GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 9 de maio de 2024

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Vítimas de violência doméstica em Pernambuco podem denunciar casos em nova central; confira

Somente nos três primeiros meses de 2024, Pernambuco registrou 13 mil ocorrências (Foto: Agência Brasil/Arquivo)


Pernambuco fechou o ano de 2023 com mais de 47 mil casos de violência doméstica
Mulheres vítimas de violência doméstica que utilizam a Unidade Portátil de Rastreamento (UPR) podem denunciar novos casos de agressão através do número 0800.643.5508. A iniciativa de criar uma central exclusiva para este público é da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP).
A linha telefônica é operada pelo Centro de Monitoramento Eletrônico de Pessoas (CEMEP) e o atendimento é realizado 24 horas, todos os dias da semana. 

A Unidade Portátil de Rastreamento funciona como um alerta de proximidade do agressor, como mecanismos para prevenir, coibir e punir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Diferente da tornozeleira eletrônica, ela não fica presa ao corpo e pode ser levado em uma bolsa, por exemplo.

Violência doméstica em Pernambuco

Somente nos três primeiros meses de 2024, Pernambuco registrou 13 mil ocorrências, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS). Com isso, o estado registrou uma média de 150 casos de violência por dia.

Março foi o mês que mais teve ocorrências de violência doméstica e familiar, totalizando 4.869 denúncias. Com isso, o terceiro mês de 2024 teve um aumento de 14,7% se comparado com fevereiro, que registrou 4.243 crimes desse tipo.

Outro balanço divulgado pela SDS revelou que Pernambuco teve 47.125 denúncias de violência doméstica e contra mulher entre os meses de janeiro e novembro de 2023. No ano passado, Recife liderou o ranking com 9.062 registros. Depois, aparecem Jaboatão dos Guararapes (3.393) e Olinda (2.943).

Por: Adelmo Lucena

Nenhum comentário:

Postar um comentário