GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 16 de outubro de 2023

REPATRIAÇÃO

Governo acredita que brasileiros devem deixar Gaza nesta segunda-feira (16)

Brasileiros em Gaza usam ônibus para deixar região após ameaça de ataque de Israel                                                                                                                                                  - Foto: Divulgação


Grupo de 32 pessoas está no Sul da Faixa de Gaza e aguarda liberação para cruzar fronteira com o Egito



Integrantes do governo federal acreditam que os brasileiros que estão no Sul da Faixa de Gaza conseguirão cruzar a fronteira do Egito nesta segunda-feira (16). A saída do grupo do território palestino depende da viabilização de um corredor humanitário na cidade de Rafah.

Ao todo, o governo brasileiro trabalha para trazer 32 pessoas para o país. Dessas, 16 (quatro homens, quatro mulheres e oito crianças) já estão em Rafah abrigados em um imóvel alugado pelo Itamaraty. Até sábado (14), elas estavam em uma escola na Cidade de Gaza, no norte.

Os outros 16 integrantes do grupo (dois homens, cinco mulheres e nove crianças) são moradoras da cidade de Khan Yunis e aguardam a autorização para cruzar a fronteira em suas casas. A cidade fica próxima a Rafah. Dos 32 que serão trazidos ao país, 22 são brasileiros, sete são palestinos com visto provisório e de residência no Brasil e três palestinos com parentesco próximo com brasileiros.

As negociações para liberação do grupo envolve o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, o assessor especial da Presidência para assuntos internacionais, Celso Amorim, e os embaixadores do Brasil na Palestina, Alessandro Candeias, e no Egito, Paulino Franco Neto.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já conversou por telefone com os presidentes de Israel, Isaac Herzog, do Egito, Abdul Fatah al-Sisi, e da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas.

Um avião da Presidência da República está em Roma à espera da liberação da fronteira. Quando isso ocorrer, a aeronave se dirigirá ao Egito para trazer o grupo.


Por Agência O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário