GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quarta-feira, 17 de janeiro de 2024

VEREADORES AFASTADOS POR CORRUPÇÃO , FRAUDE E LAVAGEM DE DINHEIRO

Vereadores são afastados dos cargos após investigação por corrupção, fraude em licitação e lavagem de dinheiro

Polícia cumpri mandados de busca no Sertão (Foto: Polícia Civi/Divulgação )


Parlamentares de cidade do Sertão pernambucano foram alvo de operação deflagrada nesta quarta (17) pela Polícia Civil

Três vereadores da cidade de Santa Terezinha, no Sertão de Pernambuco,  foram afastados dos cargos.

Eles são alvo de uma operação deflagrada nesta quarta (17) pela Polícia Civil de Pernambuco. 
 
Os parlamentares são investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e fraude de licitações. 

Entre eles, está o presidente do Legislativo municipal, José Martins, conhecido como Neguim de Dandá (Avante).   
Os alvos da operação foram três vereadores da Câmara Municipal de Santa Terezinha, no Sertão do Estado  (Foto: Arquivo )
Os alvos da operação foram três vereadores da Câmara Municipal de Santa Terezinha, no Sertão do Estado (Foto: Arquivo )
A cidade fica a 440 quilômetros do Recife e está na divisa entre os estados de Pernambuco e da Paraíba. 
 Além dos afastamentos, a ação policial cumpriu 19 mandados de busca e apreensão domiciliar.
 
Também foram determinados  bloqueios de valores, totalizando R$ 2 milhões, e sequestro de bens. 
 
Todos os mandados foram expedidos pelo Juízo da 2ª Vara da Comarca de São José do Egito, que também fica na região sertaneja pernambucana. 
 
Por meio de nota, a polícia informou que a operação foi fruto de uma investigação que começou em junho de 2023. 

Como foi
 
Policiais participaram da Operação Conluio 2  (Foto: Polícia Civil/Divulgação )
Policiais participaram da Operação Conluio 2 (Foto: Polícia Civil/Divulgação )

Ao todo, a operação “Conluio 2” afastou os três vereadores que atuam na Casa José Leite de Amorim, a sede do legislativo municipal daquela cidade. 
Os nomes de dois parlamentares afastados não foram divulgados.  Na primeira fase, já tinham sido afastados outros dois parlamentares. 
 
Os vereadores investigados são apontados pela polícia como integrantes de uma quadrilha especializada na prática de crimes de corrupção passiva e ativa, além de fraudes em licitação e lavagem de dinheiro. 

“A operação teve o objetivo  de identificar e desarticular Organização Criminosa voltada à prática dos crimes de Peculato, Corrupção Passiva e Ativa, Fraude em Licitação, Duplicata Simulada e Lavagem de Dinheiro”, disse a polícia em nota. 

A operação “Conluio 2” ainda contou com o apoio operacional de policiais civis da Polícia Civil da Paraíba (PCPB). 

Até a última atualização desta matéria, não havia informações se os alvos da operação foram encaminhados para alguma delegacia para prestar depoimento. 
 
O delegado Gregório Ribeiro afirmou que a operação desta quarta é a continuação de uma ação de maio de 2023. 
 
"Na época, foram feitas as prisões preventivas de dois vereadores e da tesoureira da Câmara", lembrou.  
 
Detalhes
 
Segundo a polícia, os valores eram desviados dos contratos licitados pela Câmara dos Vereadores.
  
Foi identificado superfaturamento das licitações para que as empresas devolvessem parte dos valores recebidos. Contratos de 2019 a 2023. 
 
Além disso, servidores comissionados repassavam um percentual do salário aos vereadores 

Nenhum comentário:

Postar um comentário