GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

VIOLÊNCIA

Motorista de ônibus é mordido por passageiro em confusão no Recife

Motoristas fizeram protesto em janeiro deste ano (Foto: Romulo Chico/Arquivo/DP)


Vítima não quer mais trabalhar na mesma linha. Sindicato diz que nove casos de agressão foram notificados este ano

Um motorista de ônibus de 56 anos, que não teve a identidade revelada, foi mais uma vítima de violência durante o trabalho. Ele sofreu agressões de um passageiro, após parar um pouco depois do ponto, na Boa Vista, no Centro do Recife. 

Segundo o Sindicato dos Rodoviários do Grande Recife, a vítima levou socos, empurrões e até mesmo de uma mordida em uma das mãos. A vítima trabalha na empresa  Borborema, na Linha TI TIP/Conde da Boa Vista.

Ainda de acordo com o Sindicato dos Rodoviários, o caso aconteceu na tarde de segunda-feira (19). A queixa foi prestada no mesmo dia da agressão. 
 
"Um usuário e uma idosa deram com a mão e o motorista não conseguiu parar como deveria. Logo após a parada, tinha um sinal. Para não fechar a via, ele parou um pouco depois. A senhora subiu e agradeceu, já o indivíduo entrou proferindo xingamentos, ameaçou e depois começou a agredi-lo. Ele derrubou a vítima na tampa do motor e começou a dar vários socos. Dois trabalhadores da limpeza do Recife, ajudaram a separar", afirmou o secretário-geral do Sindicato dos Rodoviários, Josival Costa.  
 
IML

Na terça-feira (20), o motorista foi acompanhado por integrantes do sindicato para realizar o exame de corpo e delito no Instituto Médico Legal (IML). 

Além do acompanhamento, a entidade sindical informou que acionou o setor jurídico para assim penalizar o agressor. O motorista, no entanto, ficou muito abalado e não quer mais trabalhar na mesma linha. 

Integrantes do sindicato relatam que a procura pelos serviços médicos oferecidos pela entidade tem tido crescimento devido a violência. Em média, por dia, são mais de 20 fichas para atendimento com psicólogos são distribuídos.

Para o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco, Aldo Lima, a avaliação sobre essas situações é extremamente negativa. Ele afirma que diversos casos de agressões acontecem. Só este ano, foram nove registros de agressões notificados.

"Há mais situações de agressões, mas nem todos denunciam ou notificam o sindicato. Isso é negativo. Volto a ressaltar que o argumento que utilizamos sobre a dupla função como retrocesso é com razão. A saída dos cobradores aumentou a violência, tá virando algo banal já. Nós repudiamos as agressões contra os motoristas, nos transportes coletivos em geral e esperamos um posicionamento do estado em relação a isso" disse Lima.
 
O que diz a polícia.  
 
A reportagem do Diario de Pernambuco entrou em contato com a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) que, por meio de nota, disse que "um inquérito policial foi instaurado e maiores informações poderão ser repassadas em momento oportuno". 

Protesto
 
No dia 22 de janeiro deste ano, os motoristas de ônibus fizeram um protesto no Recife. Eles parara os coletivos no centro para denunciar casos de violência.
 
O protesto foi convocado pelo Sindicato dos Rodoviários do Recife e RMR, que reivindicava  um maior reforço na segurança da categoria, após os recentes registros de ocorrências em que rodoviários sofreram agressões físicas e ameaças durante o exercício da função. 

Por: Marcelle Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário