GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 4 de março de 2024

SANTA CRUZ - CONTRATOS MAIS LONGOS

Gerente de futebol revela contratos longos com cinco jogadores do elenco do Santa Cruz

Gerente de futebol fala sobre negociações com os atletas (Foto: Rafael Melo/SCFC)


Entre os citados por Francisco Sales está o nome do centroavante Gilvan, que saiu do banco para se tornar herói da classificação no Pernambucano


O Santa Cruz deu dois importantes passos para o futuro. Ao derrotar o Central por 1 a 0 no último sábado, o Tricolor do Arruda se garantiu na semifinal do Campeonato Pernambucano, que será disputada nos próximos dois sábados contra o Sport, e assegurou vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2023. Em entrevista o gerente de futebol coral, Francisco Sales revelou ter realizado contratos longos com cinco atletas. Entre eles, o centroavante Gilvan, que saiu do banco de reservas para se tornar herói da classificação no Estadual.

Além de Gilvan, a diretoria coral optou por realizar contratos mais extensos com o volante Henrique Lordelo, meia Matheus Melo, atacantes Pedro Bortoluzo e Felipe Cardoso. Sem calendário nacional no segundo semestre, a tendência é que o Santa Cruz procure clubes para os atletas por empréstimo e só retornem na próxima temporada.

“A gente dava uma segurança pra ele (Gilvan), que ele teria já um clube no caso o Santa Cruz para disputar o Estadual de 2025. Alguns atletas a gente fez o contrato, por entender que tinha um mercado certo, e que não iria onerar tanto a nossa folha, se por ventura não conseguisse emprestá-los. Mas a gente tinha convicção que iria conseguir emprestá-los, a gente fez com o Pedro Bortoluzo, ele tem contrato até o final do ano. Nos mesmos moldes do Gilvan, foi feito com o volante Henrique Lordelo”, disse Sales 

“Com o Mateus Melo, a gente já fez três anos. Eu acredito que mesmo que a gente tivesse Série D, dificilmente, ele continuaria porque a procura por está grande, ele passou a ser um ativo do Santa Cruz,  coisa que antes não era. O Felipe Cardoso também é um ativo nosso, temos contrato com ele até o meio do próximo ano”, acrescentou.

Além disso, o gerente de futebol comentou sobre a negociação para a contratação do centroavante Gilvan, uma vez que ele já tinha acordo apalavrado com o Treze-PB. “A grandeza do Santa Cruz é inegável, não se compara o Santa Cruz com o Treze. Por mais que o Treze tenha três competições para disputar: a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e na Série D. Mas o que a gente convenceu o Gilvan foi que ele é  um dos atletas que tem contrato até o final do Estadual do ano que vem”, explicou. 
 
Uma das curiosidades na negociação é que ficou acertado entre o Santa Cruz e os representantes  do atleta, que caso Gilvan não consiga um clube no segundo semestre. O Santa Cruz ficará pagando apenas um salário mínimo ao centroavante.  “O Gilvan tem uma questão um pouco, por já saber dessa dificuldade da Série D. O que a gente acertou com o empresário dele e com o atleta. Se a gente tem Série D, ele continua conosco, a gente vai pagar o salário, ele fica tranquilamente. Caso a gente não tenha, e aí que foi o grande norte, que a gente fez com ele. A gente vai pagar um salário mínimo. Então, ele vai ter que correr atrás e se empregar no segundo semestre. Se ele não conseguir clube vai ficar reacendendo um salário mínimo até a pré-temporada para 2025”, iniciou.

“É uma situação que o acertado não sai caro. Então, se a gente conversou e se acertou, tudo bem. Ele chegou aqui, ele comprou a nossa ideia, a ideia do Itamar. São quatro jogos e foram três gols”, finalizou.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário