GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 18 de julho de 2023

INVESTIGAÇÃO

Ex-PM assassinado tem "possível participação" em ocorrência policial no Sertão investigada

Hilux foi alvejada com tiros de arma de fogo de calibre grosso                                                                                                                                                                                         - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco


Homem assassinado era ex-PM e já havia sido preso por participação em grupo de extermínio



Está sendo investigada a possível participação do ex-policial militar Heleno José do Nascimento Júniorassassinado na tarde desta segunda (17) no Recife, na ocorrência que resultou numa troca de tiros entre criminosos e agentes do Batalhão de Polícia Especializada do Interior (BEPI) da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) no município de Parnamirim, no Sertão.

Essa investigação acontece através de um Inquérito Policial Militar (IPM). Simultaneamente, a hipótese é estudada pela Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim. [Leia a íntegra da nota da PMPE ao final deste texto]

A operação no Sertão aconteceu na última quinta-feira (13), quando houve uma troca de tiros entre policiais e criminosos de alta periculosidade, após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontar a presença de uma dupla em posse de drogas e armas num carro de modelo Celta. 

Eles trafegavam pela BR-316 quando receberam ordem de parada e ignoraram, dando início aos disparos. Dois criminosos foram atingidos e levados para uma unidade de saúde próxima, mas morreram.

Foram apreendidos uma espingarda calibre 12, um revólver calibre .38, cinco munições calibre 12 (três intactas, uma deflagrada e uma pinada), seis munições deflagradas calibre .38 e dois celulares.

Grupo de extermínio
Conhecido como Júnior Black, o ex-policial militar Heleno José havia sido foi preso pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) em março de 2013, por fazer parte de um grupo de extermínio.

Além disso, ele era citado na Justiça em processos da Procuradoria do Contencioso Cível e também do Juízo da Vara da Justiça Militar Estadual - ambos subordinados à Competência da Justiça Militar dos Estados.

Abaixo, confira na íntegra a nota da PMPE sobre o caso

“Em relação à possível participação da vítima na ocorrência envolvendo policiais do Batalhão de Polícia Especializada do Interior (BEPI), na semana passada no município de Parnamirim, a Polícia Militar esclarece que instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) e que concomitantemente um Inquérito Policial foi instaurado na Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, responsável pelas investigações.”

Por Ana Beatriz Venceslau

Nenhum comentário:

Postar um comentário