GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

CARNAVAL 2024

Desfile do Galo fará 100% de compensação de emissão de carbono pela primeira vez este ano

Foto: Rômulo Chico/DP foto


Assim como ocorrido nos últimos carnavais, o maior bloco do mundo quer mostrar que é possível, sim, unir folia e diversão com responsabilidade social e ambiental

O Galo da Madrugada vai compensar cem por cento do carbono emitido em todas as atividades que englobam o espetáculo do Sábado de Zé Pereira. 

Além de manter a parceria com cooperativas de catadores do Recife e Região Metropolitana, que gera renda para dezenas de famílias e também facilita na reciclagem de resíduos sólidos. 

“Em parceria com a empresa Ambipar, temos uma estimativa prévia de tudo o que é gerado de gases. Tudo é contabilizado pra gente poder fazer a compensação”, explica Guilherme Menezes, diretor de Marketing do Galo, que promete, para o Carnaval 2024, cem por cento de neutralização de CO2.


Vinícius Hernandes, gerente de Negócios da Ambipar, dá um maior detalhamento de como será feito o processo:


“Cada trio elétrico é abastecido com 300 litros de diesel e tem aí o gerador dentro dele. e existem aí as emissões de carbono por parte de energia, por parte dos catadores, por parte de geladeiras que são usadas, ar-condicionado durante todo esse percurso. E cada item desse tem uma emissão particular. E essas emissões vão ser rigorosamente medidas para que ao final a gente some tudo e passe aí a compensação da respectiva emissão de cada equipamento”, detalha o gerente de negócios da Ambipar. 


Feito o cálculo, tudo será compensado com créditos de carbono de energia renovável, continua Hernandes.


“Este ano, teremos o primeiro Galo carbono zero da história. Isso é, realmente, muito gratificante e mostra, mais uma vez, a grandiosidade do bloco e a preocupação dele, também com o meio ambiente”, finaliza. 


Já no trabalho de recolhimento de resíduos sólidos, no desfile do Galo, Guilherme afirma que irá envolver cerca de 200 catadores, em parceria com a Associação Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (Ancat), que irão recolher materiais como alumínio, papel e plástico, tudo já com destinação certa. 


“Através de convênio que firmamos com a Novelis, líder mundial em reciclagem de alumínio, todo material recolhido será, lá mesmo, pesado e comprado aos trabalhadores por um preço acima da média do mercado”, pontua.


O Galo também destaca a importância da colaboração dos foliões neste trabalho.


“Faremos, como nos anos anteriores, campanhas educativas para que os brincantes entendam a importância do descarte correto. Estaremos distribuindo cerca de 100 mil sacolas para que eles coloquem as latinhas vazias, ao invés de jogá-las no chão, o que facilita o posterior recolhimento dos catadores.


Além de uma prática saudável ao meio ambiente, eles estarão também ajudando na geração de renda para dezenas de famílias”, acrescenta Guilherme, que estima a coleta de cerca de 20 toneladas de resíduos sólidos no dia do Galo. 


Vinícius Cardoso, vice-presidente da Pró Recife, uma das cooperativas envolvidas na ação com o Galo, reforça que a importância do trabalho no Sábado de Zé Pereira vai além da geração de renda extra a esses cidadãos.


“O ganho maior é o respeito maior que a gente recebe, a partir do momento em que estamos ali, na rua, fardados, com a marca do Galo e de outras empresas parceiras, somos vistos com outro olhar. Muitos (foliões), quando nos encontram, já vêm até nós e nos entregam as latinhas em mãos”, revela Cardoso. 


Além dos trabalhadores que irão atuar na coleta, outros 40 vão estar desfilando na ala exclusiva para eles, no Galo. 


“Fazemos questão de, além de apoiar a economia circular e a geração de renda, também inserir esses protagonistas no contexto do desfile”, finaliza Guilherme. 

Por: Aimé Kyrillos

Nenhum comentário:

Postar um comentário