GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quarta-feira, 4 de outubro de 2023

SPORT - ATAQUE CONTINUA POSITIVO

Mesmo com a saída de Luciano Juba, Sport segue com números expressivos no ataque

Peglow comemora gol contra o Criciúma na Ilha do Retiro (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)


Sem Luciano Juba desde a 25ª rodada da Série B, o Leão da Praça da Bandeira enfrentou cinco adversários e balançou as redes 11 vezes


A despedida de Luciano Juba, principal protagonista do Sport na temporada, levou os torcedores a se questionarem como seria o sistema ofensivo rubro-negro após a saída do destaque. Com a lacuna no ataque, o técnico Enderson Moreira resolveu procurar algumas fórmulas ofensivas diferentes para substituir o jogador que tem o maior número de participações em gols do clube em 2023.

Sem Luciano Juba desde a 25ª rodada da Série B, o Leão da Praça Bandeira enfrentou cinco adversários  e balançou as redes 11 vezes - com média de mais de dois gols por partida. É Importante destacar que, neste recorte, o Sport enfrentou três times que estão lutando diretamente contra o rebaixamento, que apresentam inúmeras fragilidades defensiva. Contra o lanterna ABC (1X0), equipe que tem a quarta defesa mais vazada (40), Londrina vice-lanterna defesa que mais sofreu gol na competição (49) e o time do Avaí que está a uma posição da zona da degola, com o terceiro sistema mais vazado do torneio (41).

 Durante esse recorte dos últimos cinco jogos, Jorginho e o João Peglow foram os principais goleadores com dois gols marcados cada. Considerado um dos substitutos de Luciano Juba no Sport, o atacante Peglow destacou que vem evoluindo, mas se cobrou acreditando que ainda pode acrescentar mais com a camisa rubro-negra. “Eu me sinto cada vez melhor, sei que posso ainda dar mais a cada partida, mas venho procurando isso com tranquilidade, com a confiança que o treinador me dá, os jogadores também, pude ajudar a equipe agora a equipe em mais um jogo. Eu espero também agora na segunda-feira ajudar novamente e a gente sair com os três pontos”, disse o atacante.
 
“É uma briga boa, uma briga sadia, que a gente tem todo mundo é companheiro, mas a gente sabe que entrou no treinamento a gente tem que dar o máximo. Porque está todo mundo bem, todo mundo está pronto, então se não for, eu vai ser alguém outro. Então a gente está sempre atento aos treinamentos para poder dar o máximo e pra ter as oportunidades e fazer bons jogos”, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário