GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

COPA DO NORDESTE

Náutico para no goleiro Richard e empata com o Ceará, nos Aflitos, pelo Nordestão

Timbu é momentaneamente o vice-líder do grupo no Nordestão (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)


Timbu criou grandes chances, mas parou em grandes defesas do goleiro adversário e não tirou a igualdade do placar


Tudo igual! Em mais uma rodada de Copa do Nordeste, a terceira, o Náutico empatou em 0x0 com o Ceará, nos Aflitos. Se a igualdade permaneceu no placar, os cearenses podem agradecer em grande parte ao goleiro Richard, que operou grandes defesas e se tornou o nome do jogo.

O resultado coloca o Timbu na vice-liderança do Grupo B, com 4 pontos, apenas dois a menos que o líder Fortaleza. Já o Ceará, ocupa a quarta colocação do Grupo A, com 5 pontos conquistados. Os cearenses mandaram a campo um time alternativo visando preservar os titulares para o clássico com o Leão Cearense, pelo Estadual, marcado para o fim de semana.

O Náutico volta a campo neste domingo (18), quando visitará o Retrô, às 17h, na Arena de Pernambuco, pela penúltima rodada do Campeonato Pernambucano. Já na Copa do Nordeste, o próximo desafio do Timbu será contra o Vitória, na quarta-feira, 21 de fevereiro, no Barradão.









O JOGO

Os torcedores que pagaram o ingresso para acompanhar a partida receberam de brinde um teste cardíaco, porque a primeira etapa foi de fortes emoções e grandes chances para os dois lados. Mas foi o Ceará quem começou dando o cartão de visitas.

Aos 3 minutos, após chute na área, a bola sobrou para Barceló, que tentou tirar do goleiro, mas Vagner marcou presença e fez grande defesa. E a resposta não tardou. Três minutos depois, Patrick Allan retrucou para o Náutico em chute venenoso de fora da área. A primeira chegada dos donos da casa.

Aos 17, o Ceará voltou a imprimir perigo contra a meta do Náutico. Saulo Mineiro soltou o pé de fora da área e Vagner apareceu novamente para salvar o Timbu com mais uma grande defesa. Quando o relógio marcava os 26 minutos, foi Leandro Barcia quem levantou a torcida. Ele recebeu cruzamento na área e tocou de primeira, mas parou na boa defesa de Richard. A bola chegou a acertar a trave alvinegra.

Quando o árbitro já se preparava para encerrar o primeiro tempo, aos 50, Robson Reis quase colocou os mandantes na frente e deu nome a melhor chance do Náutico na primeira etapa. Após cobrança de escanteio, o zagueiro cabeceou para o chão, mas a bola acertou o travessão de Richard. A bola ainda sobrou para Paulo Sérgio, que exagerou na força e mandou por cima.

Na segunda etapa, o jogo seguiu no páreo, mas foi o Náutico quem esteve à frente das melhores oportunidades. Logo aos 6 minutos, a bola foi cruzada na área do Ceará e chegaria livre para Marcos Júnior só completar e sair para o abraço, mas a defesa cearense conseguiu cortar e salvou a tempo.

Mas se pode apontar um nome para o segundo tempo, ele com certeza se chama Richard. O goleiro operou milagres e salvou o Vozão do revés. Aos 28, foi ele quem fez grande defesa no chute de primeira de Rafael Vaz. Aos 33, Evandro subiu em cruzamento na área e testou, mas o arqueiro alvinegro estava lá novamente e segurou.

Quando o relógio já apontava para os 37 minutos… Richard, de novo! Thalissinho recebeu boa bola e saiu na cara do gol. O atacante alvirrubro bateu firme, mas o goleiro fez mais uma grande defesa e impediu que o Timbu abrisse o placar. E dois minutos depois… Ele estava lá novamente.

Aos 39, a bola sobrou para Rafael Vaz pegar de primeira após cruzamento, mas o zagueiro não conseguiu pegar com firmeza na bola e Richard fez nova defesa segura. E apesar das boas chances criadas, sobretudo na etapa final, os alvirrubros saíram dos Aflitos com o grito de gol entalado na garganta. Tudo igual!

FICHA DO JOGO

NÁUTICO: 0

Vagner; Arnaldo, Robson Reis (Guilherme Matos), Rafael Vaz e Luiz Paulo; Marco Antônio, Marcos Júnior e Patrick Allan (Thalissinho); Leandro Barcia (Kauan), Júlio César (Evandro) e Paulo Sérgio. Técnico: Allan Aal.

CEARÁ: 0

Richard; Jonathan, Lucas Ribeiro e David Ricardo; Janderson, Jean Irmer (Boateng), Léo Rafael (Steven) e Caio Rafael (Jotavê); Paulo Victor, Facundo Barceló (Pablo) e Saulo Mineiro (João Victor). Técnico: Vágner Mancini.

Cartões Amarelos: Marco Antônio e Rafael Vaz (Náutico); Richard, Paulo Victor, Steven e Vanderson (Ceará)

Árbitro: Paulo José Souza Mourão (MA) Assistentes: Elson Araújo da Silva (MA) e Rafael Costa Pinheiro (MA) Quarto Árbitro: Hugo Figueiredo (PE)

Local: Estádio dos Aflitos (Recife/PE)

Público: 6.008

Renda: R$ 97.199,00

 Gabryel Guedes

Nenhum comentário:

Postar um comentário