GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

NÁUTICO - ADIAMENTO CONFIRMADO

Jogo entre Náutico x Juventude é adiado para segunda (23)

Juventude x Náutico, no Alfredo JaconiFoto: Léo Lemos/Náutico


Confronto anteriormente aconteceria no domingo (22), às 18h, nos Aflitos, mas foi adiado por conta do show do cantor Bon Jovi, no mesmo dia, no Arruda; jogo passou para o dia seguinte, às 20h

O duelo da volta das semifinais da Série C do Campeonato Brasileiro 2019, entre Náutico e Juventude, nos Aflitos, não será mais no domingo. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrou com uma ação judicial para alterar a data do confronto por conta de um pedido da Polícia Militar, que alegou dificuldade em realizar a segurança do jogo do Timbu e do outro evento de grande porte que terá no Recife, o show do cantor Bom Jovi, às 20h30, no Arruda. A partida entre pernambucanos e gaúchos permanecerá no Eládio de Barros Carvalho. De acordo com a CBF, o embate será na segunda, às 20h.

De acordo com a nota publicada pelo MPPE, “o contingente da Polícia Militar é insuficiente para um adequada garantia do direito à segurança. Portanto, não há como manter a realização dos dois eventos no dia 22 de setembro”. O Ministério informou que a realização do show foi comunicada às autoridades em data antecedente à partida do Náutico, enquanto o clube descumpriu o artigo 14 do Estatuto do Torcedor no que se refere ao “dever de comunicar à autoridade policial a realização do jogo”. De acordo com a PM, a expectativa de público para o show de Bon Jovi é de aproximadamente 40 mil pessoas.

Segundo parcial divulgada na noite desta última quinta, mais de cinco mil ingressos foram vendidos para o confronto que vale vaga na final da Série C. O Náutico perdeu o jogo de ida por 2x1, no Alfredo Jaconi, e precisa ganhar por no mínimo dois tentos de diferença para avançar de fase. Um triunfo simples levará a decisão para as penalidades. Qualquer outro resultado garante classificação para os gaúchos.



FolhaPE

SPORT - ULTRAPASSANDO MARCAS

Antes de jogo contra América-MG, Guto comemora boa fase e longevidade à frente do Sport

Campeão estadual em 2019, Guto chega a sete meses de trabalho à frente do Sport (Foto: Anderson Stevens/Sport )


Técnico ultrapassará marca de Falcão e assumirá vice-liderança no ranking de maior longevidade comandando o Leão na década


213 dias ou exatos sete meses. Esse será o período de tempo que Guto Ferreira completará à frente do Sport, na próxima sexta-feira, data do jogo válido pela 23ª rodada da Série B contra o América-MG, na Ilha do Retiro. Com isso, o treinador ultrapassará Paulo Roberto Falcão, que comandou o Rubro-negro por 212 dias, como o segundo técnico mais longevo do Leão depois da primeira passagem de Eduardo Baptista, entre 2014 e 2015.

Apesar da conquista pessoal, o treinador não disfarçou que esse fato lhe traz um gosto amargo quando olha a realidade dos profissionais que passaram pelo clube. Guto colocou que é muito triste ver que vários técnicos passaram pelo Sport e não conseguiram iniciar e finalizar um trabalho ou nem ao menos colocar suas ideias no clube. 

“Fico feliz de estar conseguindo isso, mas com um pingo de tristeza por saber de que desde o Eduardo Baptista tantos treinadores passaram pelo Sport e que um clube tão grande como este não tenha conseguido começar e terminar um trabalho, com um ideia, e seguir firme nela com resultados, que pudessem manter os técnicos”, contou. 

Além disso, Guto Ferreira afirma que a sua longevidade à frente do cargo só é possível devido ao respaldo que lhe vem sendo dado. Segundo o treinador, nos seus momentos mais turbulentos, ele recebeu confiança da diretoria do Rubro-negro e dividiu os méritos pelos sete meses de trabalho com os jogadores e a comissão técnica. 

“Eu tive momentos em que as coisas não andaram como nós queríamos, mas nos momentos decisivos, nós tivemos o respaldo. A minha comemoração não é só pelos dias, mas pelo respaldo e pela confiança depositada no nosso trabalho. Sem a confiança deles (jogadores, diretoria e torcida) fica muito difícil, quando você tem respaldo, as ideias ou são acatadas ou então não tem o que fazer, pois se não houver comprometimento da parte de todos, a coisa não anda. E nós percebemos que o comprometimento vem dos jogadores, do staff e da direção. Por isso, é que conseguimos chegar a essa marca. A marca não é do Guto, mas de todos que participam do trabalho.”

Boa fase

Em paralelo com a comemoração individual, Guto também celebrou a boa fase da equipe, que chegou a sete jogos de invencibilidade na Série B, algo que possibilitou a arrancada que fez consolidou o time no G4 da competição e credenciou o Sport a participar da disputa direta pelo título da competição.  

O técnico creditou esse bom momento vivido ao amadurecimento do elenco na disputa da Série B. Segundo a equipe tem aprendido com seus erros, tentando corrigir e quando acerta, busca repetir para que as vitórias venham e os números sejam cada vez mais ampliados.  

“Eu acho que é o amadurecimento que tem acontecido. Você vai passando por coisas dentro da competição, vai aprendendo com seus erros, vai vendo o que dá certo, conseguindo repetir e buscando conquistar. Quando você consegue vencer se consegue gerar essa estatística e que eu espero que seja ampliada”, explicou.

Números

29 jogos (15 vitórias // 11 empates // 3 derrotas)
48 gols marcados
24 gols sofridos

DP

NÁUTICO - MANDADO DE SEGURANÇA

Junto à FPF e CBF, Náutico entrará com mandado para manter semi com Juventude

MPPE alegou baixo efetivo policial para mudar data da semifinal (Foto: Paulo Paiva/DP FOTO )


Até o final da manhã da próxima sexta-feira, o Timbu terá o veredicto do caso; partida contra o Juventude havia sido remarcada para segunda, às 20h


Após o adiamento da semifinal da Série C entre Náutico e Juventude, que aconteceria no próximo domingo, no estádio dos Aflitos - ser oficializado na noite desta quinta-feira, a pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, horas depois da decisão, a nova data do duelo, na próxima segunda-feira, às 20h.  Porém, os dirigentes do Timbu, juntamente com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) e a CBF produziram um mandado de segurança para ser enviado na manhã desta sexta-feira, e assim manter a partida na data e horário pré-definidos. O adiamento do jogo foi motivado pelo baixo efetivo da Polícia Militar para atender a demanda, no mesmo dia, do duelo eliminatório e o show da banda americana Bon Jovi, no Arruda. 

“Amanhã pela manhã estará entrando um mandado de segurança conjunto da CBF, FPF e Náutico para que a partida seja mantida no horário pré-marcado. A gente quer que seja resolvido amanhã. O mais rápido possível, inclusive para voltar a vender ingresso, nossa programação normal. Isso é um absurdo. Atrapalha tudo. A CBF já colocou na segunda-feira à noite, mas queremos que volte para o domingo”, esclareceu o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga. 

A reportagem ainda entrou em contato com os mandatários do Náutico e da FPF, Edno Melo e Evandro Carvalho, respectivamente, e ambos foram categóricos quanto à precariedade da segurança em Recife que, neste caso, não conseguiria dar suporte aos eventos.  
 
“A CBF já está entrando com a apelação, vai recorrer da decisão. O Náutico recebe com tristeza (a decisão), é lamentável ter um estado que não consegue receber dois eventos. Um jogo de torcida única, que não tem nenhum risco. Não é um clássico, não é nada. Não pode dar conta de um evento musical em um jogo de torcida única? Muito triste, lamentável”, desabafou o mandatário. 

Recorrendo desta decisão, no entanto, Edno Melo pregou cautela quanto à apelação e prevê o imbróglio sendo definido até esta sexta-feira. “Essa decisão pode mudar a qualquer hora, amanhã devem decidir”, disse. “Sinceramente, não vou criar nenhuma expectativa (sobre a aceitação). A CBF está no direito dela de recorrer e foi assim que ela procedeu”.

Já o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evando Carvalho adotou um tom mais áspero. “Cheguei na Federação e vou começar a trabalhar com os advogados agora. A gente não tem hora para sair. Vamos buscar reverter a medida amanhã até o final do dia, judicialmente. A prevalecer essa medida, a gente tem que fechar o Estado e todo mundo se mudar, porque se o Estado não pode fazer dois eventos comuns desses, a gente se muda, vamos para Paraíba, vamos para o Rio Grande do Norte e fecha o Estado. Pronto, simples”, disparou.  

“O Rio de Janeiro vai ter o Rock in Rio domingo, com 100 mil pessoas e o jogo do Flamengo com 70 mil. Ir para um evento de 20 mil e outro de 8 mil a gente não pode fazer. Então, vamos fechar o Estado. A gente puxa o governador, todo mundo. Vamos dividir Paraíba, Sergipe, Rio Grande do Norte e fecha Pernambuco”, concluiu Evandro de Carvalho. 

Minutos depois da decisão ser publicada no site do Ministério Público de Pernambuco, o Náutico, através de suas redes sociais, divulgou a nova parcial de ingressos para o jogo contra o Juventude, com 5.413 ingressos vendidos antecipadamente. 


DP

NÁUTICO - JOGO ADIADO

A pedido do MPPE, semifinal entre Náutico e Juventude é adiada e ainda não tem data definida

Decisão foi motivada pelo baixo efeito da Polícia Militar, que teria dois grandes eventos no mesmo dia (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)


Jogo aconteceria neste domingo, no estádio dos Aflitos, às 18h


Na noite desta quinta-feira, através do seu site oficial, o Ministério Público de Pernambuco publicou a decisão que oficializou o pedido de adiamento da partida válida pela semifinal da Série C entre Náutico e Juventude, que seria realizada no estádio dos Aflitos, no próximo domingo, às 18h. O motivo para o adiamento seria o baixo efetivo da Polícia Militar, uma vez que há o show de Bon Jovi no estádio do Arruda, o que demandaria um grande quantitativo de agentes. A nova data do duelo ainda não foi definida. 

O órgão havia solicitado ainda na manhã desta quinta-feira o adiamento do duelo, mas esperava a decisão. Após o veredicto, o juiz Flávio Augusto Fontes de Lima, do Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo e Criminal do Torcedor da Capital, decidiu adiar a realização do confronto. Segundo ele, o contingente da Polícia Militar não seria suficiente para garantir a segurança adequada.  

“Considero que o contingente da Polícia Militar é insuficiente para uma adequada garantia do direito à segurança. E nada é mais importante que a incolumidade física do cidadão. Portanto, não há como manter a realização dos dois eventos no dia 22 de setembro”, declarou o juiz.

Ainda, segundo o documento publicado pelo MPPE, a comunicação do show de Bon Jovi foi realizada em data anterior ao jogo. Por outro lado, o Náutico teria descumprido o artigo 14 da da Lei 10.671/03 do Estatuto do Torcedor, que determina o dever do clube em comunicar à Polícia a realização da partida.  

A decisão de alterar a data do jogo, no entanto, não é nova. Na última sexta-feira, a Polícia Militar já havia feito a mesma solicitação, alegando a dificuldade de realizar dois eventos de grande porte na RMR, mas o pedido não teve sequência e as vendas dos ingressos, que haviam sido paralisadas, já foram retomadas normalmente. Inclusive, a última parcial divulgada pelo Náutico, às 18h desta quinta-feira, informou que 5.413 ingressos haviam sido vendidos antecipadamente. 

Confira a declaração oficial do Ministério Público de Pernambuco 


O juiz de Direito Flávio Augusto Fontes de Lima, do Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo e Criminal do Torcedor da Capital, concedeu tutela provisória de urgência ao pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para que fosse adiado o jogo entre Náutico e Juventude, que estava programado para o próximo domingo (22). Na mesma data, também será realizado o show da banda Bon Jovi.

A medida extrema da judicialização só ocorreu após frustrada a tentativa de acordo promovida na manhã da quarta-feira (18) pelo promotor de Justiça do Torcedor em exercício, Alfredo Pinheiro, quando recebeu representantes da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e do Clube Náutico Capibaribe. Embora tenham sido convidados, não compareceram representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nem da Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

“Considero que o contingente da Polícia Militar é insuficiente para uma adequada garantia do direito à segurança. E nada é mais importante que a incolumidade física do cidadão. Portanto, não há como manter a realização dos dois eventos no dia 22 de setembro”, informou o juiz, na decisão.

Ainda segundo o documento, a comunicação do show teria sido realizada em data antecedente à do jogo de futebol, enquanto que o Náutico descumpriu o artigo 14, Inciso I, da Lei 10.671/03 (Estatuto do Torcedor), no que se refere ao dever de comunicar à autoridade policial a realização do jogo.

O Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Justiça do Torcedor, propôs Ação Civil Pública (ACP) com pedido de tutela de urgência para adiar a partida pelo Campeonato Brasileiro da Série C, entre Náutico x Juventude (RS), após o comandante geral da PMPE solicitar a intervenção, visto que na mesma data e horário estavam previstos dois eventos: a partida de futebol no estádio dos Aflitos e o show musical, no estádio do Arruda, com previsão de público de cerca de 15.000 e 40.000 pessoas, respectivamente.


DP

NOME APROVADO PELO SENADO

Senado aprova indicado de Bolsonaro para ONU

Ronaldo Costa FilhoFoto: Wilson Dias/Agência Brasil


A votação em plenário, assim como a na CRE (Comissão de Relações Exteriores), foi secreta

Às vésperas da Assembleia Geral da ONU, o diplomata Ronaldo Costa Filho, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para comandar a missão do Brasil na Organização das Nações Unidas, foi aprovado pelo plenário do Senado nesta quarta-feira (18).

A votação em plenário, assim como a na CRE (Comissão de Relações Exteriores), foi secreta. Ele não é considerado claramente vinculado a Bolsonaro, e sua chegada não deve causar mal-estar entre diplomatas que representam o Brasil na ONU.

O jornal Folha de S.Paulo mostrou no início do mês que o governo Jair Bolsonaro queria tirar o diplomata Mauro Vieira do comando da missão do Brasil na ONU antes da viagem que fará para participar da Assembleia Geral do órgão.


Vieira foi ministro das Relações Exteriores no segundo mandato de Dilma Rousseff (PT), e sua presença durante a passagem do presidente brasileiro por Nova York –prevista para ocorrer entre 22 e 25 de setembro– é considerada incômoda por integrantes do Planalto.

O chefe da missão em Nova York trata de assuntos ligados principalmente a paz, segurança, desenvolvimento sustentável e direitos humanos.

Para a abertura da Assembleia Geral, a expectativa é de que Bolsonaro faça um discurso que se descole desses temas e reforce a marca ideológica de seu governo.

O presidente deve usar parte da fala para ecoar a ideia de que a Amazônia é um território brasileiro e que nenhuma intervenção será tolerada.

No início do ano, o Itamaraty já havia decidido transferir Mauro Vieira para a embaixada na Croácia, mas a indicação não fora oficializada.

Com a proximidade da viagem, o governo acelerou o processo.

Em sua sabatina na CRE, ele disse que as críticas de países europeus às queimadas na Amazônia foram motivadas por interesses econômicos.

O embaixador afirmou que as queimadas não estão fora do padrão, acontecem também na África e na Sibéria, e que, por sua experiência como negociador-chefe do acordo entre Mercosul e União Europeia, as manifestações de países como a França são por causa da concorrência econômica com o Brasil.

O diplomata disse que as denúncias na área ambiental por parte dos europeus sempre existiram, mas que agora, por ter se transformado numa discussão entre dos presidentes – o do Brasil, Jair Bolsonaro, e o da França, Emmanuel Macron –, o debate tomou outra proporção.

Costa Filho disse que o papel da diplomacia agora é contribuir para serenar os ânimos.



Folhapress

PRIVACIDADE DOS DIÁLOGOS

Juiz da Lava Jato diz que parte dos diálogos de Lula ficou sob sigilo por privacidade

O juiz federal Luiz Antonio Bonat será o titular da 13ª Vara Federal em CuritibaFoto: Divulgação/TRF4


O juiz de Curitiba afirmou também que foi a Polícia Federal, e não Moro, que excluiu trechos de conversas interceptadas de Lula com autoridades

O juiz Luiz Antonio Bonat, da Lava Jato em Curitiba, afirmou que parte das conversas interceptadas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com autoridades em 2016 foi deixada de fora dos processos para preservar a privacidade dos interlocutores e coibir eventuais vazamentos.

O titular da 13ª Vara Federal Criminal atendeu a uma solicitação de esclarecimentos feita pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), após o jornal Folha de S.Paulo mostrar que diálogos mantidos sob sigilo desde então enfraqueciam uma tese do então juiz Sergio Moro.

"Os áudios não incorporados aos autos eletrônicos, além de não selecionados como relevantes pela autoridade policial, tinham conteúdo sensivelmente privado e não foram juntados com a intenção de coibir o risco de vazamentos indevidos e de respeito à intimidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva", escreveu Bonat a Fachin em ofício enviado ao STF nesta quarta-feira (18).

Na prática, quase todas as conversas que foram mantidas sob sigilo e analisadas pela Folha de S.Paulo e pelo site The Intercept Brasil envolviam políticos e não tratavam de assuntos pessoais.

Conforme divulgado pela reportagem no último dia 8, os diálogos gravados pela Polícia Federal em 2016 e que não foram anexados ao processo fragilizavam a tese de Moro para tornar público um diálogo em que a então presidente Dilma Rousseff tratou com Lula de sua posse como ministro da Casa Civil.

Para a Lava Jato, a ligação divulgada mostrava que a nomeação de Lula como ministro tinha como objetivo travar as investigações sobre ele, transferindo seu caso de Curitiba ao STF. No entanto, outros registros mantidos sob sigilo punham em xeque a hipótese.

Bonat escreveu que "entre os interlocutores de tais diálogos, pode-se constatar, a partir de análise sumária e bastante perfunctória do material, que há pessoas à época detentoras de foro por prerrogativa de função [foro privilegiado], que foram interceptadas ou mencionadas de forma absolutamente fortuita".

O juiz de Curitiba afirmou também que foi a Polícia Federal, e não Moro, que excluiu trechos de conversas interceptadas de Lula com autoridades, conforme já havia sido dito pelo atual ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro.

Bonat ressaltou a Fachin que as interceptações telefônicas tinham objetivo de apurar crimes cometidos por Lula.

O juiz escreveu também que a íntegra do material foi remetida ao STF e também disponibilizada às partes.

De acordo com Bonat, Moro "sempre buscou resguardar o direito à intimidade dos investigados, o que fez pela não juntada da integralidade dos diálogos interceptados aos autos". Ele disse ainda que Moro informou ao STF que havia diálogos não incluídos no processo.

No começo do mês, Moro já havia dito que não soube dos telefonemas de Lula que a Polícia Federal grampeou e manteve sob sigilo em 2016.

"O atual ministro teve conhecimento, à época, apenas dos diálogos selecionados pela autoridade policial e enviados à Justiça", afirmou, por meio de nota.

Questionada na ocasião, a PF não quis fazer comentários sobre a seleção dos áudios que anexou aos autos da investigação em 2016.



Folhapress

SALÁRIO MÍNIMO

Descartado congelamento do salário mínimo

DinheiroFoto: Pixabay


O ministério estudava retirar da Constituição a obrigatoriedade de que o valor seja corrigido pela variação da inflação

O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira (19) que vai manter o poder de compra do salário mínimo no país. Com isso, fica descartada a ideia de congelar o valor do piso salarial em situações de aperto fiscal.

A declaração representa um recuo em relação a uma medida avaliada pela pasta. O ministério estudava retirar da Constituição a obrigatoriedade de que o valor seja corrigido pela variação da inflação.

A medida seria incluída em uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera regras fiscais e está em tramitação no Congresso.


De autoria do deputado Pedro Paulo (DEM-RJ), o texto traz gatilhos que seriam acionados em situações de risco de descumprimento de regras fiscais. A versão original da matéria não prevê o congelamento do salário mínimo, mas o governo articulava a inclusão desse novo gatilho no texto.

A regra que viabilizava reajuste do salário mínimo acima da inflação deixou de valer neste ano. A nova mudança iria além, permitindo o congelamento do valor, sem reposição da inflação.

A Constituição define que o salário mínimo deve ter reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo.

Com a medida que era estudada pelo governo, o congelamento seria permitido para ajudar no ajuste fiscal por um período. Uma das hipóteses era que o valor ficasse travado por dois anos.

Como o governo tem gastos atrelados ao salário mínimo, como as aposentadorias, a medida traria alívio ao Orçamento. Hoje, para cada real de reajuste do piso salarial do país, a União amplia suas despesas em R$ 300 milhões.

Para o ano que vem, o governo prevê que o reajuste levará o mínimo de R$ 998 para R$ 1.039. O aumento leva em conta apenas a inflação.



Folhapress

NÁUTICO - VIROU DÚVIDA PARA O JOGO

Jean Carlos não aparece e vira preocupação no Náutico para enfrentar o Juventude

Autor do 'gol do acesso' no tempo normal contra o Paysandu, Jean Carlos pode desfalcar Timbu (Foto: Léo Lemos/CNC)


Jogador foi ausência do treino nesta tarde por incômodo muscular e será reavaliado; Rafael Oliveira iniciou transição física


O Náutico pode ter um problema para o confronto contra o Juventude, domingo, às 18h. O meia Jean Carlos não apareceu no campo durante o aquecimento - única parte liberada à imprensa - no treinamento da tarde desta quinta-feira e preocupa pensando no confronto de volta das semifinais daqui a três dias. O problema do meia são dores musculares. Na atividade da última quarta-feira, o jogador saiu antes do término após sentir um incômodo na coxa direita e, a princípio, não preocupava.

No entanto, foi preservado nesta tarde e será reavaliado na sexta. O meia é titular da equipe e tem se destacado nos últimos jogos. A notícia positiva ficou por conta de Rafael Oliveira. O atacante apareceu no campo para iniciar a transição física.

Desfalque da partida em Caxias por uma lesão na panturrilha direita, o jogador corre contra o tempo para ser pelo menos opção no banco de reservas - jogador vinha sendo titular da equipe quando apto. Quem também está trabalhando o condicionamento é Paulinho, entretanto, pelo período inativo, uma vez que não atua há sete jogos, não deve estar à disposição. Com um edema no tornozelo, o prata da casa Thiago será desfalque.



DP

SPORT - TERCEIRO UNIFORME

Seguindo modelo dos anos 90, Sport deve lançar terceiro uniforme em novembro

Sport apresentou primeira linha de uniformes em 15 de agosto (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)


Santos, Grêmio, Cruzeiro, Chapecoense e Avaí também participam de campanha da Umbro de uniformes baseados no grafismo típico dos anos 1990


Pouco mais de um mês depois do lançamento da primeira linha de uniformes do Sport com a empresa inglesa Umbro, o Sport já se prepara para o lançamento do terceiro uniforme. Em comemoração aos 95 anos da marca, a Umbro está produzindo uma linha de terceiros padrões remetendo o estilo dos anos 90 para seis dos seus oito clubes patrocinados no país. No Leão, o lançamento está previsto para novembro.

Há uma semana, a Umbro lançou, em suas redes sociais a campanha Canal 95, anunciando que seis clubes patrocinados receberiam uma linha de terceiros uniformes especial, com design e grafismos remetentes aos estilo típico dos anos 1990. Além do Sport, Santos, Grêmio, Cruzeiro, Chapecoense e Avaí também terão o padrão especial. Dos patrocinados pela Umbro, apenas Athletico-PR e Cuiabá não serão contemplados.

O vice-presidente de marketing do Sport, Rafael Soares, confirmou que o terceiro uniforme rubro-negro seguirá a mesma ideia dos demais uniformes. O dirigente disse que a expectativa leonina é de realizar o lançamento em novembro, já no final da temporada 2019. Ainda segundo ele, o modelo do uniforme já está definido, restando apenas detalhes para serem definidos.

Até agora, o único uniforme da linha comemorativa que já foi lançado é o do Grêmio. A equipe gaúcha recebeu o terceiro uniforme no último domingo, em seu aniversário de 116 anos. A terceira linha dos demais clubes devem seguir um design similar.

EM TEMPO

O Sport havia anunciado que se o público contra o América Mineiro alcançasse os 25 mil torcedores, haveria uma surpresa para os torcedores. Hoje, Rafael confirmou que a surpresa será o sorteio de  brindes para a torcida leonina. Ele não adiantou quais objetos serão sorteados.

O dirigente também explicou a instabilidade no contador de sócios rubro-negros. Depois de prometer desconto no valor das cervejas e refrigerantes caso o Sport chegasse a 40 mil sócios até o dia do jogo, o site rubro-negro variou, em menos de 24 horas entre mais quase 50 mil sócios a menos de 37 mil. Segundo Rafael, o número foi por causa de um erro no sistema, que duplicou alguns dependentes durante a migração do sistema. O número se estabilizou em 39.641.


DP

NÁUTICO - MINISTÉRIO PÚBLICO

Por baixo efetivo da PM, MPPE solicita troca da data do jogo entre Náutico e Juventude

Estádio dos Aflitos será palco de jogo que vale vaga na final da Série C (Foto: Paulo Paiva/DP FOTO)


MPPE entrou com ação liminar para alterar o dia do jogo, por causa de conflito de horário entre o confronto e o show da banda americana Bon Jovi


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) entrou ontem com uma ação judicial para alterar a data do segundo jogo da semifinal da Série C, entre Náutico e Juventude. O confronto, que vale uma vaga na final da Terceira Divisão, acontece no próximo domingo, às 18h, no Estádio dos Aflitos. No mesmo dia, às 20h30, a banda americana Bon Jovi realiza show no Estádio do Arruda, localizado a 2 km do palco do jogo.

A ação do MPPE foi confirmada pela assessoria do órgão. Agora, o pedido segue para ser analisado na justiça e, caso aprovado, já pode acarretar no adiamento imediato do jogo.

Esta não é a primeira vez que o cronograma do jogo fica ameaçado de alterações. Na última sexta-feira, a Polícia Militar já havia feito a mesma solicitação, alegando a dificuldade de realizar dois eventos de grande porte na RMR, mas o pedido não teve sequência e as vendas dos ingressos, que haviam sido paralisadas, já foram retomadas normalmente.

O jogo também correu o risco de ser cancelado, depois de denúncias do Paysandu sobre irregularidades envolvendo a arbitragem no jogo das quartas de final. A primeira decisão do STJD veio, também, na última sexta, com o aceita da denúncia, que será julgada amanhã, mas sem paralisação da competição.

NÁUTICO AGUARDA

Superesportes também contactou o vice-presidente do departamento jurídico do Náutico, Alexandre Carneiro, que alegou ainda não ter sido notificado da ação. O dirigente revelou que o Náutico ainda não está acompanhando o andamento do caso.

"Não (estamos acompanhando), porque se tiver alguma coisa tramitando, é interna ainda. Não tem como a gente saber o que está tramitando internamente, se é que está tramitando no Ministério Público. Não temos conhecimento ainda. Vamos atrás, de qualquer maneira".


DP

SANTA CRUZ - QUERENDO MAIS

Pipico comemora artilharia da Copa do Brasil com o Santa Cruz e quer mais 'vacilou, levou!'

Na Copa do Brasil, Pipico cravou cinco dos oito gols tricolores (Foto: Leandro de Santana/Esp DP Foto )


Atacante coral dividiu a marca dos cinco gols marcados na competição, com o atacante Luciano, do Grêmio, e Guerrero, do Internacional


Com contrato renovado no Santa Cruz, o atacante Pipico comemorou artilharia da Copa do Brasil. Através de vídeos em sua conta no aplicativo Instagram, o jogador agradeceu as mensagens recebidas e disse que pretende repetir o “vacilou, levou!” no próximo ano. A frase faz parte de uma interação entre o jogador e a torcida coral, e ecoa no Estádio do Arruda quando o camisa nove marca. 

“Agradecer a Deus, depois à minha família, e à nação tricolor que torceu por mim, que esteve comigo o tempo todo. Muito obrigado por tudo! Essa alegria que estou sentindo em ser artilheiro da Copa do Brasil, quero compartilhar com vocês, porque vocês fazem parte dela”, ressaltou.

Sem marcação de Paolo Guerrero na partida entre Internacional e Athletico-PR na noite desta quarta-feira, Pipico garantiu o seu espaço na artilharia da Copa do Brasil. Dos oito gols que o Santa Cruz marcou na competição nacional, cinco foram na conta dele, que é o quarto nome pernambucano a atingir a marca. O atacante coral foi responsável por balançar as redes fora de casa no jogo contra o Sinop. E dentro no Arruda, sua marca foi deixada diante de Náutico, ABC-RN (duas vezes) e Fluminense-RJ.

“Que 2020 seja muito melhor que foi 2019. Tamo junto, e se Deus quiser, ano que vem tem ‘vacilou, levou!’ novamente”, disse, relembrando a frase que caiu na graça da torcida do Santa Cruz.


DP

SPORT - APRESENTADO OFICIALMENTE

Experiente, Willian Farias é apresentado no Sport e fala de características como liderança

'Esse é meu jeito de trabalhar, procuro falar pouco. Às vezes um líder não precisa ficar falando muitas coisas', disse (Foto: Anderson Stevens/Sport)


Após receber poucas oportunidades em passagem pelo São Paulo, primeiro volante de 30 anos chega ao Leão por empréstimo até o final de 2020


Oficialmente contratado pelo Sport na semana passada, o experiente volante Willian Farias, 30 anos, foi apresentado em coletiva de imprensa, no Centro de Treinamento José de Andrade Médicis, na tarde desta quinta-feira. O jogador era desejo antigo da diretoria rubro-negra e chegou ao time pernambucano por empréstimo após longa negociação. O meio-campista tem contrato com o Leão até o final de 2020 e reforçou sua característica enquanto líder dentro de campo, algo, que foi traço marcante ao longo da carreira. 

Não escolhi ser líder. Esse é meu jeito de trabalhar, procuro falar pouco. Às vezes um líder não precisa ficar falando muitas coisas, mas sim, as pessoas olharem para ele e ver a atitude. Eu sou muito mais um líder de atitude, de chamar os outros do que de ficar falando e acredito que posso agregar também neste aspecto.”, contou.

Em sua apresentação oficial, o jogador foi bastante elogiado pelo executivo de futebol do Sport, Lucas Drubscky, que salientou que o atleta estava sendo procurado pelo Sport desde a primeira metade do ano. Willian Farias recebeu da mão do dirigente leonino a camisa de  número 14. 

“O Willian (Farias) sabe que estamos tentando trazê-lo tem uns bons meses, desde o meio do ano que temos feito esforços para trazê-lo. A negociação não foi fácil, não foi tão rápida quanto a gente gostaria, mas acabou sendo feliz. Estamos muito felizes de poder apresentar oficialmente com o nome dele já publicado no BID. É um jogador que dispensa apresentações, atleta renomado no futebol nacional e que esteve em vários clubes, teve grandes temporadas e nós confiamos muito que ele vai nos ajudar muito ainda nessa temporada nos nossos objetivos de subida e de ser campeão da Série B.”

Regularizado, o jogador se colocou à disposição do técnico Guto Ferreira para estrear com a camisa do Leão já na partida diante do América-MG, na próxima sexta-feira, na Ilha do Retiro, às 21h30. Inclusive, a posição em que Willian pode ser escalado, encontra-se em disputa, pois o titular, João Igor, está fora por até seis semanas devido a fratura no osso orbital. 

“Minha característica é de primeiro volante, focando mais na marcação. Eu procuro sempre fazer a saída de bola com qualidade, mas a minha primeira função é mais na marcação, jogando como primeiro volante mesmo. Tenho a esperança de pelo menos estar junto com o grupo contra o América-MG. Não sei se vou jogar, mas pretendo usar o que eu tenho de melhor para ajudar quando não estiver jogando e quando eu estiver em campo vou dar o meu melhor”, arrematou. 


DP

MILIANO PRESO

Miliciano suspeito de construir prédios que caíram na Muzema é preso em Pernambuco

Zé do Rolo, miliciano do Rio preso em PernambucoFoto: Reprodução


Desabamento deixou 24 mortos em abril deste ano, no Rio

Um miliciano apontado como líder do grupo responsável pela construção e comercialização dos imóveis que desabaram na Muzema, no Rio de Janeiro, foi preso em Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco. A queda dos prédios em 12 de abril matou 24 pessoas e deixou vários desabrigados.

Segundo a Polícia Militar de Pernambuco, a prisão de José Bezerra de Lira, mais conhecido como Zé do Rolo, natural de Brejinho, também no Sertão de Pernambuco, ocorreu nessa quarta-feira (18) em um sítio na zona rural de Afogados da Ingazeira. O mandado de prisão preventiva em desfavor dele foi expedido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ).


Zé do Rolo tentou fugir quando as equipes da Operação Força no Foco chegaram ao local, mas foi alcançado e capturado. Ele portava duas espingardas no momento da prisão e explicou aos militares que fugiu do Rio com medo de represálias da milícia da qual faz parte. Outros dois homens que estavam com Zé do Rolo também foram detidos e levados para a Delegacia de Polícia Civil de Afogados da Ingazeira para a tomada das providências legais.


A delegada titular da Delegacia da Barra da Tijuca, Adriana Belém, afirmou ao R7 em maio deste ano, um mês após o desabamento, que não há dúvidas de que Zé do Rolo seja responsável pela construção dos prédios irregulares. Além dele, Rafael Gomes da Costa e Renato Siqueira Ribeiro são apontados como participantes do esquema criminoso. Todos foram condenados por homicídio doloso - quando não há intenção de matar.

A transferência do miliciano para o Rio de Janeiro ainda não tem data para ocorrer, pois depende de questões burocráticas. A Polícia Militar de Pernambuco concede entrevista coletiva nesta quinta-feira (19) para divulgar mais detalhes da prisão de Zé do Rolo.

Muzema
A Muzema é uma área na Zona Oeste do Rio controlada por milícias, que promovem a construção irregular e ilegal de imóveis, em áreas ambientais, sem nenhuma autorização da prefeitura nem engenheiro responsável. Os grupos controlam venda de imóveis, gás, água e internet na região.



FolhaPE