GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2024

NÁUTICO - EXPLICAÇÕES DO TREINADOR

Allan Aal explica escolha por não poupar titulares do Náutico no duelo diante do Porto

Treinador fala sobre manutenção da base do time titular (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)


O treinador mandou a campo força máxima, como uma resposta do baixo desempenho, do último sábado, na derrota diante do Botafogo-PB


Antes da bola rolar, a expectativa inicial era que o Náutico fosse a campo com equipe reserva diante do vice-laterna Porto, nos Aflitos. No entanto, para surpresa da torcida, o técnico Allan Aal optou pela manutenção da equipe titular - que venceu por 3 a 0 com facilidade o Gavião do Agreste. Dos considerados titulares, apenas o goleiro Vagner, que passou por uma infiltração no joelho, e o volante Lorran, que está entregue ao DM, não participaram da partida.

O treinador mandou a campo força máxima, como uma resposta do baixo desempenho do último sábado na derrota por 1 a 0 diante do Botafogo-PB, nos Aflitos. Vale destacar que os jogadores: zagueiro Rafael Vaz, o lateral-esquerdo Luiz Paulo, o volante Marco Antônio e o meia Patrick Allan, atuaram em todas as partidas da temporada.

“Encaminhamos muito bem a classificação, busca entre os dois primeiros, sabemos que temos jogos difíceis na sequência, mas já provamos no clássico que estamos preparados para jogos difíceis. Foi em conjunto a decisão (de não poupar) com a direção, com o departamento de fisiologia e com os atletas. A gente sabe que é uma sequência difícil, mas cada jogo para nós é importante”.

“Temos que procurar definir o quanto antes a nossa classificação, porque a gente sabe o quanto isso fere o torcedor e prejudica o clube quando isso não é alcançado. Não conseguir uma vaga na Copa do Brasil, não disputar o título”, acrescentou.

Com o resultado positivo, o Timbu chega a 17 pontos na segunda posição, um a menos que o líder Sport. O Alvirrubro sabe da importância de terminar entre os dois primeiros colocados para garantir vaga direta na semifinal do Campeonato Pernambucano.“Então, até pelo respeito ao torcedor, a gente tomou esse tipo de decisão (de não poupar). A gente sabe que não tem jogo fácil. De repente a gente poderia ter poupado todo mundo e empatado ou perdido e estaríamos falando das consequências que isso poderia trazer. Sempre que a gente tiver possibilidade de colocar as melhores opções em campo vamos colocar”, destacou.

Próximo desafio:

Mudança de chave. O Náutico volta a campo neste sábado (10), pela Copa do Nordeste, para enfrentar o Maranhão fora de casa. Os alvirrubros buscam a recuperação após estrear com derrota em casa para o Botafogo-PB.

 Paulo Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário