GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

domingo, 3 de julho de 2022

NÁUTICO - DESABAFANDO

Roberto Fernandes desabafa sobre pressão no Náutico e faz paralelo com Fortaleza

Treinador do Náutico foi enfático na resposta da coletiva (Foto: Tiago Caldas/CNC)


'Será que o treinador do Fortaleza ainda estaria no cargo se o Fortaleza fosse no Recife?', questionou o comandante alvirrubro após o 3 a 1


Após cinco jogos, o Náutico voltou a vencer pela Série B do Campeonato Brasileiro. E de uma maneira especial: quebrou o jejum de dois meses sem vencer em casa e o tabu de quatro meses sem anotar três gols num jogo. O ‘rompimento’ dessas marcas veio diante de pressão em relação ao trabalho de Roberto Fernandes, que, após o triunfo do sábado, desabafou.

“Em relação à pressão, a gente fica muito triste em relação a algumas coisas do futebol. Onde se permanecem culturalmente alimentada em determinadas situações. Será que o treinador do Fortaleza ainda estaria no cargo se o Fortaleza fosse no Recife? O que deixa a gente chateado é quando não existe uma compreensão da situação de momento”. 

“Mas faz parte do ciclo e eu procuro realmente não perder tempo com isso. Essa pressão sinto muito no olhar das pessoas que me cercam. Porque se sair desse raio, não é uma coisa que fico focado”, disse o treinador alvirrubro na coletiva de imprensa.

Com o resultado, o Náutico se afasta da zona de rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro. Embora a rodada esteja incompleta, o Timbu chega à 15ª colocação, com três pontos a mais em relação ao CSA, primeiro time no Z4. Após dois jogos no Recife, os alvirrubros viajam para Porto Alegre e visitam, na próxima sexta-feira (8), o Grêmio. 

CAMPEONATO BRASILEIRO

Santa Cruz recebe a Juazeirense no Arruda, na primeira 'grande decisão' do time na Série D

Arruda vive nova expectativa de casa cheia para Santa Cruz x Juazeirense (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)


Jogo mais importante do ano para o Tricolor até o momento, duelo com os baianos pode abrir os caminhos da classificação após começo ruim


Dos 22 jogos que o Santa Cruz realizou até aqui na temporada, nenhum dele possui o mesmo peso decisivo que o deste domingo. Contra a Juazeirense, às 16h no Arruda, ainda que não garanta matematicamente a vaga, o Tricolor pode dar um grande passo para encaminhar a classificação na Série D em caso de vitória, superando o início conturbado. Cenário que torna a partida na primeira ‘grande decisão’ do Tricolor na competição. E vencer é necessário, para que essa seja apenas a primeira das que possam vir, sobretudo no mata-mata.

Afinal, em caso de vitória, o Santa Cruz pode abrir cinco pontos de vantagem contra a própria Juazeirense. O que num cenário com seis pontos a disputar em sequência, deixaria o time coral a apenas um passo da classificação. E mais ainda, a depender dos demais resultados da rodada, pode eliminar de uma só vez Atlético-BA, CSE e Sergipe, polarizando a disputa até o final da fase de grupos.

Com foco nesse sentido, o técnico Marcelo Martelotte destacou que durante a semana trabalhou a mentalidade dos atletas, incutindo a importância dos três pontos disputados no Arruda contra a equipe baiana.

“Apesar da gente ter melhorado a nossa situação e vislumbrar uma maior possibilidade de classificação, a gente tem que continuar pensando jogo a jogo. Esse jogo é muito importante e não dá para ficar trabalhando o jogo seguinte ou a sequência que a gente ainda tem para buscar a classificação. A gente pode conquistar (a vaga), passa por esse jogo. Então, nessa semana muito foi conversado e a gente trabalhou em cima desse resultado”, apontou, antes de reforçar. “Precisamos muito da vitória, que aí sim a gente encaminha bem essa classificação. Dá para pensar um pouco mais nos dois jogos seguintes, assim como na sequência do campeonato.”

Para organizar a equipe, a intenção de Martelotte é manter a escalação inicial da vitória da última segunda-feira, sobre o Atlético-BA. Essa, a propósito, se confirmada a decisão do treinador, cravaria a primeira repetição de escalação em sua nova passagem pelo clube nesta temporada. Em sete jogos pela Série D, Martelotte ainda não repetiu o time, e acenou pela manutenção dos onze iniciais. “Se não estivéssemos nessa situação, estivéssemos mais tranquilos, a gente poderia até buscar outras formações, outras ideias, para utilizar mais à frente”, justificou.

FICHA DO JOGO
Santa Cruz

Jefferson; Edson Ratinho, Alemão, Luan Bueno e Dudu Mandai; Gilberto, Daniel Pereira e Wescley; Hugo Cabral, Matheuzinho e Rafael Furtado. Técnico: Marcelo Martelotte.

Juazeirense

Rodrigo Calaça; Dadinha, Eduardo, Wendell e Thalison; Waguinho, Guilherme Escuro, Clebson e Ian; Deysinho e Thauan. Técnico: Agnaldo Luz.

Local: Arruda
Hora: 16h
Ingressos: R$ 40 (canal) e R$ 60 (escudo)
Arbitragem: Rafael Odilio Ramos dos Santos (MT)
Assistentes: Ricardo dos Santos Junior e José Romão Neto (PE)

CAMPEONATO BRASILEIRO

Em estreia de Lisca, Sport enfrenta o Vasco com Maracanã lotado

Lisca vai fazer sua estreia pelo Sport diante do Vasco. (Foto: Paulo Paiva/Sport)


O treinador rubro-negro vai enfrentar o seu ex-clube em seu primeiro jogo pelo Leão


Sem viver um bom momento na Série B do Campeonato Brasileiro, o Sport vai para o seu último compromisso do “corredor polonês”. Pela frente, a equipe rubro-negra tem o Vasco, vice-líder da competição, e que vai marcar a estreia do novo treinador Lisca e o reencontro com seu ex-clube em partida que acontece neste domingo (3), às 16h, no Maracanã, pela 16ª rodada.

Apresentado essa semana, o treinador esteve presente em três atividades do Sport antes de enfrentar o Vasco e vai estrear neste domingo com o objetivo de recuperar a equipe rubro-negra na disputa pelo acesso à Série A. O Leão vem de uma sequência de cinco jogos sem vencer e com apenas uma vitória nas últimas oito partidas que acabaram rendendo a sua posição dentro do G4.

A falta de resultados nos últimos jogos foi tão grande que, além de estar fora do G4, o Sport viu as quatro equipes que lideram o campeonato criarem uma boa gordura de distâncias de seus adversários. Por isso, a importância de Lisca estrear com o pé direito com a as cores rubro-negras ganhou ainda mais valor, já que os três pontos vão evitar que os líderes abram uma distância maior e também segura um adversário direto na briga pelo acesso.

Porém, além de estar enfrentando o vice-líder, o Sport terá que encarar a massa vascaína. Isso porque, ao longo da semana, o Vasco confirmou que mais de 65 mil ingressos haviam sidos vendidos de forma antecipada e ainda solicitou a liberação de uma carga extra de mais 3 mil entradas para poder voltar a lotar o Maracanã, assim como aconteceu diante do Cruzeiro, na 12ª rodada, com 63.608 presentes.

O lado positivo é que o técnico Lisca ganha o retorno do meia-atacante Giovanni, desfalque do Sport na partida contra o Cruzeiro por ter contrato com a equipe mineira e por ter tomado o terceiro cartão amarelo. A expectativa é de que o novo treinador rubro-negro também utilize o volante Blás Cáceres, destaque do Leão nas últimas partidas, esteja presente entre os titulares.

“Vamos ver qual jogador se adapta melhor a nossa ideia de jogo. Obviamente, nesse primeiro momento temos que ter calma. Não posso mudar radicalmente principalmente para domingo”, disse Lisca em sua apresentação oficial como novo treinador do Sport, indicando que não deve realizar muitas mudanças diante do Vasco.

FICHA DA PARTIDA
VASCO
Thiago Rodrigues; Weverton, Anderson Conceição, Quintero e Edimar; Yuri Lara, Andrey Santos e Nenê (Erick); Palácios, Gabriel Pec e Figueiredo. Técnico: Maurício Souza.

SPORT
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Fabinho, Bruno Matias, Giovanni e Thiago Lopes (Blás Cáceres ou Jáderson); Luciano Juba e Kayke. Técnico: Lisca.

Local: Maracanã, Rio de Janeiro-RJ.
Horário: 16h.
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira.
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli.
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos.

DP

CPI PARA INVESTIGAR O PT

Urgente: Após delação de Marcos Valério, deputado vai pedir CPI sobre ligação entre PT e PCC


O deputado federal Carlos Sampaio (MDB-SP) afirmou neste sábado, 2, que vai solicitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para tratar da ligação entre o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Primeiro Comando da Capital (PCC).

O pedido é baseado na delação do publicitário Marcos Valério. O operador do esquema de corrupção conhecido como ‘mensalão’, durante o primeiro governo Lula, disse à Polícia Federal (PF) que o PT e a maior facção criminosa das Américas mantinham relações estreitas.

“Diante da gravidade das denúncias apresentadas pelo operador do ‘Mensalão’, Marcos Valério, e de muitos outros indícios, informo que segunda-feira vou pedir a abertura de uma CPI para investigar a relação criminosa entre o PT e o PCC. O Brasil precisa de respostas”, afirmou Carlos Sampaio, neste sábado nas redes sociais.

Sobre a delação

Em delação premiada à PF, Marcos Valério revelou que Ronan Maria Pinto, empresário do ramo dos transportes, chantageava o então presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, para não revelar o segredo que comprometeria o partido: a existência de um esquema de arrecadação ilegal de recursos para financiar os petistas.

O publicitário disse que soube da suposta chantagem contra Lula depois de conversar com Sílvio Pereira, então secretário-geral do PT.

Valério, condenado a 37 anos de prisão, disse ter sido informado pelo ex-secretário-geral petista de que Ronan iria revelar que o PT recebia clandestinamente dinheiro de empresas de ônibus, de operadores de transporte pirata e de bingos. Nesse último caso, os repasses financeiros ao partido seriam uma maneira de lavar recursos do PCC.

Em depoimentos revelados pela revista Veja, o operador do ‘mensalão’ diz que o então prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado brutalmente em janeiro de 2002, havia produzido um dossiê em que detalhava quem, entre os petistas, estava sendo financiado pelo crime organizado.

Daniel não sabia, contudo, que a arrecadação clandestina por meio de empresas de ônibus não beneficiava apenas a cúpula partidária, mas também vereadores e deputados petistas que mantinham relações estreitas com o PCC. O dossiê teria sumido, disse Valério. “Ninguém achou mais.”

Logo depois do assassinato do então prefeito de Santo André, o partido afastou os políticos envolvidos com o crime organizado. “A posteriori, o PT fez uma limpa e tirou um monte de gente, vereador, que era ligada ao crime organizado”, contou Valério. “Vocês podem olhar direitinho, que vão ver que o PT fez uma limpa e expulsou do partido essas pessoas.”

Créditos: Revista Oeste.

FALCATRUA FOTOGRÁFICA DO PT

Campanha de Lula publica foto com pessoas duplicadas

Pessoas duplicadas em foto do PT Foto: Lula/Ricardo Stuckert


Fotógrafo alega que construção de foto panorâmica induziu ao erro



Uma foto publicada nas redes sociais do ex-presidiário Lula (PT) repercutiu bastante neste sábado (2). A imagem em questão foi o registro de um ato realizado em Salvador que mostrou várias pessoas duplicadas. Após a postagem, internautas questionaram se o registro não teria sido manipulado para dar a impressão de que o evento pró-Lula estaria mais cheio do que realmente estava.

– Alô, TSE [Tribunal Superior Eleitoral]. Montagem para ludibriar o eleitor pode? – indagou a deputada Carla Zambelli.

Na foto, é possível notar claramente a aparição de algumas pessoas por mais de uma vez no mesmo registro – como, um homem de camisa verde listrada, outro vestindo um chapéu de palha e uma moça de boina vermelha. Outras pessoas se sobrepõem ou aparecem e desaparecem pela metade.

Ao portal G1, o fotógrafo oficial de Lula, Ricardo Stuckert, autor da foto polêmica, afirmou que aconteceu um problema técnico. De acordo com ele, a composição da imagem em formato panorâmico fez com que algumas pessoas acabassem sendo duplicadas por causa do software que junta as fotos.

– Fiz nove fotos para pegar o ângulo todo. Quando eu estava fotografando, o drone vai mexendo. Só que as pessoas estavam mexendo. O que aconteceu? As pessoas mexem, duplicou, e na hora que o software junta todas as nove fotos para fazer esse 180 graus, ele não juntou direito porque as pessoas mexeram – alegou.

LIGA DAS NAÇÕES DE VÔLEI

Brasil fecha primeira fase da Liga das Nações com vitória

Com isso a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães chegou                                                                                                                                                       ao total de dez vitórias                                                                                                                                                                                                                                                                    - Foto: Divulgação / FIVB


No triunfo sobre as tailandesas, o grande destaque foi a ponteira Julia Bergmann, a maior pontuadora do Brasil com 17 pontos



A seleção brasileira feminina de vôlei derrotou a Tailândia por 3 sets a 1 (parciais de 25/18, 26/24, 23/25 e 25/23), neste sábado (2) em Sófia (Bulgária), na partida que marcou o encerramento da participação do Brasil na fase inicial da Liga das Nações.

Com isso a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães chegou ao total de dez vitórias em 12 partidas, disputadas em três países diferentes em pouco mais de um mês.

No triunfo sobre as tailandesas, o grande destaque foi a ponteira Julia Bergmann, a maior pontuadora do Brasil com 17 pontos (15 de ataque, 1 de bloqueio e 1 de saque). 

“Foram quatro vitórias em quatro jogos nessa etapa, contra três times asiáticos e as donas da casa. Encaramos estilos de jogo diferentes, mas a gente conseguiu evoluir a cada jogo e a cada etapa. Agora vamos ajustar os últimos detalhes para a fase final, na Turquia”, declarou a jogadora à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Agora o Brasil aguarda o fim da fase classificatória, no próximo domingo (3), para conhecer seu adversário nas quartas de final da competição, que será disputada entre 13 e 17 de julho em Ancara (Turquia).

Por Agência Brasil

VIRALIZOU NAS REDES SOCIAIS

Pernambucano viraliza com entrevista em aeroporto de Lisboa: "Estou com a mesma cueca faz seis dias"

Humorista Abdiás Melo em entrevista à televisão portuguesa - Foto: Reprodução/Instagram


Para um telejornal português, Abdiás Melo reclamou dos voos cancelados para o Brasil



O pernambucano tem um jeito peculiar de reclamar de situações adversas. A internet teve uma mostra disso com um vídeo que viralizou neste sábado (2). Nele, o humorista Abdiás Melo aparece revoltado durante uma entrevista a um telejornal português, falando sobre a situação do aeroporto de Lisboa. 

Abdiás foi abordado pela reportagem enquanto tentava voltar para o Brasil. “Meu anjo, eu estou com a mesma cueca faz seis dias. Eu não tomei banho, estou fedendo, um absurdo! Meu sovaco está fedendo e eles não fazem nada, simplesmente nada”, respondeu o pernambucano à repórter, arrancando risadas de outras pessoas ao redor.

Durante a fala, o humorista contou que teve mais de um voo cancelado e expôs sua situação preso no aeroporto. “Eu só consigo fazer cocô em casa. Eu estou preso, sem fazer cocô”, revelou. 

Após a frase, Abdiás foi interrompido pela jornalista. “Muito obrigada. Uma imagem muito gráfica da situação desse passageiro”, observou.

Por Portal Folha de Pernambuco

CHUVAS EM PERNAMBUCO

Após quedas de barreiras, trechos de rodovias no Agreste e na Zona da Mata Sul ficam interditados

Trecho e rodovia em Saloá, no Agreste, ficou parcialmente interditado                                                                                                                                                                                    - Foto: PRF/Divulgação


Trechos da BR 423, em Saloá, e da BR 104, em Quipapá, foram afetados pelas chuvas



As fortes chuvas que castigam o Agreste e a Zona da Mata Sul de Pernambuco neste sábado (2), além de provocarem enchentes em cidades das regiões, também têm causado transtornos nas rodovias locais. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há registro de interdição parcial no km 129 da BR 423 em Saloá, no Agreste, devido à queda de barreira. Por causa disso, os veículos trafegam pela via em apenas uma faixa.

Em Quipapá, na Mata Sul, a interdição foi total no km 144 da BR 104. Também em função da queda de uma barreira, o tráfego na rodovia foi interrompido nos dois sentidos.

No período da manhã, o trecho do km 126 da BR 424, em Correntes, no Agreste, chegou a ficar interditado por cerca de três horas, por causa das rachaduras verificadas na ponte que dá acesso ao município. 

A rodovia foi liberada após visita de uma equipe do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que não constatou nenhum comprometimento à ponte.

 Por Portal Folha de Pernambuco

CHUVAS EM PERNAMBUCO

Cidades da Mata Sul e do Agreste pernambucano sofrem com fortes chuvas

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Após as fortes chuvas da noite desta sexta-feira (1) e madrugada de sábado (2), cidades da Mata Sul e do Agreste pernambucano registram inundações e deslizamentos. 

 Em Catende, a população residente em área de risco já está sendo evacuada. De acordo com o Sargento Lopes, coordenador da Defesa Civil de Catende, a expectativa é de que mais chuvas cheguem à cidade. A situação se repete em Maraial, onde o rio Pirangi já transbordou. 


O coordenador da Defesa Civil do município, Luís Antônio, recomenda que moradores de áreas próximas a barreiras também procurem por locais seguros e, caso não encontrem abrigo, contatem à equipe pelo número (81) 99459-7413. 

 

Três deslizamentos de barreiras foram registrados na cidade de Garanhuns sem registro de feridos. Em Itaíba, casas já foram invadidas pela água e ruas ficaram alagadas. 

 

Já no município de Belém de Maria, a população deve permanecer atenta ao nível do rio, que já atingiu a cota de alerta, mas ainda não transbordou. A Defesa Civil prepara as pessoas para uma possível evacuação, pois é aguardada a chegada de mais água.


Por: Helô Vasconcelos

NÁUTICO - AGRADECIMENTO

Ovacionado pela torcida, Jean Carlos se emociona e agradece o Náutico após vitória

Meio-campista do Náutico foi peça essencial do triunfo do sábado (Foto: Tiago Caldas/CNC)


Meio-campista tem uma proposta do Esteghlal, do Irã, em mãos


Além da vitória com autoridade, o jogo diante do Novorizontino pode representar ao Náutico uma despedida capaz de emocionar o mais estático torcedor alvirrubro. Jean Carlos, o ‘Mágico’ camisa 10 dos Aflitos, pode deixar o clube que, em três anos, o tornou ídolo. E, na noite deste sábado (2), após 90 minutos impecáveis dentro de campo, o meio-campista de 30 anos não conseguiu conter as lágrimas e concedeu uma entrevista emocionante.

“Não é segredo para ninguém que tem. Nada concreto, mas eu não poderia deixar de agradecer. São três anos muito bons aqui. Acho que teve erros, mas muito mais conquistas. Independente do que acontecer, eu e minha família sempre seremos gratos a esse clube”.

“Não sei ainda o que vai acontecer, mas sem dúvidas o Náutico é responsável por tudo que me tornei. O respeito que consegui e tudo isso que está acontecendo, eu devo ao Náutico”, disse Jean Carlos à Rede Globo.

Emocionado, o camisa 10 do Timbu foi ovacionado pela torcida alvirrubra. Tanto quando o locutor dos Aflitos leu seu nome na escalação como quando Jean passou pelo túnel que dá acesso aos vestiários: as milhares de pessoas presentes cantaram e aplaudiram de pé o Mágico.

“Fica aqui meu agradecimento. Clube que eu passei a amar demais. Não sei o que vai acontecer, mas não poderia deixar de agradecer a essa torcida. O carinho que teve comigo é especial demais”.

“Sem dúvida, se acontecer, é um até logo. Tenho 15 anos de carreira, mas três anos aqui, é minha história no futebol. Esse carinho todo foi tudo aqui. Esse clube está no meu coração e da minha família para sempre”, concluiu Jean Carlos.

NÁUTICO - VITÓRIA CONVINCENTE

Roberto Fernandes enaltece primeiro tempo do Náutico e diz que atuação foi um desabafo dos atletas

Roberto Fernandes enalteceu o desempenho de Pedro Vitor no jogo (Foto: Tiago Caldas/CNC)


Em seis minutos, o Timbu estava com uma vantagem de dois gols


Após dois meses, o Náutico voltou a vencer nos Aflitos. E não foi uma vitória comum: diante do Novorizontino, que busca pelo acesso, fez um primeiro tempo brilhante, venceu com autoridade por 3 a 1 e se afastou do Z4. Na coletiva de imprensa pós-jogo, Roberto Fernandes disse que o desempenho avassalador nos minutos iniciais foi um ‘desabafo’ dos jogadores.

“Mérito total dos atletas. A angústia que pairava no vestiário, principalmente nos três últimos jogos. O início do Náutico foi um desabafo dos atletas. Mas não é contra ninguém, mas contra o momento que os caras vinham lutando. Dois jogos consecutivos com um a menos no segundo tempo, mas três jogos de invencibilidade. Todos com possibilidade real de ter a vitória. Em especial contra Tombense e no último jogo”, disse. 

A volta por cima do Náutico neste sábado se deu após cinco jogos sem vitórias. Diante do Novorizontino, no entanto, os jogadores do Timbu se entregaram e conseguiram construir o placar ainda no primeiro tempo. Em especial, segundo Roberto, Pedro Vitor.

Essa Série B não tem jogo fácil. Eu falo para os atletas e eles têm assimilado muito bem que os jogadores têm a vantagem em relação ao treinador. Ele executa, então pode dar a volta por cima. Não tem coisa melhor do que a partida que Pedro Vitor fez hoje. Um garoto que está mudando efetivamente de posição”. 

“Chegou aqui como atacante, mas, como falei, não fazemos nada por acaso. Trabalho, pesquisa, conversa e, nessa nova formação que o grupo tem trabalhando, vi nele a característica que precisava”, concluiu o treinador alvirrubro. 

DP

SANTA CRUZ - TIME PODE SER REPETIDO

Por regularidade, Martelotte pode repetir o time do Santa Cruz pela primeira vez na Série D

A necessidade de vencer o duelo decisivo que praticamente define a manutenção do time do Santa Cruz (Foto: Rafael Melo/SCFC)


Treinador lamentou não poder testar novas formações, em detrimento à necessidade de vencer


Após sete jogos na Série D, enfim o técnico Marcelo Martelotte deve repetir pela primeira vez os onze titulares de uma partida para outra. O fato de não ter desfalques por lesão ou por cartão, fortalece a tese de manter o time para enfrentar a Juazeirense. No entanto, nas palavras do próprio treinador, é a necessidade de vencer o duelo decisivo que praticamente define a manutenção da equipe que venceu bem o Atlético-BA na última rodada.

“O que a gente precisa nesse momento, nos três jogos que faltam, é uma regularidade de resultado. Precisamos pontuar para classificar”, argumentou o treinador, antes de lamentar o fato de não poder utilizar os jogos restantes para testar novas formações. Prática que o próprio Martelotte realizou quando comandou o clube na Série C de 2020, quando testou variações táticas (como o uso de dois centroavantes juntos), uma vez que na ocasião havia garantido a classificação com bastante antecedência.

“Se não estivéssemos nessa situação, estivéssemos mais tranquilos, a gente poderia até buscar outras formações, outras ideias, para utilizar mais à frente. Mas acho que é o momento dessa regularidade, de buscar vencer. E para isso, foi importante o jogo de segunda (contra o Atlético-BA), a vitória da maneira que alcançamos”, reiterou.

Sendo assim, o Santa Cruz deve enfrentar a Juazeirense com Jefferson; Edson Ratinho, Alemão, Luan Bueno e Dudu Mandai; Gilberto, Daniel Pereira e Wescley; Hugo Cabral, Matheuzinho e Rafael Furtado.

ESCALAÇÕES DO SANTA CRUZ COM MARTELOTTE

Jacuipense 2 x 0 Santa Cruz
Kléver; Edson Ratinho, Luan Bueno, Alex Alves e Ítalo Silva; Gilberto, Rodrigo Yuri e Tarcísio; Matheuzinho, Wescley e Raphael Macena.

Santa Cruz 2 x 1 CSE
Jefferson; Daniel Pereira, Luan Bueno, Alemão e Dudu Mandai; Elyeser, Rodrigo Yuri e Fabrício; Wescley, Matheuzinho e Raphael Macena.

Sergipe 1 x 1 Santa Cruz
Jefferson; Edson Ratinho, Luan Bueno, Alemão e Dudu Mandai; Daniel Pereira, Rodrigo Yuri e Wescley; Fabrício , Matheuzinho e Raphael Macena.

Santa Cruz 1 x 0 Sergipe
Jefferson; Edson Ratinho, Luan Bueno, Alemão e Dudu Mandai; Gilberto, Daniel Pereira e Wescley; Matheuzinho, Hugo Cabral e Rafael Furtado.

CSE 0 x 0 Santa Cruz
Jefferson; Edson Ratinho, Luan Bueno, Alemão e Dudu Mandai; Gilberto, Elyezer e Daniel Pereira; Matheuzinho, Hugo Cabral e Rafael Furtado.

Santa Cruz 0 x 2 Jacuipense
Jefferson; Edson Ratinho, Alemão, Luan Bueno e Dudu Mandai; Gilberto, Daniel Pereira e Wescley; Hugo Cabral, Fabrício e Raphael Macena.

Atlético-BA 1 x 4 Santa Cruz
Jefferson; Edson Ratinho, Alemão, Luan Bueno e Dudu Mandai; Gilberto, Daniel Pereira e Wescley; Hugo Cabral, Matheuzinho e Rafael Furtado.

DP

SPORT - PROVÁVEL ESCALAÇÃO

Em sua estreia pelo Sport, Lisca conta com retorno de Giovanni para a partida contra o Vasco

Giovanni foi desfalque do Sport na derrota para o Cruzeiro. (Foto: Anderson Stevens/Sport)


A equipe rubro-negra deve passar por mudanças para encarar o vice-líder da Série B


Em sua estreia como técnico Sport, Lisca ganhou o retorno do meia-atacante Giovanni, que foi desfalque contra o Cruzeiro por levar o terceiro cartão amarelo e por pertencer a equipe mineira, para definir o time titular rubro-negro para a partida contra o Vasco, que acontece neste domingo (3), às 16h, no Maracanã, pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Porém, a grande dúvida gira em torno da permanência de Thiago Lopes ou a entrada de Blás Cáceres, destaque do Sport nas últimas duas partidas, ou Jáderson para fazer o papel pelo lado direito.

Thiago Lopes não vem realizando boas partidas pela equipe rubro-negra e ficou marcado por perder algumas oportunidades na partida contra o Cruzeiro e pelo excesso de erros de passes durante os 90 minutos.

Por outro lado, Blás entrou nas últimas duas partidas e deu um novo gás ao meio de campo da equipe e foi um dos destaques do Sport nesses compromissos, apesar de não ter conquistado as vitórias. A outra opção é a utilização de Jáderson é o jogador da posição, mas que também não vive um bom momento no clube.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO
VASCO
Thiago Rodrigues; Weverton, Anderson Conceição, Quintero e Edimar; Yuri Lara, Andrey Santos e Nenê (Erick); Palácios, Gabriel Pec e Figueiredo. Técnico: Maurício Souza.

SPORT
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Fabinho, Bruno Matias, Giovanni e Thiago Lopes (Blás Cáceres ou Jáderson); Luciano Juba e Kayke. Técnico: Lisca.

Local: Maracanã, Rio de Janeiro-RJ.
Horário: 16h.
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira.
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli.

DP

CAMPEONATO BRASILEIRO

Com primeiro tempo avassalador, Náutico vence o Novorizontino e se afasta do Z4

Com a vitória, o Timbu se afastou da zona da degola (Foto: Tiago Caldas/CNC)


Com dois gols, Richard Franco foi o nome da noite alvirrubra


Após dois meses, o Náutico volta a vencer dentro dos Aflitos. Na noite deste sábado (2), o Timbu recebeu o Novorizontino, que luta pelo acesso, e venceu com autoridade por 3 a 1. O placar, construído no primeiro tempo com dois gols de Richard Franco e um de Pedro Vitor, deixa o time alvirrubro com 18 pontos e mais tranquilo na tabela da Segundona.

Afinal, com o resultado, o Náutico se afasta da zona de rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro. Embora a rodada esteja incompleta, o Timbu chega à 15ª colocação, com três pontos a mais em relação ao CSA, primeiro time no Z4. Após dois jogos no Recife, os alvirrubros viajam para Porto Alegre e visitam, na próxima sexta-feira (8), o Grêmio. 

O JOGO

Foram 45 minutos de um Náutico arrasador - e com ‘a cara’ de Roberto Fernandes. Ameaçado pela zona de rebaixamento, o Timbu entrou em campo diante de um jejum de dois meses sem triunfar enquanto mandante. Para quebrar tal tabu, os alvirrubros contaram com o retorno de três peças essenciais: Lucas Perri, Victor Ferraz e Jean Carlos. 

E, com a bola rolando, o Náutico começou avassalador. No seu primeiro lance de perigo, abriu o placar com Richard Franco, o nome da partida. Não custaram dois minutos para Geuvânio receber bola pela esquerda e jogar para a área do Novorizontino. Oportunista, o paraguaio balançou as redes do time paulista. Quatro minutos depois, o Náutico ampliou a vantagem.

Jean Carlos, que pode deixar o clube nesta noite, começou a jogada pelo flanco direito. Rapidamente, a bola estava próxima à linha de fundo e acabou sendo atirada para a área. A defesa do Tigre até afastou, mas Pedro Vitor, bem posicionado, conseguiu a posse e, em belo lance, mandou para o fundo das redes. 

Mas não foi só isso. Em primeiro tempo ‘iluminado’, Richard Franco anotou o terceiro do Timbu - seu segundo do jogo. Peça atuante no jogo, Pedro Vitor, mais uma vez, chegou à linha de fundo e cruzou para o paraguaio marcar o doblete. Num belo voleio, Franco deixou o Náutico muito perto do triunfo.  

SEGUNDO TEMPO

O placar do embate estava bem construído quando Roberto Fernandes tirou o exausto Geuvânio de campo e acionou Niltinho. No intervalo, foi a única mudança do treinador do Timbu, que exigiu durante todo o jogo a manutenção do ritmo do primeiro tempo.

Naturalmente, não foi possível manter a intensidade de uma etapa inicial que beirou a perfeição. Richard Franco, nome da noite, por exemplo, deixou o campo esgotado fisicamente - e aplaudido de pé pela torcida presente nos Aflitos. Aos 31 minutos, ainda deu tempo para Cléo Silva marcar o gol de honra dos visitantes. O tento deixou Roberto Fernandes apreensivo à beira do gramado, mas não foi o suficiente para mudar o cenário do jogo.
 
FICHA DO JOGO 
 NÁUTICO

Lucas Perri; Carlão, Bruno Bispo e João Lucas (Diego); Thassio, Victor Ferraz (Júnior Tavares), Ralph (Djavan) e Pedro Vitor; Richard Franco (Rhaldney), Jean Carlos e Geuvânio (Niltinho). Técnico: Roberto Fernandes

NOVORIZONTINO

Lucas Frigeri; Walber, Rodolfo Filemon, Paulinho, Romário; Jhony Douglas, Gustavo Bochecha (Luiz Henrique) e Diego Torres (Quirino); Douglas Baggio (Cléo Silva), Ronaldo (Welliton) e Bruno Costa. Técnico: Rafael Guanaes

Local: estádio dos Aflitos
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA) (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Gols: Richard Franco aos 2’/1ºT e aos 43’/1ºT, Pedro Vitor aos 6’/1ºT (CNC); Cléo Silva aos 31’/2ºT
Cartões amarelo: Geuvânio, Djava e Geuvânio (CNC); Rodolfo Filemon, Romário, Quirino (NOV)
Público: 4.671 torcedores
Renda: R$ 50.536,00 

DP

sábado, 2 de julho de 2022

ELEIÇÕES 2022

BA: Salvador terá dia com Lula, Bolsonaro, Ciro e Simone Tebet

Ex-presidiário Lula e o presidente Jair Bolsonaro Fotos: EFE/Joédson Alves // PR/Isac Nóbrega


Quatro pré-candidatos à Presidência da República participarão de evento na capital da Bahia neste sábado



Capital baiana, Salvador terá, neste sábado (2), a presença de quatro pré-candidatos à Presidência da República em eventos simultâneos. Além do presidente Jair Bolsonaro (PL), do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), como antecipou o Broadcast, a senadora Simone Tebet (MDB) também terá agenda na cidade.

Com isso, a capital da Bahia reunirá, amanhã, presidenciáveis de todas as vias eleitorais, desde a direita representada por Bolsonaro, até a chamada terceira via da senadora emedebista.

Bolsonaro vai participar de uma motociata com apoiadores ao lado do ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), nome que apoia na disputa pelo governo baiano. O evento sairá do Farol da Barra, por volta das 9h, e vai até o Parque dos Ventos, na região da Boca do Rio.

Às 12h20, ele participa de uma cerimônia de imposição de insígnias da Ordem do Rio Branco ao médium Divaldo Franco, que acontecerá no Comando da Base Aérea de Salvador.

Lula vai participar de um ato aberto ao público, com presença de lideranças políticas, na Arena Fonte Nova, a partir das 10h30. O evento também faz parte da pré-campanha de Jerônimo Rodrigues, lançado pelo PT na corrida estadual.

Assim como Roma com Bolsonaro, o ex-secretário de Educação tenta colar a imagem no petista para crescer nas pesquisas eleitorais, lideradas com larga vantagem pelo ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil).

Em entrevista à Rádio Metrópole, o ex-presidente disse também que fará participação rápida no tradicional cortejo do Dois de Julho, que celebra a luta dos baianos pela independência do Estado. Há preocupação com a segurança do ex-presidente, porque o circuito é feito a pé e na rua, o que suscita mais cuidados com a integridade do petista.

Ciro Gomes também participará do cortejo e, depois, deve ir a um ato com a militância do partido.

Já Simone Tebet também irá à tradicional caminhada, ao lado do presidente do Cidadania, Roberto Freire.

*AE