GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 9 de novembro de 2023

MONITORAMENTO NAS PRAIAS

Estado ganha plano de segurança aquática e prevenção a incidentes com tubarão

O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) contabiliza e monitora os incidentes sistematicamente desde 1992 (Foto: Rômulo Chico/DP foto)


Medidas serão lançadas no primeiro seminário realizado pelo Cemit, a partir desta quinta (9), no Recife

O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) realiza, nesta quinta (9) e sexta (10), a 1ª edição do Seminário de Monitoramento de Incidentes com Tubarões em Pernambuco.

O evento acontece, a partir das 8h, no auditório do Parque Estadual Dois Irmãos, no Recife.
 
Um dos momentos mais importantes do seminário será o lançamento do Plano de Educação Ambiental para Segurança Aquática e Prevenção de Incidentes com Tubarões de Pernambuco (PEAST-PE).

O plano estabelece que as ações educativas aconteçam de forma consistente, perene e duradoura para que, ao longo do tempo, as pessoas tenham uma melhor compreensão da biodiversidade marinha. 

A abertura do seminário terá a participação da secretária da Semas-PE e presidente do Cemit, Ana Luiza Ferreira, da administradora de Fernando de Noronha, Thallyta Figuerôa, da presidente da Facepe, Maria Fernanda Avelar e do presidente da CPRH, José de Anchieta dos Santos.

O seminário contará com uma palestra de abertura e cinco mesas-redondas compostas por membros efetivos, científicos e convidados do Cemit, além de profissionais de áreas correlatas com a temática dos incidentes, que estarão compartilhando suas pesquisas e experiências, promovendo um ambiente de aprendizado colaborativo e construtivo.

Além do lançamento do plano, será realizada uma plenária para discussão dos compromissos e prioridades de pesquisa e monitoramento de incidentes com todos os envolvidos.

"O intuito do evento é fomentar o conhecimento técnico-científico e traçar estratégias de monitoramento e prevenção de incidentes com tubarões no Estado. Além disso, faremos uma preparação para, no futuro, sediar o 6° Workshop Internacional sobre Incidentes com Tubarões em Pernambuco", ressalta a gerente geral de Áreas Costeiras da Semas-PE, Danise Alves.

Cemit

O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) contabiliza e monitora os incidentes sistematicamente desde 1992, totalizando, até o presente momento, 77 interações, sendo 67 na região costeira e 10 no Arquipélago de Fernando de Noronha.

Segundo a International Shark Attack File (ISAF), o Brasil está entre os cinco países com maior número de incidentes com tubarões no mundo, sendo fundamental abordar essa questão de forma abrangente e científica.

Programação:

Dia 09/11

8h - Café de boas-vindas
8h30 - Abertura - Representantes institucionais
Maria Fernanda Pimentel (Presidente da Facepe)
Thallyta Figuerôa (Administradora de Fernando de Noronha)
José de Anchieta (Presidente da CPRH)
Ana Luiza Ferreira (Secretária da SEMAS)
9h - Homenagem ao Professor Fábio Hazin
9h20 - Palestra
Percepções do 5º Workshop Internacional sobre Incidentes com Tubarões em Recife (PE), com Rosângela Lessa (UFRPE)
10h - Coffee break
10h20 - Mesa-redonda
Pesquisas e Incidentes com Tubarões no Arquipélago de Fernando de Noronha
Lilian Hangae (ICMBio Noronha) - Tubarões em Fernando de Noronha: histórico das interações, questão da visitação/direito ao risco e monitoramento.
Júlio Rosa (ICMBio Noronha) - Interação de tubarões com a pesca.
Paulo Oliveira (UFRPE) - Pesquisas com redes acústicas.
Fábio Borges (Projeto Tubarões e Raias de Noronha) - Novas metodologias para o rastreamento em fina escala de tubarões.
Ramon Abelenda (Administração de Fernando de Noronha) - Medidas preventivas e mitigatórias.
Danise Alves (Semas) - Mediadora
 
12h30 - Intervalo para almoço

 14h - Mesa-redonda
Impactos socioeconômicos, psicossomáticos e possíveis soluções para os incidentes
Isabella Miranda (Setur) - Práticas e experiências da gestão de destino turístico lidando com a especificidade do tema tubarão.
Paulo Aguiar (UniFafire) - Luto e possibilidades de adaptações.
Camila Santos (UFPE) - Mas ele não leu a placa? – apontamentos sobre o perfil socioeconômico das vítimas de incidentes com tubarões em Pernambuco.
Josafá Lima (Sobrasa) - Problemática dos Afogamentos.
Sidney Vieira (Semas) - Mediador
16h - Lanche concomitante
16h30 - Encerramento

Dia 10/11

8h - Mesa-redonda
CEMIT e Protocolos para Incidentes com Tubarões
Jonas Rodrigues (UFRPE) - Histórico do Cemit
Capitão Carlos Araújo (SDS/Corpo de Bombeiros) - Protocolo de Salvamento aquático.
Isabel Sobral (Administração de Fernando de Noronha) - Protocolo de socorro das vítimas e Anamnese.
9h40 - Coffee break
10h - Lançamento de Plano de Educação Ambiental para Segurança Aquática e Prevenção de Incidentes com Tubarões em Pernambuco (PEAST/PE)
10h20 - Mesa-redonda (retorno)
CEMIT e Protocolos para Incidentes com Tubarões
Cristiano Correa (SDS/Corpo de Bombeiros) - Protocolo de Salvamento Aquático.
Leonardo Gomes (SAMU) - Protocolo de Socorro às vítimas.
Mauro Catunda (IML) - Anamnese com as vítimas.
Simone Teixeira (UPE) - Mediadora
 
12h - Intervalo para almoço
 
13h30 - Mesa-redonda
Incidentes com tubarões no mundo: alternativas de mitigação para atividades recreativas.
Tereza Araújo (UFPE) - Dinâmica geomorfológica.
Ilka Branco Nunes (UFRPE) - Repelência contra tubarões.
Rodolfo Araújo (SEMAS) - Propostas mitigadoras sugeridas à ouvidoria da SEMAS.
Andrea Olinto (Semas) - Mediadora
15h - Plenária
Proposição de compromissos e prioridades (curto, médio e longo prazo) - Equipe técnica SEMAS
16h - Coquetel de encerramento

DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário