GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

segunda-feira, 8 de julho de 2024

POSSIBILIDADE DE GREVE

Metrô Recife: metroviários realizam assembleia para debater possibilidade de nova greve
 
Na última semana, o governo federal divulgou que irá investir R$ 136 milhões no Metrô do Recife (Foto: Divulgação)

 

A reunião, marcada para esta terça-feira (9)
 
O Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE) vai realizar uma assembleia, às 18h desta terça-feira (9), em frente à Estação Recife, para definir se haverá uma nova greve no Metrô do Recife. A categoria pode paralisar as atividades no dia 25 de julho, caso não tenha suas reivindicações atendidas.

Os trabalhadores buscam avanços nas negociações com o governo federal e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).  Na reunião, serão apresentados informes sobre o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2024/2025 e o Acordo Coletivo Especial (ACE), além da discussão sobre a retirada do sistema do Programa Nacional de Desestatização (PND). 

“O governo federal não avança nos investimentos, não retirou a CBTU do PND, não reduziu a tarifa, não assinou o Acordo Coletivo Especial (ACE) que garante os empregos da categoria, caso seja concedida. A empresa não avançou nas negociações do novo Plano de Empregos e Salários (PES), promessas da campanha do ano passado", disse Luiz Soares, presidente do Sindmetro-PE

Ainda de acordo com o presidente do sindicato, a “categoria está disposta a parar novamente o sistema na perspectiva de ter um sistema de qualidade para atender bem a população”. A tarifa social e valorização da categoria também foram citadas por Luiz Soares, que defende uma tarifa no valor de R$ 2.


Caso a categoria seja favorável à greve, aproximadamente dois milhões de passageiros devem ser afetados.
 
Investimento

Na última semana, o governo federal divulgou que irá investir R$ 136 milhões no Metrô do Recife. O anúncio vem após a CBTU apresentar ao Ministério das Cidades um plano para resolver os problemas estruturais do transporte ferroviário. Agora, o Metrô do Recife foi incluído no PAC, o que garante um investimento de R$ 136 milhões para a primeira etapa do projeto, que seria de R$ 252 milhões.

O plano desenvolvido pela CBTU é dividido em quatro pilares a serem efetivados em quatro anos e exige um investimento de R$ 1,7 bilhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário