GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 6 de maio de 2024

SANTA CRUZ - SÓCIOS SE AFASTANDO

Santa Cruz apresenta queda vertiginosa na receita de sócios: 'O ano mais difícil da história'

Tricolor do Arruda terá dificuldade para manter contas em dias (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)


Bruno Rodrigues demonstrou otimismo para que o Tricolor mantenha as contas em dia até o final do ano, quando inicia a pré-temporada tricolor


Inativo por conta da ausência de calendário no futebol profissional, o Santa Cruz têm tido uma diminuição na arrecadação em diversas frentes. Em entrevista ao Momento Esportivo, da Rádio Clube, o presidente do clube, Bruno Rodrigues, comentou sobre a redução drástica do quadro dos associados. O Tricolor do Arruda saiu de quase seis mil, para menos de 1.900 sócios aptos.

“Eu tenho a real noção de entender que o sócio em dia, num clube de futebol ele tem duas questões. A primeira é quando o time está bem, está jogando ou mesmo quando não está bem, mas está jogando, é natural que se engaje mais. E segundo quando o próprio clube tem alguns benefícios a dar aos sócios na parte social. Nós temos essas duas dificuldades”, disse o mandatário.

“Quando começamos no dia da eleição, nós tínhamos números arredondados de 1.900 sócios. E começou o pernambucano, chegamos a quase seis mil e hoje estamos abaixo dos 1.900, ou seja, é falta de receita. Eu faço um apelo permanente, para que os nossos sócios fiquem em dia, nós temos vários valores, começando por R$ 50 por mês”, acrescentou.

Mesmo diante de inúmeras dificuldades para conseguir receitas para manutenção do Santa Cruz, o mandatário demonstrou otimismo para que o Tricolor mantenha as contas em dia até o final do ano. “É um ano talvez mais difícil da nossa história. Estamos sem calendário até o final do ano. Fizemos um grande Campeonato Pernambucano, inclusive, por pouco não chegamos ao título. Mas enfim, o fato é que nós estamos num ano difícil, mas vamos nesse deserto, esse como eu diria. Com o objetivo a ser alcançado é chegar no final do ano, fazer a pré-temporada a partir de novembro, com as contas em dia. Apesar da pouca receita, eu acredito que dará tudo certo”, ressaltou.

Paulo Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário