GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sábado, 16 de janeiro de 2021

CORONAVÍRUS

Amazonas desativou 85% dos leitos de UTI em 2020

 Entre julho e outubro do ano passado, o estado do Amazonas desativou 85% dos leitos de UTI que foram criados no estado para combater a pandemia de Covid-19. Os dados constam em um levantamento do Instituto Votorantim baseado em informações da Secretaria de Saúde do Amazonas. A informação foi dada pelo jornal Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (15).

Manaus passou por graves problemas nesta quinta-feira (14), quando os estoques de oxigênio dos hospitais se esgotaram, o que levou vários pacientes a morrerem por falta de ar.

No total, foram desativados 117 leitos de UTI dos 137 que foram criados. Até o dia 12 de janeiro, havia 58 pessoas esperando por um leito na rede de saúde.

Ao veículo, o responsável pelo levantamento, Rafael Gioielli, Gerente-Geral do Instituto Votorantim, afirmou que o custo para se manter o leito é elevado e que ele deve ter sido desativado no momento de queda na demanda por leitos.

“O problema é que a evolução da pandemia parece ter vindo na direção contrária dessa medida, ampliando a demanda por leitos de forma muito rápida, numa velocidade que parece ser maior do que aquela em que os governos conseguem ativar os leitos”, apontou.

Fonte: Pleno News

Nenhum comentário:

Postar um comentário