GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

NÁUTICO - TRANQUILIDADE COM A BASE

Mesmo com a base em alta na temporada, Hélio dos Anjos demonstra calma para utilizar joias alvirrubras nas partidas

"Tenho certeza que vou utilizar esses garotos", disse o técnico sobre os jogadores da base (Foto: Paulo Paiva/DP FOTO)



O técnico do Timbu projetou um uso maior desses atletas na temporada 2021

Em alta na temporada, a garotada do Náutico, campeã do Pernambucano e Nordestão sub-20 mostrou que o trabalho feito nas categorias de base alvirrubra, pode render bons frutos ao clube em um futuro próximo. Dentro do elenco do Timbu atualmente, se tem alguns jogadores que estão entres os titulares ou são acionados frequentemente, que são crias da base do clube. Como é o caso de Erick, que voltou em 2019 para o elenco, Rhaldney, Kevyn, que passou um tempo fora, mas retornou ano passado e Rafael Ribeiro que vai ser emprestado ao Fluminense no final da Série B.

 Além desses atletas, existem outros nomes que estão sob o olhar do técnico Hélio dos Anjos. É o caso do meia Juninho carpina e de Wanderson, do atacante Júlio e do zagueiro Carlão. Mesmo ciente das habilidades dos atletas que foram campeões regional e estadual, o treinador não mostrou pressa para utilizar esses jogadores nas partidas.

“Não adianta a gente achar, dentro de algumas reclamações como ‘tem que usar a base’. Tem. É a grande sustentação do Náutico. Tem que ser a base. Mas estamos usando dentro das condições que nós temos. Tenho o Juninho Carpina, que é um meia que faz a função do Jean e do Ruy. Ele não é um meia que podemos usar nas beiradas de campo. Para isso temos Wanderson, o Júlio, que são jogadores interessantes”, iniciou. 

“O Carlão já foi usado normalmente aqui dentro, não só comigo, mas com outros treinadores também. Aí vamos fazer tudo dentro da normalidade. Não quero falar nada do meu futuro em relação ao Náutico, porque, no trabalho de base, você não pode ser exigido para utilizá-la dentro das condições que temos desde que chegamos. Em dois meses de clube é muito difícil você criar uma situação para usar um número maior de jogadores”, explicou. 

Projetando sua permanência no Náutico, Hélio dos Anjos também falou como faria com esses atletas mais novos, caso conseguisse fazer um trabalho completo na próxima temporada. Segundo o técnico, quem mais deseja o sucesso desses jogadores não são os torcedores e sim quem está dentro do clube. 

“Mas acho que o futuro do Náutico passa, sim, por esse uso, por aprimorá-los. Já é um trabalho legal feito na base, e mais do que nunca estou atento a isso porque, caso eu tenha condições de fazer um trabalho normal no Náutico, iniciando temporada com projeção de ficar até o final dela, é natural e tenho certeza que vou utilizar esses garotos. Mas tudo dentro de um critério muito legal. Não adianta querer achar que quem não vê a hora de usar o jogador da base é quem está lá fora. É quem está aqui dentro, porque somos nós que acompanhamos o dia a dia dos jogadores”, finalizou.

DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário