GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 16 de janeiro de 2024

NO AGRESTE DO ESTADO

Estudante de 17 anos sai de casa, deixa carta para a mãe e é achada 24 horas depois, a 21 quilômetros de distância

A jovem sumiu ao sair de casa no domingo (14), mas foi localizada 24 horas depois, na cidade vizinha onde a família mora, no Agreste do Estado (Foto: Reprodução/Redes sociais )


Caso, que aconteceu no Agreste, levou comunidade a fazer campanha na internet e a polícia a começar investigação

A família de uma adolescente de 17 anos viveu momentos de angústia no Agreste pernambucano. 

A estudante Daiana Conceição dos Santos sumiu de casa, em Lajedo, levando a comunidade a fazer uma campanha na internet para localizá-la. 
 
Foram divulgados cartazes com a foto dela nas redes sociais. 
 
Tudo começou no domingo (14), quando a jovem saiu de casa e não retornou no horário de costume.
 
Os pais ficaram aflitos depois de descobrir uma carta. A adolescente informou que "tentaria a vida fora". 
 
A Polícia Civil chegou a instaurar um inquérito para investigar e identificar o paradeiro da adolescente. 

De acordo com a polícia, o desaparecimento da adolescente foi registrado na 18ª Delegacia Seccional de Garanhuns, também no
Agreste pernambucano. 
 
O desespero só terminou quando Daiana ligou para  a mãe, na segunda (15).
 
A garota disse que estava em São Bento do Una, na mesma região, distante 21 quilômetros da cidade onde vive com os parentes. 
 
Depoimento
 
Nesta terça (16), a mãe de Daiana, a agricultora Maria Cláudia da Conceição, de 38 anos, conversou pelo telefone, ela disse que a filha entrou em contato com a família por volta das 23h de segunda, um dia depois de sair de casa. 
 
“Ela ligou para nós e informou que estava bem. Alegou que saiu de casa em busca de trabalho em São Bento do Una e iria voltar. Estou muito aliviada, graças a Deus! Porém, essa versão dela me deixou intrigada e prefiro checar pessoalmente se ela está bem e se de fato está trabalhando”, contou Maria Cláudia da Conceição. 
 
A mãe da garota disse que ainda nesta terça (16) iria até São Bento do Una para se encontrar com a filha. 
 
No entanto, a mãe da jovem ainda busca pistas para confirmar se realmente a filha foi até a cidade vizinha atrás de uma oportunidade de emprego. 
 
“Fico um pouco desconfiada da versão. Quero vê-la e tirar a prova pessoalmente. Ela ainda continua lá, porém, não tenho nenhum parente que mora em São Bento do Una”, apontou a agricultora. 
 
Ela ainda narrou os dizeres da carta que a filha deixou antes de sair de casa. 
 
“Sim, ela escreveu à mão a seguinte frase: ‘Mãe, estou saindo para tentar a vida fora. Assim que eu me estruturar, voltarei para casa’. Achei muito estranho, mas foi isso que ela escreveu”, citou Maria Cláudia.

Por: Wilson Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário