GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sexta-feira, 6 de março de 2020

MISSÃO CUMPRIDA

Ministro da Defesa avalia que GLO no Ceará cumpriu bem a missão

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e SilvaFoto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil


Com fim de paralisação de PMs presidente encerrou na quarta-feira (4) a operação

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, avaliou nesta quinta-feira (5) que a operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará "cumpriu muito bem" a missão. O ministro participou nesta manhã da comemoração dos 212 anos do Corpo de Fuzileiros Navais, no Rio de Janeiro.

O presidente Jair Bolsonaro encerrou na quarta-feira (4) a operação, em que as Forças Armadas foram mobilizadas para atuar na segurança pública durante o motim de policiais militares do Ceará.


"Entramos por ordem do presidente da República, e nossa missão era prover uma sensação de segurança e dar segurança à população local. Nesses 13 dias cumprimos muito bem a missão, sem um acidente ou incidente", disse Azeredo e Silva.

Acordo

Representantes dos policiais amotinados e do governo do Ceará assinaram um acordo na segunda-feira (2), o que encerrou a paralisação. Diante disso, Bolsonaro antecipou para na quarta-feira (4) o fim da GLO, prevista para terminar nesta sexta-feira (6).

Ao parabenizar os fuzileiros navais pela data, Azevedo e Silva elogiou a tropa por sua atuação, na GLO no Ceará e na operação Regresso à Pátria Amada Brasil, em que brasileiros foram trazidos de Wuhan, na China, e precisaram passar por uma quarentena para evitar possíveis contágios do novo coronavírus.

Unidades especializadas de fuzileiros navais fizeram a descontaminação de aeronaves e materiais que participaram da operação.

O comandante-geral do Corpo de Fuzileiros Navais, almirante-de-esquadra Alexandre José Barreto de Mattos, lembrou que há um setor especializado em contaminação nuclear, química e biológica na corporação.

"Foi apenas mais uma tarefa e mais um trabalho que nos foi atribuído. Temos gente com competência e material de ponta para atender a esse tipo de emergência", disse.



Por: Agência Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário