GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 8 de agosto de 2023

SPORT - APRESENTADO OFICIALMENTE

Apresentado pelo Sport, Peglow pode estrear após longa suspensão: 'Preparado e confiante'

Atacante Peglow utilizará a camisa 77 do rubro-negro na Série B (Foto: Rafael Bandeira/SCR)


Anunciado há um mês, o atacante cumpriu punição recebida quando ainda atuava na Ucrânia e está à disposição do técnico Enderson Moreira


Pouco mais de um mês depois de ter sido anunciado pelo Sport, o atacante Peglow foi apresentado oficialmente pelo Leão da Ilha e poderá estrear após cumprir uma punição recebida enquanto atuava na Ucrânia. O jogador de 21 anos falou sobre a longa espera, mas demonstrou confiança e agradeceu à comissão técnica rubro-negra, lembrando do momento em que recebeu a notícia de que não poderia atuar, momentos antes da partida contra o Atlético-GO.

“Viajei para Goiânia e ia jogar. Ficamos sabendo duas horas antes do jogo que eu não poderia. Foi um baque. Estava ansioso para jogar. Tive a ajuda de toda a equipe técnica. Eles me auxiliaram no dia a dia, disseram para não baixar a guarda e continuar treinando. Internalizei isso e tive o apoio de todos. Hoje me sinto muito bem, preparado e confiante”, disse Peglow, que está à disposição de Enderson Moreira para o duelo da próxima sexta-feira (11), fora de casa, às 21h30, contra o Tombense.

Visto como um possível sucessor de Luciano Juba, que deixará o Sport rumo ao Bahia após o final de agosto, Peglow elogiou o companheiro de ataque, mas afirmou que todos os jogadores são importantes, além de ter se colocado à disposição para atuar em todas as funções do ataque, mostrando-se confortável em jogar pelos lados, pelo meio-campo e até mesmo como um falso nove.

“Juba é um grande jogador e pessoa. Se ele for embora, desejo tudo de bom. Ele vem fazendo uma grande temporada, mas acho que o Sport não se resume a um jogador. Todos os jogadores são importantes para o clube. Venho para somar e ajudar. Se o professor achar que posso me encaixar ali, vou dar o meu máximo sempre. Me sinto pronto. Houve essa questão que atrapalhou meus jogos, mas mantive o foco”, disse o atacante, que falou sobre sua passagem na Ucrânia e também sobre o convite para atuar no Sport.

“Fui muito feliz no Dnipro. Consegui ter a sequência de jogos que queria, fui muito bem e classificamos o time pela primeira vez para a Champions League. Quando veio o interesse do Sport, não pensei duas vezes. É uma grande equipe com uma torcida fervorosa. Sabia que ia lutar pelo título e por uma vaga na Série A. Fiquei muito contente com o projeto apresentado e com o grupo que já estava aqui”.

Relembrando a punição

O jogador recebeu uma suspensão de oito jogos enquanto atuava na Ucrânia, devido a uma expulsão na penúltima rodada do campeonato local. Enderson Moreira, treinador do Sport, já havia falado sobre a situação, demonstrando surpresa pela manutenção da pena no futebol brasileiro.

“Foi algo inusitado. Nunca tinha ocorrido de uma punição internacional ser mantida em outro país. Não sei se foi um pedido daqui em função dos atletas que estão sendo punidos por apostas. Não sei o que aconteceu, mas houve uma internacionalização dessas penas. Fomos pegos de surpresa”, disse o técnico.


Nenhum comentário:

Postar um comentário