GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sexta-feira, 12 de junho de 2020

MAIS UMA DE JOICE HASSELMANN


Em áudio vazado, ex-assessor de Hasselmann revela relação com empresário, contrariando fala da Deputada na CPMI



Em um áudio vazado, suposto ex-assessor(a) afirma, sob condição de anonimato, que Joice Hasselmann (PSL-SP) teria mentido na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News sobre relação com o empresário Roberto Bertoldo. Na ocasião, ela havia jurado dizer dizer a verdade.
Em um áudio vazado, um suposto ex-assessor(a) afirma que Joice Hasselmann (PSL-SP) teria mentido na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), após jurar dizer a verdade em depoimento. Além da criação de perfis falsos, o ex-funcionário afirma que o empresário Roberto Bertoldo teria pagado uma boneca, além de equipamentos para a parlamentar. O denunciante afirma na fala que entregou provas à Polícia Federal.
De acordo com a denúncia, Joice Hasselmann foi favorecida por Bertoldo financeiramente, além de ser amiga dele e frequentar a residência do empresário. Mentir em uma CPMI sob condição de juramento é passível de cassação de mandato. Eduardo Cunha foi alvo de ação similar. 
Outros pontos

De acordo com vídeo publicado pelo YouTuber Mauro Fernandes, contendo o áudio, Roberto Bertoldo era próximo da Deputada Federal. No entanto, capturas de tela mostram a Deputada Federal pedindo a criação de contas falsas em redes sociais. A denúncia, já feita na grande imprensa, agora é confirmada por mais este assessor anônimo.
Ademais, outros elementos da proximidade entre a Deputada e o empresário estariam no pagamento de uma boneca inflável, usada tempos atrás (veja em capturas de tela publicadas no vídeo por Mauro Fernandes), e na compra de equipamentos para promoção de arquivos digitais. Além disso, de acordo com o áudio, ela impunha aos funcionários trabalharem fora de hora e em tarefas que extrapolavam as funções do gabinete.
De acordo com Jornal da Cidade Online, na CPMI das Fake News, Joice Hasselmann afirmou não conhecer o empresário Roberto Bertoldo, estando sob juramento. O ex-funcionário(a) confirma que ela, sim, o conhecia. No final do vídeo, o YouTuber Mauro Fernandes questiona, ainda, gastos da parlamentar, assegurando espaço para resposta dela.

Roberto Bertoldo

Não obstante, o nome de Roberto Bertoldo foi veiculado na CPMI quando o empresário Paulo Marinho prestou depoimento. De acordo com as notas taquigráficas do Senado Federal, a Deputada Caroline de Toni comentou sobre um jantar supostamente dado por Joice Hasselmann a um amigo, justamente Roberto Bertoldo.
Na ocasião, Caroline de Toni afirmou na CPMI que Bertoldo teria grampeado o ex-ministro Sérgio Moro, de quem Joice Hasselmann é biógrafa. De acordo com a parlamentar, ele chegou a ser preso preventivamente em 2015 por conta da ação.
Outra coisa interessante que eu queria até comentar, que não sei se é do conhecimento do público aqui – até o Deputado Filipe Barros, que está aqui ao lado, comentou –, foi que a Deputada Joice teria dado um jantar na casa de um amigo irmão, que ela disse que era irmão, depois ela falou aqui que era amigo irmão, que é um tal de Roberto Bertoldo. Para quem não sabe, Roberto Bertoldo, basta buscar aqui nas notícias pelo nome dele, teria grampeado o Juiz Federal Sergio Moro em 2003, 2004, inclusive teria sido preventivamente preso em 2015, por conta do grampo ilegal que fez ao Ministro Moro. Ora, também é muito estranho que a Deputada dê festas na casa de alguém, ainda mais sendo biógrafa do hoje Ministro Sergio Moro, uma das personalidades mais respeitadas do Brasil.
Deputada Caroline de Toni, na CPMI das Fake News, quando do depoimento de Paulo Marinho.
 GAZETA CONSERVADORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário