leandrinho tocou, de cabeça, para Hernane Brocador, passar a bola de voleito para Marcinho, mas o ponta cabeceou bem na defesa do Figueirense.

Segundo Tempo

Na volta dos vestiários as equipes passaram a protagonizar um jogo morno. Com mais iniciativa, o Figueirense ocupava mais os espaços no campo de defesa do Sport, sempre pela esquerda com WIllian Popp, mas sem conseguir produzir chances de perigo ao gol de Mailson. 

E novamente na primeira descida do Sport, o Leão fez o segundo gol na partida. Após forçar a marcação no campo do adversário, Sander recuperou bola e iniciou contragolpe. O lateral abriu o lance com Marcinho, pela esquerda, que fez jogada individual e cruzou para Norberto, que apareceu com centroavante para cabecear e estufar as redes do goleiro Matheus Vidotto.

Perdendo por 2 a 0, o técnico Vinícius Eutrópio tentou tornar o time do Figueirense mais ofensivo. O comandante alvinegro sacou o volante Betinho para colocar o ex-leonino Andrigo e depois tirou o centroavante Yuri Mamute, que fez partida bastante ruim e acionou o atacante Matheus Lucas. 

O Sport, por sua vez, passou a administrar o jogo. Marcava o Figueirense em seu próprio campo de defesa e buscava chegar ao ataque pelas laterais do campo. Impaciente com a derrota e com o desempenho do próprio time, a torcida catarinense passou a gritar “Olé” para o toque de bola do Leão. 

No apagar das luzes, o Figueirense descontou. A lei do ex acabou não perdoando o Sport. O meia Andrigo arrancou pelo meio-campo e arriscou de fora da área e Mailson, em bola defensável acabou falhando de maneira clamorosa para que os catarinenses chegassem ao primeiro gol. O tento é o primeiro assinalado pelo Figueira após quatro partidas sem marcar. 

Mesmo com os cinco minutos de acréscimos dados pelo árbitro, que foram de pressão do Figueirense, o Sport conseguiu se segurar e garantir os três pontos referentes à vitória conquistada no Orlando Scarpelli. 

Ficha do jogo

Figueirense 1
Matheus Vidotto; Victor Guilherme, Alemão, Ruan Renato e Héliton; Zé Antônio (Patrick), Tony e Betinho (Andrigo); Robertinho, Willian Popp e Yuri Mamute (Matheus Lucas). Técnico: Vinícius Eutrópio

Sport 2
Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Charles, João Igor (Marcão) e Leandrinho; Hyuri (Marcinho), Guilherme e Hernane (Elton). Técnico: Guto Ferreira

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. 
Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA)
Gols: Andrigo aos 44’ do 2º tempo (Figueirense); Hernane aos 15’ do 1º tempo e Norberto aos 12’ do 2º tempo (Sport)
Cartões amarelos: Betinho, Willian Popp (Figueirense); Norberto e Leandrinho (Sport)

DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário