GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 23 de janeiro de 2024

FLAGRANTE

Vídeo mostra descoberta de câmera escondida em condomínio de luxo em Muro Alto

Câmera escondida estava dentro de tomada em quarto de condomínio (Foto: Reprodução/Redes Sociais )


Imagens passaram a circular nas redes sociais depois que casal de turistas encontrou equipamento. Polícia disse que cenas de sexo foram registradas

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que uma câmera escondida foi descoberta em um quarto de um condomínio de luxo, na Praia de Muro Alto, em Ipojuca, no Grande Recife. 

Embora a polícia não confirme a autoria das filmagens, o local é o mesmo em que investigadores da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) apreenderam o equipamento.

Na semana passada, uma fonte da polícia disse ao Diario de Pernambuco que o conteúdo do cartão de memória está sendo periciado pelo Instituto de Criminalística (IC). 

Segundo essa fonte, ligada ao alto comando da corporação, as imagens capturadas continham cenas de sexo. 

O caso ficou conhecido após um casal de turistas do estado de São Paulo (SP) descobrir que a câmera oculta estava instalada dentro da tomada.

Por isso, eles tiveram dificuldade para fazer a conexão de equipamentos nessa tomada, que ficava na  frente da cama de casal do apartamento. 

As imagens mostram as instalações do quarto e parte do condomínio onde os turistas estavam hospedados. 
 
 
As vítimas se hospedaram no dia 13 deste mês no imóvel. Após descobrirem a existência do equipamento, elas registraram o Boletim de Ocorrência (BO) no dia 15. No dia seguinte, um inquérito foi instaurado pela Delegacia de Porto de Galinhas para investigar o caso. 

"As vítimas serão ouvidas de forma remota pelos investigadores ainda nesta semana. E também está prevista a oitiva do proprietário da empresa que é contratada para administrar e locar o imóvel. Os investigadores seguem nessa linha de investigação para tentar identificar os responsáveis por instalar a câmera no apartamento”, disse a fonte ligada à polícia.

Inclusive, essa fonte informou ao Diario que a proprietária do apartamento onde a câmera oculta foi descoberta já prestou depoimento aos investigadores e negou ter conhecimento da existência do equipamento. 

“Sim, já foi identificado que as diligências preliminares identificaram que havia cena de sexo armazenadas no cartão de memória. E a investigação não descarta a existência de novas vítimas. Até agora foi apenas um casal que foi identificado. O conteúdo foi enviado para a perícia do IC”, destacou a fonte ligada à Polícia Civil.

Polícia suspeita que há outras vítimas

Ainda segundo esta fonte ligada à polícia, os investigadores não descartam que haja outras vítimas da tal “câmera espiã”, já que os investigadores já descobriram que o equipamento estava instalado desde 2019 no quarto do condomínio. 
 
“Os investigadores já tem a informação que o equipamento foi instalado desde 2019 e, que, não descartam que haja outras vítimas. Até o momento, só foi identificado um casal, que pode ser o mesmo que descobriu e prestou queixa”, comentou a fonte da polícia. 
 
Os investigadores já tratam o caso como crime previsto no artigo 216-B. Essa norma aponta que é delito produzir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, conteúdo com cena de nudez ou ato sexual ou libidinoso de caráter íntimo e privado sem autorização dos participantes: Pena de detenção, de seis meses a um ano, além de multa.
 
“Isso já configura no crime no Código Penal, de produzir ou filmar imagens de conteúdo explicíto de sexo ou nudez. A proprietária do apartamento negou conhecimento da existência do equipamento", afirmou a fonte. 

Por: Wilson Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário