GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

SANTA CRUZ - CORRIGINDO FALHAS.

Para buscar acesso, Santa Cruz precisa corrigir falhas na defesa e no ataque

Rangel é o único atacante a marcar gol no quadrangular (Foto: Rafael Melo/SCFC)


Time tem piores números ofensivos desta etapa e vive seu pior momento defensivo na temporada


O Santa Cruz vive os últimos dias de preparação para aquele que pode ser seu jogo mais importante nos últimos três anos, livrando os corais do estorvo da Série C. Para concretizar isso, além do complicado cenário de combinação de resultados do qual o Tricolor depende, o time precisa reverter o momento conturbado que vive tanto no ataque, quanto na defesa.

No setor ofensivo, o Santa Cruz é o mais improdutivo entre os oito times que disputam esta segunda fase do Brasileiro, tendo o baixo rendimento dos seus atacantes como um dos calos. Com cinco gols marcados em cinco jogos, apenas um saiu de um avançado, com Victor Rangel, enquanto os outros quatro saíram de meias: Chiquinho (3) e Didira (1).

Esse cenário é similar ao que Martelotte encontrou quando chegou ao Santa Cruz, em uma fase que os atacantes não balançavam as redes há dois meses, com o técnico recuperando os jogadores e o time passando a ver gols de Pipico, Lourenço, Rangel e Caio Mancha, algo que voltou a não acontecer. Tanto é que a última vez que o Santa tinha apenas cinco gols em cinco jogos foi exatamente nos jogos em torno da troca no comando técnico.

Na defesa, por outro lado, o cenário atual ainda não tinha sido visto nesta temporada: quatro jogos seguidos sofrendo gols. Outrora ponto forte, a defesa vem sendo vazada seguidamente e a estabilidade que o time encontrava no setor já não é mais visto, tanto que até o goleiro Maycon Cleiton, um dos principais nomes do Tricolor nesta temporada, vem sendo alvo de críticas da torcida, assim como os titulares William Alves e Bileu.

Outro nome que também é sempre avistado pelas falhas defensivas é o lateral esquerdo Leonan. Jogador de característica ofensiva que assumiu a posição já no quadrangular, seu lugar ainda é visto como ameaçado, mesmo restando apenas um jogo no campeonato. Fato é que, pelo caráter decisivo dessa rodada, mudanças terão que ser feitas no Santa, a nível técnico ou psicológico, para que o time reencontre os acertos ofensivos e defensivos que já teve.

DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário