GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 24 de outubro de 2022

TRANSPORTE PÚBLICO

Começa reforma na estação de BRT na Praça do Derby; faixas dos dois sentidos serão interditadas

Reforma na estação de BRT na Praça do Derby começou no sábado (22)                                                                                                                                                                                     - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco


Obra deve durar 40 dias. Intervenção teve início na plataforma mais próxima do cruzamento com a avenida Agamenon Magalhães.



Começou neste fim de semana a reforma da estação de BRT localizada na Praça do Derby, na área central do Recife. Durante a obra, que deve durar 40 dias, uma faixa de cada lado da via permanecerá interditada.

Folha de Pernambuco passou pelo local no início da tarde deste domingo (23) e encontrou uma equipe trabalhando na plataforma mais próxima ao cruzamento com a avenida Agamenon Magalhães. Por ela, passam seis linhas de ônibus.

Quando o serviço for concluído lá, a parte que está fechada agora será reativada e a intervenção seguirá para a outra plataforma, virada para a Ponte do Derby.

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) informou que vai reforçar o efetivo de agentes na área, nessa segunda-feira (24), primeiro dia útil após o início das obras, para orientar os motoristas.

Segundo o órgão, os condutores que estiverem na Agamenon Magalhães e desejam seguir em direção ao bairro da Madalena poderão utilizar a rua Joaquim Nabuco como rota alternativa.

Transtornos
Os passageiros e condutores que falaram com a reportagem não estavam cientes da interdição, que preocupa os motoristas devido ao tráfego intenso na área. "Vai piorar. O trânsito aqui, mesmo livre, já é ruim, imagina interditando. Isso aqui de manhã é uma agonia", comenta o taxista Júlio César dos Santos, de 66 anos.

Colega de Júlio César, Carlos Roberto Santiago, que tem ponto na Praça do Derby há 40 anos, também acha que a intervenção trará transtornos, mas pondera que a obra vai proporcionar melhorias. "Tem que haver um sacrifício de todo mundo para ter paciência. Mas vai chegar a um ponto em que vai aliviar", avaliou.

A pensionista Maria da Conceição Ferreira de Lima, 67, mora no bairro dos Torrões, na Zona Oeste, e anda todo dia de BRT. Ela acha que a reforma é necessária. "Fica mais legal para todo mundo, mais seguro", comentou.

Por Portal Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário