GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 25 de janeiro de 2024

SAÚDE

Pernambuco fica fora da primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a dengue

Entre os dias 31 de dezembro de 2023 e 20 de janeiro de 2024, foram confirmados 35 casos de dengue. (Foto: Freepik)


Ministério da Saúde disse, nesta quinta (25), que o Estado não atendeu a critérios de saúde estabelecidos no País

Pernambuco está fora da primeira etapa da vacinação nacional contra a dengue. 
A informação foi confirmada, nesta quinta-feira (25), pelo escritório do Ministério da Saúde no Estado e pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).
 
Nesta primeira etapa de imunização, que deve começar em fevereiro deste ano, serão beneficiados moradores de 521 municípios do País. Veja a lista completa dos municípios contemplados, disponível aqui.
 
No nordeste apenas os estados da Bahia, Maranhão, Rio Grande do Norte e a Paraíba receberão os imunizantes. No Sul, apenas o Rio Grande do Sul está fora da lista.
No nordeste apenas os estados da Bahia, Maranhão, Rio Grande do Norte e a Paraíba receberão os imunizantes. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
No nordeste apenas os estados da Bahia, Maranhão, Rio Grande do Norte e a Paraíba receberão os imunizantes. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
 
De acordo com nota divulgada pela SES-PE, "Pernambuco não foi contemplado com o Plano de Vacinação contra a dengue". 
 
Ainda segundo a administração estadual, o Ministério da Saúde alegou probolemas com a "capacidade limitada de produção de vacinas pelo laboratório".

Por isso, acrescentou o Governo do Estado, foi "necessário definir critérios para estratégia de vacinação em conjunto com as entidades representantes de estados e municípios".

Ainda de acordo com a SES-PE, para entrar nos critérios do Ministério da Sáude seria preciso atender a alguns pré-requisitos.
Entre eles, estão:
 
Municípios de grande porte (mais de 100 mil habitantes) com alta transmissão de dengue; 

Maior número de casos em 2023 e 2024; 
 
Predominância do sorotipo DENV2 (dezembro de 2023); 
 
Definição por Regiões de Saúde, abrangendo todas as regiões do país.

Questionado pelo Diario de Pernambuco, nesta quinta, o escritório do Ministério da Saúde no Estado afirmou que Pernambuco não atendeu aos critérios estabelecidos que foram acordados entre a pasta federal, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). 

Quem vai ter vacina

Nesta quinta, o ministério disse quais municípios terão prioridade para receber a vacina.
 
As cidades compõem um total de 37 regiões de saúde que, segundo a pasta, são consideradas endêmicas para a doença.
 
A pasta confirmou ainda que serão vacinadas crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, faixa etária que concentra maior número de hospitalizações por dengue.
 
Os números mostram que, de janeiro de 2019 a novembro de 2023, o grupo respondeu por 16,4 mil hospitalizações, atrás apenas dos idosos, grupo para o qual a vacina não foi autorizada.

 “A definição de um público-alvo e regiões prioritárias para a imunização foi necessária em razão da capacidade limitada de fornecimento de doses pelo laboratório fabricante da vacina. A primeira remessa com cerca de 757 mil doses chegou ao Brasil no último sábado. O lote faz parte de um total de 1,32 milhão de doses fornecidas pela farmacêutica.”

 “Outra remessa, com mais de 568 mil doses, está com entrega prevista para fevereiro. Além dessas, o Ministério da Saúde adquiriu o quantitativo total disponível pelo fabricante para 2024: 5,2 milhões de doses. De acordo com a empresa, a previsão é que sejam entregues ao longo do ano, até dezembro. Para 2025, a pasta já contratou 9 milhões de doses.” 

Esquema
 
O esquema vacinal será composto por duas doses, com intervalo de três meses entre elas. O Brasil é o primeiro país do mundo a oferecer o imunizante no sistema público. A Qdenga, produzida pelo laboratório Takeda, foi incorporada ao SUS em dezembro do ano passado, após análise da Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no SUS (Conitec).
 
Principais sintomas da dengue. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
Principais sintomas da dengue. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

Dengue em Pernambuco 

 Conforme dados divulgados esta semana pela SES-PE, entre os dias 1º de janeiro de 2023 e o dia 30 de dezembro do mesmo ano, foram contabilizados 3.262 casos da doença, sendo 54 considerados graves e três óbitos.

Entre os dias 31 de dezembro de 2023 e 20 de janeiro de 2024, foram confirmados 35 casos de dengue. Também há 282 casos em investigação.

DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário