GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

COMOÇÃO TOTAL

Dor e indignação marcam o adeus à jovem morta na Madalena

Enterro de Leandra aconteceu no Cemitério da VárzeaFoto: Alexandre Aroeira / Folha de Pernambuco


Amigos e familiares se despediram de Leandra Jennifer da Silva, 22. Suspeito do crime é o marido, Raphael Cordeiro Lopes, 32

Amigos e familiares se despediram da jovem Leandra Jennifer da Silva, 22, que foi assassinada na manhã desse domingo (9) na casa onde morava com o marido e o filho de 1 ano, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife. O principal suspeito do crime é o marido, Raphael Cordeiro Lopes, 32, que está foragido. O velório aconteceu no bairro do Prado, e o enterro está previsto para as 12h no Cemitério da Várzea.

A amiga da família Roseane Cândida, que teve a filha, Rayane Cândida, de 20 anos, assassinada pelo companheiro no ano de 2011, falou da dor de ver mais um feminicídio. “O pai de Leandra chorou comigo a dor da morte da minha filha e hoje eu choro a perda dele. O que mais nos revolta é a impunidade que faz com que os assassinatos contra as mulheres continuem”, afirmou.
O corpo de Leandra chegou ao Cemitério da Várzea por volta das 10h30 sob muitas lágrimas de saudade e revolta. “Eu só queria que isso não ficasse assim, que houvesse pelo menos justiça e que ele pagasse pelo que fez porque ele me deu uma vida e tirou outra de mim. Ele me deu um neto e tirou a vida da minha filha e eu queria algo para somar na minha vida e não para diminuir”, falou, aos prantos, Josiane Oliveira, mãe de Leandra.
Por: Giovanna Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário