GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

domingo, 13 de agosto de 2023

CAMPEONATO BRASILEIRO

De virada, Náutico perde para o Paysandu e se complica na Série C

Timbu sofreu virada após abrir 2 a 0 no primeiro tempo (Foto: Matheus Cunha/CNC)



Timbu marcou dois gols, mas viu o Papão retornar letal e virar o jogo na Curuzu


Uma tarde cruel para os alvirrubros! Após abrir 2 a 0 no primeiro tempo, o Náutico viu o Paysandu virar o jogo na Curuzu, 4 a 2. O Timbu foi cirúrgico nos contra-ataques e marcou dois gols com Berguinho, mas caiu de produção e sofreu a virada na segunda etapa. Resultado que deixa a equipe de Fernando Marchiori em 'maus lençóis' na Série C do Campeonato Brasileiro.

A derrota empurra os alvirrubros para a oitava colocação, com 25 pontos. No entanto, a depender dos demais resultados, o Náutico corre o risco de sair do G-8 da competição já nesta rodada. Já o Papão assume a sexta colocação, com 26 pontos conquistados.

O próximo desafio do time pernambucano acontece no próximo sábado (19), quando visita o Brusque, no estádio Augusto Bauer, pela penúltima rodada. 

O jogo

Embate intenso na Curuzu! As equipes começaram ansiosas, cientes do peso da partida, e se precipitavam no último passe ao tentar bolas longas. Fernando Marchiori montou o Timbu com a proposta de uma marcação forte para explorar os contra-ataques. Proposta que os seus comandados entenderam muito bem, pois, aos 11 minutos, o Náutico recuperou a bola e Ribamar mandou um belo passe em profundidade para Berguinho sair na cara do goleiro Matheus Nogueira e abrir o placar do jogo. A primeira chegada perigosa dos mandantes veio cinco muitos depois, quando Mário Sérgio tentou encobrir o goleiro Vagner, que se esticou e mandou para escanteio. 

Mas o Timbu seguia o plano de jogo de forma cirúrgica. Quando o relógio marcava os 21 minutos, Berguinho aproveitou a confusão da defesa do Papão e arrancou em velocidade para bater no canto esquerdo de Matheus Nogueira, ampliando a vantagem no placar para os alvirrubros. Diante das dificuldades de criação do Paysandu, o técnico Hélio dos Anjos promoveu as entradas de Ronaldo Mendes e Edilson. Alterações que surtiram efeito imediato quando Ronaldo finalizou de fora da área e diminuiu a diferença para os donos da casa aos 36 minutos. O gol mudou a postura do Paysandu, que passou a se impor e quase empatou quando Vinícius Leite arriscou de fora da área e levou perigo para a meta de Vagner.

Na segunda etapa, apesar de não promover mudanças táticas, as equipes tiveram mudanças de postura. O Paysandu se impôs e retornou letal. Martelando o Timbu, o Papão quase empatou aos 10 minutos, quando Robinho cruzou na área e Kevyn cabeceou com perigo. Oito minutos depois a blitz bicolor não desperdiçou. Em nova bola levantada na área, Kevyn foi preciso e cabeceou firme para empatar o jogo. Aos 33 minutos, Vinícius Leite limpou a defesa alvirrubra e arriscou de fora da área, marcando um golaço e colocando o Paysandu na frente. O clima esquentou, quando Diego Ferreira e Mário Sérgio tiveram um desentendimento e foram expulsos. Um minuto após a expulsão, aos 48, Nicolas Careca cruzou rasteiro para Roger marcar o quarto gol e selar a vitória do Papão

Ficha do Jogo:

Paysandu: 4

Matheus Nogueira; Anílson (Edilson), Wanderson, Paulão (Wellington Carvalho) e Kevyn; João Vieira (Ronaldo Mendes), Geovane e Robinho (Arthur); Nicolas Careca, Mário Sérgio e Vinícius Leite (Roger). Técnico: Hélio dos Anjos

Náutico: 2

Vagner; Diego Ferreira, Denilson, Richardson e Rennan Siqueira; Jean Mangabeira (Gabriel Santiago), Victor Ferraz (Bryan) e Élton (Souza); Berguinho (Lima), Paul Villero e Ribamar (Eduardo). Técnico: Fernando Marchiori

Estádio: Curuzu (Bélem/PA)

Horário: 16h

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

Assistentes: Celso Luiz da Silva e Ricardo Junio de Souza (ambos de MG)

Cartões Amarelos: Nicolas Careca e Wellington Carvalho (PAY); Rennan Siqueira e Vagner (NAU)

Cartões Vermelhos: Mário Sérgio (PAY); Diego Ferreira (NAU)

Gols: Vinícius Leite, aos 36/1T, Kevyn, aos 18/2T, Vinícius Leite, aos 36/2T e Roger, aos 48/2T (PAY); Berguinho, aos 11/1T e 21/1T (NAU)


 Gabryel Alexandre

Nenhum comentário:

Postar um comentário