GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 15 de agosto de 2023

FALANDO BESTEIRA

Haddad alfineta Lira: “Câmara não pode humilhar Executivo”

Fernando Haddad Foto: EFE / Isaac Fontana


Ministro da Fazenda revelou "debates acalorados" com presidente da Casa Legislativa



O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), queixou-se, nesta segunda-feira (14), do “poder muito grande” que a Câmara dos Deputados possui e revelou que costuma ter “debates acalorados” com o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL). Em entrevista ao podcast de Reinaldo Azevedo, o petista chegou a sugerir que a Câmara estaria humilhando o Poder Executivo e o Senado.

– Não pensa você que está fácil. A Câmara está com um poder muito grande, e ela não pode usar esse poder para humilhar o Senado e o Executivo – disse Haddad, analisando ainda que o Brasil estaria experimentando uma “coisa estranhíssima que é um parlamentarismo sem primeiro-ministro”.

Como exemplo, Haddad citou a quantidade de emendas destinadas aos parlamentares, comparando que R$ 40 bilhões corresponde a cerca de 0,4% do PIB (Produto Interno Bruto).

– Onde no mundo tem isso? – questionou o ministro.

Sobre sua relação com Lira, Haddad afirmou que eles costuma apenas aparecer “sorrindo”, mas que nos bastidores ocorrem “debates acalorados”. O cenário é diferente com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), com quem o ministro afirma ter uma relação “espetacular”.

Momentos depois, Haddad mencionou a mudança de cargos que ocorre nas democracias, mas não chegou a citar diretamente Lira, que deverá deixar o posto de presidente da Câmara no final do próximo ano.

– Sabe o que é bom na democracia? É que a pessoa não vai ter esse poder para sempre. A instituição pode até ter, mas você não sabe na mão de quem ela vai estar daqui a dois anos, daqui a quatro anos, daqui a dez anos – acrescentou.

Thamirys Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário