GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sábado, 5 de novembro de 2022

CAMPEONATO BRASILEIRO

No desfecho da temporada, Sport visita o Vila Nova, tentando repetir o milagre de 2011

Sem desfalques, Sport deve ter força máxima cotnra o Vila Nova (Foto: Rafael Bandeira/SCR)


Leão precisa que o CRB vença o Bahia no Rei Pelé, e ainda golear o seu adversário por pelo menos seis gols de diferença para subir


Com uma probabilidade de 0,046% para obter o acesso à Série A. É esse o cenário que o Sport terá quando o árbitro apitar o início do jogo contra o Vila Nova, que sela a temporada 2022 para o Leão. Chance mínima, quase impossível. Que certamente pode ser apontada como um verdadeiro milagre. Além de torcer por uma vitória do CRB sobre o Bahia - o que não ocorre há vinte anos, diga-se -, o Sport precisa golear o seu adversário por pelo menos seis gols de diferença. Os rubro-negros precisarão de muita fé, e muita bola na rede rival.

Para isso, o clube busca em sua história os motivos para acreditar. Afinal, é impossível que os torcedores não relembrem o acesso de 2011. Embora bem menos improvável, por depender na ocasião somente dos três pontos, o contexto daquele acesso é sempre apontado pelos rubro-negros como uma conquista memorável. No Serra Dourada, o Leão enfrentou o sempre duro Vila Nova, além de uma chuva torrencial que castigou a capital goiana.

Neste domingo o palco da decisão, o Estádio Olímpico Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), terá as suas atenções divididas com o Estádio Rei Pelé, em Maceió. As duas canchas trarão um desfecho de uma semana, que vem sendo complicada para o Leão desde o início, com diversos fatores extra-campo que influenciam diretamente nas partidas.

O primeiro deles se deu em torno de como o Vila Nova entraria em campo. Imerso na disputa da Copa Verde, o time inicialmente teria que jogar antes no sábado a semifinal contra o Brasiliense. O que trouxe revolta ao técnico Allan Aal, que não descartou usar uma equipe alternativa contra o Sport. Porém a CBF alterou a data dos jogos do Regional, e a tendência é que o Vila poupe um número mínimo de peças na sua despedida da Série B.

Por fim, e não menos polêmica, a saída do técnico Daniel Paulista do CRB, às vésperas do jogo com o Bahia, também deixou os rubro-negros de atenção redobrada. Embora não tenha se posicionado à reportagem do Esportes DP, o treinador teria sido demitido do cargo por supostamente não ter aceitado uma interferência da diretoria do Galo ao solicitar a escalação de atletas que não fossem do interesse de Daniel. A versão foi divulgada pelo jornalista Luciano Costa, na última sexta, na Rádio Maceió AM.

Para o técnico Claudinei Oliveira, não resta muito o que fazer para a partida que pode ser a sua despedida, uma vez que a renovação contratual depende diretamente da conquista do acesso. Aliás, o desfecho do jogo também pode ser determinante para as eleições do Sport, agendadas para o próximo mês de dezembro. Sem desfalques, o treinador deve ir a campo com força máxima, e com o máximo também de ofensividade do seu 4-2-4.

“Não é normal um placar elástico assim no futebol, mas acontece”, reconhece o volante Fabinho “Eu, assim como todo o grupo,  continuamos acreditando e temos que fazer o nosso dever. Enquanto houver chances reais, que seja 1% ou 2%, a gente acredita até o final”, completa.

FICHA DO JOGO
Vila Nova

Tony; Alex Silva, Alisson Cassiano, Jordan e William Formiga; Ralf, Arthur Rezende, e Dentinho; Kaio Nunes, Matheuzinho e Neto Pessoa. Técnico: Allan Aal.

Sport

Saulo; Eduardo, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Ronaldo, Fabinho; Labandeira, Luciano Juba, Gustavo Coutinho e Vagner Love. Técnico: Claudinei Oliveira.

Data: 06/11/2022
Horário: 18h30
Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), em Goiânia
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo dos Santos (ambos PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto (VAR-FIFA) e Frederico Soares Vilarinho (ambos MG)

DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário