GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

CARNAVAL 2024

Investimentos do Governo do Estado no Carnaval ultrapassam R$ 40 milhões, diz Daniel Coelho

Coelho: "Este ano, a gente avança, conseguindo atrair ainda mais cultura popular"                                                                                                                                                      - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco


Secretário de Cultura e Lazer adianta que a festa deste ano deve gerar R$ 3 bilhões, que corresponde a R$ 500 milhões a mais que o de 2023



Os investimentos do Governo do Estado no Carnaval deste ano, incluindo os destinados à segurança pública, ultrapassam a cifra de R$ 40 milhões. Deste total, metade se refere à contratação de 820 artistas locais. A informação é do secretário estadual de Turismo e Lazer, Daniel Coelho, que participou, nesta segunda-feira (5), de uma entrevista coletiva com outros integrantes do Governo do para anunciar investimentos e ações para as festas de Momo.

“Estamos investindo mais do que o ano passado e também os anos anteriores. É uma operação extremamente lucrativa para o Estado. A gente está falando em investimentos de um pouco mais de R$ 40 milhões para um retorno de R$ 3 bilhões que vai passar a circular no Estado. Pernambuco consegue fazer uma festa em mais de 90 municípios e contratando mais de 800 artistas. Então, é um impacto imenso (que engloba) desde grandes blocos, como o Galo da Madrugada, até os de bairro, do interior, que também recebem orquestras e atrações contratadas pelo Governo de Pernambuco”, lembrou o secretário. 

A expectativa de Coelho é que o Carnaval gere R$ 3 bilhões, que corresponde a R$ 500 milhões a mais que o do ano passado. Ainda de acordo com ele, a cidade deve receber, por via área, cerca de 10% a mais de turistas do que na festa de 2023. “Quanto ao turista que vem via terrestre, é sempre uma surpresa, mas deve seguir o mesmo ritmo”, complementou.

Um dos diferenciais do Carnaval pernambucano deste é a valorização do artista local e da cultura popular. “Assim que assumiu, a governadora Raquel Lyra determinou que todos os artistas contratados fossem pernambucanos, fossem conectados à nossa cultura e à nossa história. Este ano, a gente avança, conseguindo atrair ainda mais cultura popular”, lembrou ele.

Para Daniel, o Carnaval de Pernambuco não se trata de mais uma festa, vai muito além. “Aqui não é uma festa artificial, onde simplesmente se monta uma estrutura de camarotes, de palco e a partir daí existe o Carnaval. (...) O Carnaval local, para ele, é tradição e, por mais que outros tentem, vão demorar séculos para acumularem nossa cultura, história e tradição. “A gente tem que saber aproveitar disso. Por isso, tanto cuidado nos nossos editais, na escolha dos artistas para que a gente tenha um Carnaval que represente, de fato, o que é e o que vive o povo pernambucano”, detalhou.

Por Carlos André Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário