GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2024

PREFEITO "NEVOU"

João Campos cita o “nevar” como simbolismo de valorização dos jovens e da periferia do Recife

João Campos, prefeito do Recife - Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco


Prefeito também ressaltou impacto de R$ 2,4 bilhões na economia da cidade com o Carnaval



 Após “nevar”, descolorindo os cabelos antes da abertura oficial do Carnaval, quinta (8), o prefeito do Recife, João Campos, ressaltou a mudança no visual como uma mensagem de respeito e valorização dos jovens e da periferia da cidade. “Em nenhum local da vida cabe preconceito”.

O novo cabelo, sugerido pelo cantor Anderson Neiff - que é adepto ao visual -, era aguardado pelos seguidores de Campos, que abordavam o assunto diariamente em comentários nas redes sociais.
“Promessa cumprida. Fizemos o desafio com os meninos do brega, através de Neiff. No início era brincadeira, mas virou sério. Quando eu andava na rua, muita gente perguntava se eu já tinha almoçado e se ia ‘nevar’. Isso também significa um ato de respeito e valorização da nossa gente, da juventude, da periferia, de uma área da cidade de gente forte, guerreira, resiliente, criativa e com uma capacidade extraordinária. No Carnaval e em nenhum local da vida cabe preconceito”, afirmou. 

“Assim como ‘nevei’, eu vou trabalhar muito também no Carnaval. Serão vários dias de festas. Tem o Galo, trazendo o recado da paz. Teremos 49 polos, três mil atrações, sendo 98% da nossa terra. Faremos o maior Carnaval da nossa história”, completou.

O prefeito também ressaltou a novidade da antecipação da abertura do Carnaval, que tradicionalmente ocorria na sexta, mas que neste ano foi antecipada para a quinta. “Hoje teremos um dia muito importante. O Tumaraca convidou o Olodum. São os tambores do Nordeste pela paz. Haverá um grande encontro em homenagem a Chico Science e ao Manguebeat. Também teremos uma das maiores estrelas da cultura e música brasileira, Gilberto Gil, além de Raphael Santos fechando com o nosso brega”, comemorou. 

Impactos na economia e reforço na segurança

João Campos reforçou ainda a importância financeira da realização do Carnaval, gerando impacto tanto no comércio formal como no informal. 

“Temos uma movimentação econômica estimada superior a R$ 2,4 bilhões. Para além da festa, da cultura, da própria cadeia produtiva, temos diversas atividades que geram muita renda. Então você imagina um salão de beleza de uma pintura de descolorir cabelo, como eu fiz, ou quem faz fantasia, maquiagem, espetinho, que vende cerveja ou caldinho…isso movimenta muita renda. Não só pela parte formal, com grandes hotéis e companhias de turismo, mas principalmente a economia informal que aquece no período, com dinheiro vindo de fora com os turistas”, celebrou.

“Além disso, instalamos também 150 câmeras de videomonitoramento. Dessas, aproximadamente 50 são novas e específicas para o Carnaval. Disponibilizamos o acesso para as Polícias Civil e Militar, tendo em vista a descontinuidade das câmeras estaduais. Todo o Bairro do Recife está monitorado, assim como todos os 49 polos. Esperamos que todo o efetivo policial seja lançado. Pedimos para que as pessoas brinquem em paz. Carnaval é tempo de paz, alegria e harmonia”, concluiu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário