GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 22 de janeiro de 2024

REONERAÇÃO NÃO DEVE EMPLACAR

Reoneração da folha não engata no Congresso

Sanha arrecadatória do ministro Fernando Haddad (Fazenda), não corre o risco de prosperar na Câmara ou no Senado(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)


Nomes estratégicos para que o governo Lula consiga emplacar a desejada reoneração da folha de pagamentos, que penaliza 17 setores que mais empregam no Brasil, foram ouvidos pela coluna e garantem que a sanha arrecadatória do ministro Fernando Haddad (Fazenda), não corre o risco de prosperar na Câmara ou no Senado. “Não há o que se rediscutir sobre desoneração”, afirmou o senador Efraim Filho (União-PB), autor do texto que prorroga o benefício até 2027.

Recado dado

“Não foi um resultado apertado”, lembra Efraim ao sacar o largo placar que derrubou o veto de Lula no Senado: 60 a 13.

Reonerar, não

Para o senador, o debate possível no Congresso, com diálogo e votos, é um projeto de lei sobre medidas compensatórias.

Salto alto

A MP foi mal-recebida no Congresso e deve ser revogada pelo Planalto. “O governo estava arrogante”, afirma Joaquim Passarinho (PL-PA).

Ampliação

Passarinho, que é presidente da Frente do Empreendedorismo, diz que, além de manter a desoneração, quer “até ampliar” os beneficiados.

Cláudio Humberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário