GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

SEGUINDO ORIENTAÇÃO DA OMS

Ministério da Saúde segue orientação da OMS e recomenda a suspensão da vacinação de adolescentes sem comorbidades



A vacinação deverá ficar restrita a três perfis específicos: Adolescentes com deficiência permanente; Adolescentes com comorbidades; e adolescentes que estejam privados de liberdade.






Em nota técnica divulgada nesta quarta-feira (15), o Ministério da Saúde recomenda a suspensão da vacinação contra Covid-19 de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. A decisão vai na contramão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que autorizou o uso da vacina Cominarty (Pfizer/Biontech) nesta faixa etária, mesmo sem comorbidades.

A vacinação deverá ficar restrita a três perfis específicos: Adolescentes com deficiência permanente; Adolescentes com comorbidades; e adolescentes que estejam privados de liberdade.

Em uma publicação anterior, em 2 de setembro, a pasta havia ressaltado que vacinação desses adolescente se daria a partir do dia 15 de setembro, pois formariam o “último subgrupo elegível para vacinação”. Na nota atual, a pasta argumenta que a “Organização Mundial de Saúde não recomenda a imunização de criança e adolescente, com ou sem comorbidades”. Também de acordo com a nota, os benefícios da vacinação para este público “ainda não estão claramente definidos”. No Brasil, o único imunizante usado nessa faixa etária é o da Pfizer.

Quanto aos adolescentes que já foram vacinados, a nota técnica não informa uma diretriz para a segunda dose.

– Destacamos que a orientação da NOTA TÉCNICA 36/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS estabelecia que os adolescentes sem comorbidades seria o último subgrupo elegível para vacinação e somente vigoraria a partir do dia 15 de setembro. Outrossim, reafirmamos que Estados e Municípios sigam as orientações do Programa Nacional de Operacionalização da Covid-19 – descreveu a nota.


Fonte: Pleno News

Nenhum comentário:

Postar um comentário