GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 25 de janeiro de 2024

PROBLEMA NO PIX

Relatório revela grave problema no PIX; CONFIRA


Grave problema no Pix foi detectado, mas o que aconteceu? O ano passado ficou marcado por um aumento considerável na audácia e sutileza de grupos de ransomware.

Uma revelação alarmante do relatório anual da Apura Cyber Intelligence, uma empresa global que se dedica a monitorar e combater o cibercrime, é o crescimento do uso de ferramentas de Inteligência Artificial (IA) pelos criminosos cibernéticos.

A crescente utilização da IA no cibercrime

Com as ferramentas de IA como ChatGPT ganhando popularidade, o cibercrime também acompanhou essa tendência, dando origem a novos usos maliciosos.

Ademais, as tentativas de bloquear o uso indevido do ChatGPT não foram suficientes para impedir os criminosos de inovarem. Assim, ferramentas maléficas, como WormGPT FraudGPT, nasceram e servem para criar e otimizar códigos maliciosos.


Além disso, a IA também teve utilidade na personificação através de deep fakes, dificultando ainda mais a detecção desses ataques.

O PIX como alvo principal e o problema detectado

No Brasil, em particular, crimes envolvendo o sistema Pix estão sendo especialmente prevalentes. Utilizam malwares bancários, como o PixStealer/MalRhino, BrazKing e PixPirate, para esvaziar as contas dos usuários, empregando táticas avançadas como o Automated Transfer System (ATS).

As infecções se dão, geralmente, via engenharia social e costumam focar principalmente em dispositivos móveis Android.

Cidades inteligentes sob ataque

Além destes, em 2023, as cidades inteligentes também foram expostas à ataques de ransomware, com exemplos ocorrendo em Dallas, Texas, e em Oakland, Califórnia.

A saber, esses ataques comprometeram os sistemas de comunicação e TI das cidades, impactando tanto os administradores quanto os residentes.

O esforço global de combate ao cibercrime

Apesar do agravamento da situação de cibersegurança, houve também um efetivo esforço por parte das forças da lei ao redor do mundo para combater a cibercriminalidade.

As forças da lei reagiram de forma robusta, com várias operações de grande sucesso, como a desarticulação do grupo de ransomware Hive pela Europol, e a prisão do administrador do fórum de cibercrimes Breached pelo FBI.

Em um contexto em que a cibercriminalidade se torna cada vez mais sofisticada e sutil, o esforço coordenado de agências de segurança cibernética e forças da lei em todo o mundo será essencial para proteger indivíduos e instituições contra ataques.

Nenhum comentário:

Postar um comentário