GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2024

CARNAVAL 2024

Do Homem da Meia-Noite ao Encontro de Maracatus, veja tradições culturais do Carnaval de Olinda

Foliões aproveitam o Carnaval de Olinda - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco


Folia deve ferver, mais uma vez, pelas ladeiras da Cidade Patrimônio da Humanidade



Em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), o que não falta é história. O mesmo é válido para o Carnaval, época em que a Cidade Patrimônio da Humanidade ferve pelas já conhecidas ladeiras, do Largo de Guadalupe ao Sítio Histórico.

Em 2024, a história não é diferente, e os foliões já podem aguardar, para além dos palcos com shows e atrações especiais, muita música, dança e frevo com os blocos, maracatus e manifestações culturais.

Homem da Meia-Noite em cortejo para o Cariri
Neste ano, a programação oficial acontece entre os dias 8 e 13 de fevereiro, um pouco adiantado para proporcionar mais dias de festa para a população. O "início tradicional" do Carnaval da cidade, no entanto, segue marcado para a madrugada de sábado (10) para domingo (11), conhecido como o sábado de Zé Pereira. 

No dia, o Homem da Meia-Noite, boneco gigante mais antigo do município, desfila de fraque, cartola, gravata borboleta e dente de ouro pelas ruas da cidade até a sede da Troça Carnavalesca Mista Cariri. Lá, é entregue a chave da cidade, que simboliza a abertura da folia do Carnaval de Olinda. O clube de alegoria parte à 0h do sábado para um encontro marcado com a troça para às 3h30. A partir daí, os foliões devem seguir para as ladeiras do Sítio Histórico.

Homem da Meia Noite e Cariri Olindense diante do Paço do Frevo, com a chaveHomem da Meia-Noite | Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

As histórias das troças, inclusive, se confundem no tempo. De acordo com a Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco, o Homem da Meia-Noite foi fundado em 2 de fevereiro de 1932, data do seu primeiro desfile, que remete à Iemanjá, por dissidentes do Cariri, originado em 1921.

Os fundadores em questão foram Benedito Barbaça Luciano de Queiroz, que confeccionaram o boneco de quatro metros de altura e que, à época, "pesava mais de 55 quilos".

"O Homem da Meia-Noite e o Cariri se encontram tradicionalmente para fazer o cortejo. Os dois são Patrimônios Vivos de Pernambuco, e a gente eleva esse encontro como uma tradição do Carnaval olindense, em uma das atividades mais antigas das nossas festas. Esse momento une centenas de milhares nas ladeiras da cidade, que fazem ferver as nossas ruas para a abertura do carnaval de Olinda", explicou o coordenador de Projetos Especiais da Secretaria de Cultura de Olinda, Alexandre Miranda.

Veja, abaixo, a programação:

Homem da Meia-Noite (Largo de Guadalupe)
Sábado (10 de fevereiro)
Concentração: Início da noite
Saída: 0h

Troça Carnavalesca Mista Cariri (sede no bairro de Guadalupe)

Domingo (11 de fevereiro)
Concentração: 3h30
Saída: 4h

Encontro dos Bonecos Gigantes
Para quem ainda desejar conferir o espetáculo de cores e movimentos proporcionados por alegorias, o Carnaval de Olinda promove, na terça-feira (13), o Encontro dos Bonecos Gigantes. A concentração acontece no Largo de Guadalupe, em um desfile pelas ladeiras da cidade até a sede da prefeitura, no bairro do Varadouro. 

A tradição do desfile de bonecos gigantes surgiu a partir de 1932, com a primeira aparição do Homem da Meia-Noite, e popularizada pelo artista plástico Sílvio Botelho a partir de 1974, quando confeccionou o Menino da Tarde. A partir daí, a manifestação cultural virou símbolo carnavalesco de Olinda, sempre nas terças-feiras de Carnaval. Em 2024, será a 35ª edição do Encontro.

"O Encontro é uma parceria com o pai dos bonecos gigantes, Sílvio Botelho, que faz uma concentração já há muitos anos e consegue reunir a população para o espetáculo. A intenção é juntar todos os bonecos, com sete orquestras, blocos e bandas, com todo o cortejo, ligando milhares de foliões pelas ladeiras de Olinda", completou Alexandre Miranda.

 Veja, abaixo, a programação do desfile:

Terça-feira (13 de fevereiro)
Concentração: 9h (Largo de Guadalupe)
Saída: 11h (rumo à Prefeitura de Olinda)

Encontro de Maracatus traz ancestralidade a Olinda
Na terça-feira (12), Olinda recebe o 32° Encontro Estadual do Maracatu de Baque Solto de Pernambuco, no polo Ilumiara Zumbi, no bairro Cidade Tabajara, em Olinda, a partir das 9h.

O evento é realizado pela Associação dos Maracatus de Baque Solto de Pernambuco (AMBS-PE), no município de Aliança, agreste de Pernambuco, com o objetivo de fortalecer, manter e dar visibilidade à Cultura do Baque Solto.

O fundador da associação, Manoel Salustiano Soares, ou Mestre Salu, como era mais conhecido até o seu falecimento, em 2008, reuniu, ainda em 1989, 11 Maracatus de Baque Solto em atividade na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Por não haver uma união solidificada entre as representações, no Carnaval de 1990, foi realizado o primeiro Encontro Estadual dos Maracatus, justamente em Olinda. 

Maracatus se apresentam pelas ruas do bairroMaracatus. - Foto: Leo Motta/Folha de Pernambuco

Passados 33 anos e 32 edições - exceto pela pausa por conta da pandemia de Covid-19 -, o evento segue promovendo uma mensagem de paz. Para isso, eles saem em cortejo pela cidade para "motivar  o renascimento de Maracatus de Baque Solto que estavam 'dormindo' por causa dos conflitos e fomentando o surgimento de novos grupos", segundo a associação.

O encontro faz parte também do Carnaval de Aliança e de Pernambuco. Ao todo, conta com a participação de mais de 15 mil folgazões - brincantes fantasiados de Maracatu de Baque Solto - integrantes dos mais de cem Maracatus de Baque Solto de Pernambuco da Associação. 

Neste ano, a homenagem é para os folgazões que participaram de todas as edições anteriores do evento. São eles: Dona Nina do Leão Teimoso, de Lagoa de Itaenga; Dona Ernesta do Leão Dourado, de Lagoa do Carro; Dona Aurora do Carneiro Manso, de Glória do Goitá; Luís Caboclo do Estrela de Ouro, de Aliança; Zé Tico do Leão Vencedor, de Buenos Aires; e Seu Nestor do Leão da Vitória, de Vitória de Santo Antão.

Veja, abaixo, a programação.

Segunda-feira (12 de fevereiro)
Local: Ilumiara Zumbi | Cidade Tabajara | Olinda
Horário: a partir das 9h

Boizinhos na Quarta-feira de Cinzas
Na quarta-feira (14), conhecida como a Quarta-feira de Cinzas por se tratar do último dia de festas do Carnaval, a população de Olinda poderá conferir uma apresentação dos Boizinhos.

Essas manifestações têm o boi como figura central com o objetivo de fazer a glorificação e exaltação do animal. A concentração acontece no Sítio Histórico, a partir das 15h, e o público segue em cortejo até a rua da Boa Hora para receber a premiação com Dona Dá, anfitriã do encontro.

Veja, abaixo, a programação:
Quarta-feira (14 de fevereiro)
Local: Sítio Histórico, em cortejo para a Rua da Boa Hora
Horário: 15h

Por Genivaldo Henrique

Nenhum comentário:

Postar um comentário