GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sexta-feira, 27 de maio de 2022

ATRIZ PORNÔ PETISTA

Deputado diz que PT vetou atriz pornô por ser “pobre”


O deputado federal José Medeiros (PL-MT) disse que o diretório do PT (Partido dos Trabalhadores) de Mato Grosso foi “hipócrita” ao recusar a filiação da atriz pornô Ester Caroline Pessatto, de 24 anos, que é pré-candidata a deputada estadual. Em entrevista ao Conexão Poder, na terça-feira (24), o congressista afirmou que, para os petistas, vale “a ‘putaria’ chique”.

“Esses caras [do PT] defendem qualquer putaria que seja ‘cool’, que seja de luxo, intelectual. É mais ou menos assim: é a ‘putaria’ chique. Se for pobre não serve, não do interior do Mato Grosso. Se for Leblon, Ipanema, aí funciona. […] Como é uma pobre, negra. Eles não defendem tanto as minorias?”, disse.

Medeiros também comparou Ester Pessatto à cantora Anitta: “A Anitta pode tatuar o ‘toba’ que é bonito. Se a Anitta quiser ser candidata, eles querem amanhã”.

O congressista disse, ainda, que o PT recusou a filiação com “medo” de que Pessatto tivesse votos e dificultasse a eleição de outros nomes da sigla: “Parte foi hipocrisia, parte preconceito e parte foi medo de perder a eleição para ela. Se lançar candidata, eles perdem”.

BOLSONARO X STF

“Estamos esgotando tudo dentro das 4 linhas da Constituição”

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Agência Brasil/Antonio Cruz

Em conversa com jornalistas, presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Alexandre de Moraes, do STF



Em conversa com jornalistas nesta quinta-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e fez um alerta para um esgotamento de “tudo dentro das quatro linhas da Constituição”. Para Bolsonaro, 
Moraes é “totalmente parcial”.

– Estamos esgotando tudo dentro das quatro linhas da Constituição. Você tem alguma dúvida de que há abuso de autoridade para comigo? – indagou.

Bolsonaro então perguntou se Moraes queria “uma ruptura”.

– Quando a gente pensa que vai resolver, complica a situação. O que quer o senhor Alexandre de Moraes? Ele quer o confronto? Uma ruptura? Por que ele ataca tanto a democracia? – questionou.

Ao final, o presidente disse que não chegou a disparar nenhum ataque.

– Totalmente parcial. Não tenho dúvida disso. Os próprios atos dele bem demonstram. Você não vê um ataque meu – apontou.

Bolsonaro reservou um espaço em sua agenda na manhã desta quinta para gravar imagens para sua campanha à reeleição.

Henrique Gimenes

ATRIZ PORNÔ PETISTA

Justiça determina e PT deverá filiar atriz pornô ao partido

Ester Caroline Pessatto pretende ser candidata a deputada estadual Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal


Conhecida como Tigresa Vip, Ester Caroline Pessato alega que sofreu discriminação



Ester Caroline Pessatto, uma atriz pornô conhecida como Tigresa VIP, obteve liminar na Justiça Eleitoral de Mato Grosso, garantindo o direito de filiar-se ao PT e, assim, disputar uma vaga para deputada estadual.

A determinação foi dada pelo juiz Alexandre Paulichi Chiovitti, da 38° Zona Eleitoral de Santo Antônio do Leverger, a 35 quilômetros de Cuiabá, nesta quarta-feira (25).

A atriz teve seu pedido de filiação rejeitado pelo PT em abril deste ano. Para o juiz, a negativa do partido correu sem a observância dos direitos de defesa de Ester, já que o partido não homologava a filiação e não respondia aos questionamentos da atriz.

Alguns líderes do partido, no Mato Grosso, haviam alegando irregularidades no processo de filiação de Ester. De acordo com eles, a atriz teria se filiado no município de Barão de Melgaço sem autorização do diretório municipal.

A defesa de Ester sustentou que ela sofreu discriminação por parte da legenda. Por meio de nota, o advogado de Tigresa declarou que a “verdade venceu”.

– No caso Ester, o arbítrio, a hipocrisia e o preconceito foram derrotados pelo Estado Democrático de Direito. A verdade venceu a mentira. O Poder Judiciário demonstrou que não vivemos em terra sem lei. Restabeleceu a ordem e a justiça – comemorou.

O partido não se pronunciou.

Monique Mello 

GOVERNO BOLSONARO

Governo entrega 500 moradias populares em Minas Gerais

Governo entrega 500 moradias populares em Coronel Fabriciano Foto: Isac Nóbrega/PR


Evento teve a presença do presidente Jair Bolsonaro



Nesta quinta-feira (25), famílias de baixa renda, em Coronel Fabriciano, Minas Gerais, receberam as chaves da casa própria. Ao todo, foram entregues 500 unidades habitacionais pelo programa Casa Verde Amarela.

Foram aplicados R$ 37,5 milhões em recursos federais para as obras. A inauguração do Residencial Buritis teve a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, além de políticos e autoridades da região. 

– Àqueles todos que estão recebendo as chaves da sua casa no dia de hoje, parabéns. Eu bem sei o valor de uma casa própria. Realmente, é como uma carta de alforria, uma liberdade e a certeza de ter um teto onde morar para o resto da vida – disse Bolsonaro.

Dentre os 500 beneficiários, 401 são mulheres responsáveis pela economia familiar. Além disso, entre homens e mulheres, há 61 idosos e 61 portadores de deficiência, informou o governo. O residencial tem 25 blocos, cada um com 20 apartamentos, divididos entre térreo e quatro andares.

O condomínio tem infraestrutura completa, com drenagem, esgoto, água, pavimentação, energia elétrica, iluminação pública e transporte público. Nas proximidades, há postos de saúde e de segurança, escolas e creches.

AGENDA
O presidente chegou a Minas Gerais no início da tarde desta quinta. Bolsonaro desembarcou no aeroporto de Ipatinga e, de lá, foi de moto até a cidade de Coronel Fabriciano para a entrega de casas.

Após a agenda no Vale do Aço, Bolsonaro e sua comitiva segue para Belo Horizonte onde participa, a partir das 20h, da solenidade de posse do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, que foi reeleito para o cargo. Depois do evento, ele retorna para Brasília.

*Agência Brasil

AUMENTO ABUSIVO

Geap aumenta 2,26%, mas ‘reguladora’ ANP exagera com 15,5%

Sede da Geap Saúde, em Brasília.
 

O aumento de 15,5% autorizado pela “agência reguladora” ANS nos planos de saúde individuais é o maior da História, bem acima da inflação e das necessidades das operadoras, como prova o reajuste de 2,26% do Geap, o plano de saúde do servidor público. A ANP persegue o objetivo de melhorar a receita das gigantes, nos planos individuais, e de forçar a desistência ou migração de clientes de planos individuais, cada vez mais inacessíveis, para os coletivos, cujos aumentos as operadoras definem.

Não precisa explorar

A ANS presta vassalagem às grandes operadoras, e não explica por que planos de saúde como o Geap sobrevivem sem explorar a clientela

Preço honesto

Fixando reajuste tão baixo para seus mais de 280 mil beneficiários, o Geap prova ser possível prestar serviços de qualidade a preço honesto.

Criando arapuca

O conluio contra o plano de saúde individual começou com a resolução da ANS, como queriam as gigantes, criando planos coletivos.

Negociação desigual

A ANS decidiu que valores dos planos coletivos serão negociados entre as partes. A “negociação” entre o pescoço e a navalha, faltou dizer.

Cláudio Humberto

DENÚNCIA ARQUIVADA

Aras decide arquivar denúncia de abuso de poder contra Alexandre de Moraes

Augusto Aras, procurador-geral da República - Foto: MPF.

PGR deverá reclamar da falta de acesso ao inquérito das fake news


O procurador-geral da República, Augusto Aras, mudou de ideia e deve decidir arquivar, ainda na tarde desta quinta-feira (26), a representação do presidente Jair Bolsonaro contra o ministro Alexandre de Moraes por crime de abuso de poder. Sua decisão será comunicada aos advogados do presidente e ao ministro do STF.

Conforme o Diário do Poder já antecipou no sábado (21), o procurador-geral não vê elementos que justifiquem a representação do presidente da República, por essa razão mandará o caso para arquivo ainda nesta quinta-feira.

A expectativa, na PGR, é que Augusto Aras registre seu estranhamento ao fato de o ministro Alexandre de Moraes não permitir acesso ao “inquérito das fake news” nem mesmo ao Ministério Público, como determina expressamente a legislação.

Negar acesso do inquérito à defesa dos investigados é exatamente uma das alegações mais contundentes de  abuso de poder formalizadas na representação do presidente Jair Bolsonaro.

Inicialmente, a intenção de Augusto Aras era apresentar nesta quarta (25) ambas as manifestações, sobre o decreto de indulto presidencial que beneficiou o deputado Daniel Silveira e sobre a acusação contra Moraes.

Porém, ele resolveu, num primeiro momento, manifestar-se sobre a alegação de abuso de poder contra o ministro somente após o STF se pronunciar sobre o recurso de Bolsonaro à decisão do relator, Dias Toffoli, que negou prosseguimento à ação. Mas acabou por concluir que anunciará logo sua posição de arquivar o caso no âmbito da PGR, para evitaar duplicidade com o caso semelhante no STF.

Cláudio Humberto

SÃO JOÃO DE CARUARU

MINISTÉRIO PÚBLICO QUESTIONA LICITAÇÃO DO SÃO JOÃO DE CARUARU E AJUIZA AÇÃO CAUTELAR


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público local, ajuizou uma ação Cautelar Antecedente, em face do município de Caruaru e da Fundação de Cultura e Turismo da cidade para o fim de suspender o pregão eletrônico nº 65/20220 da CPL/ e todos seus atos subsequentes pela indevida aglutinação de objetos e cotação de preços irregular, referente à contratação de empresas para o São João de 2022.

De acordo com a Cautelar Antecedente, a aglutinação dos objetos não é economicamente viável e prejudica a competitividade do certame, até pela dificuldade de fornecedores que prestem todos os objetos licitados, pois não observa as normas dos arts. 7º, §2º, inciso II; 40, § 2º, inciso II e 43, inciso IV, da Lei nº 8.666/93, não refletindo o preço de mercado, bem como por violar a recomendação do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) proferida no julgamento da Auditoria de nº 1724704-4.

A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Caruaru, ao analisar a fase interna do pregão eletrônico nº 65/2022, a fase de planejamento, realizado para contratação de empresas nas atividades de produção, gestão, limpeza, ambientação e buffet com valor estimado de R$ 4.091.707,61, verificou grave comprometimento da competitividade, transparência e economicidade dos gastos públicos.

Portanto, para o MPPE local, a medida de suspensão do pregão e contrato é necessária no mínimo até que se apresente a competente cotação de preços por fontes diversas conforme recomendado pelo TCE-PE na auditoria especial nº 1724704-4, bem como se realize um novo processo licitatório dividindo os objetos em lotes e possibilitando que mais empresas participem da cotação de preços e do pregão, aumentando a competitividade e consequentemente diminuindo os gastos públicos.

Após o anúncio da programação da festividade, a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público instaurou procedimento para acompanhamento do referido evento em face da ausência de informações quanto à contratação de artistas e de estrutura e serviços no portal da transparência do Município. Foi solicitado, no dia 6 de abril, através do ofício nº 01871.000.108/2022-0001, o envio da documentação referente aos procedimentos de contratação dos artistas anunciados para a programação do São João de Caruaru 2022, bem como da fase interna (planejamento) do processo licitatório para contratação das empresas que prestarão serviços de produção, gestão, estrutura e outros necessários para o evento, uma vez que os mesmos não se encontravam no portal de licitações do Município de Caruaru. Os documentos foram encaminhados somente no dia 13 de maio pela Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru.

A Cautelar Antecedente 0008150-82.2022.8.17.2480 foi ajuizada ontem, na Vara da Fazenda Pública da Comarca de Caruaru. A peça jurídica é, conforme o art.305, do Código de Processo Civil, “a petição inicial da ação que visa à prestação de tutela cautelar em caráter antecedente indicará a lide e seu fundamento, a exposição sumária do direito que se objetiva assegurar e o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo”.

A VIDA DO EX-PRESIDIÁRIO

O PAI DOS POBRES ADORA LUXAR 


Lula, o "pai dos pobres", já adorava luxar. Depois de se apaixonar por Janja, com quem já se casou numa festa só para ricos, ele tem exagerado além da conta. Na semana que antecedeu o casamento, a gastança na confortável casa de dois andares que o casal escolheu para morar em Alto de Pinheiros, bairro nobre da zona oeste de São Paulo, foi típica de um faraó do Antigo Egito.

Segundo o site Metrópoles, garrafas de vinhos descartadas no lixo, na porta da casa, às vésperas do casamento, mostram um gosto requintado do casal e convidados vips. Entre as garrafas recolhidas, um Pêra-Manca. Produzido no Alentejo, região centro-sul de Portugal, uma garrafa similar é vendida em lojas do ramo por R$ 5 mil, em média. Havia também um exemplar do Casanova di Neri, um legítimo Brunello di Montalcino.

Produzido na região italiana da Toscana, o preço na loja em que foi comprado (um adesivo na parte de trás da garrafa dá a pista): R$ 5,8 mil. Na prática, o líder petista leva uma vida bastante diferente daquela que prega para os demais brasileiros de classe média. E continua com as mesmas práticas que o levaram à prisão na operação Lava Jato.

Um cartão achado junto com as garrafas chama a atenção. E revela que, mesmo após a Operação Lava Jato, cujas investigações anuladas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) apontaram para relações heterodoxas de Lula com alguns dos empresários mais importantes do país, o petista mantém laços estreitos com medalhões do PIB nacional, que fazem questão de afagá-lo, de olho nas pesquisas eleitorais que apontam seu favoritismo na corrida presidencial.

O remetente foi Rubens Ometto, um dos homens mais ricos do País, dono de uma fortuna estimada em mais de R$ 45 bilhões. “Caro Presidente, conforme prometido, espero que goste!!! Abraços”, escreveu o empresário à mão. O cartão, que acompanhou um mimo enviado por Ometto, traz impresso o nome completo do megaempresário, sócio fundador do grupo Cosan, com negócios nos ramos de álcool, açúcar, energia, lubrificantes e logística.

Cara pálida  

No início de abril, ao discursar em um evento em São Paulo, o ex-presidente espinafrou o padrão de vida da classe média ao dizer que, enquanto a maioria da população tem dificuldades para se sustentar, uma parcela pequena ostenta luxos desnecessários. Disse Lula na ocasião: “O País está pronto para 10% da população. Nós temos uma classe média que ostenta um padrão de vida em que nenhum lugar no mundo a classe média ostenta. Nós temos uma classe média que ostenta um padrão de vida que não tem na Europa, que não tem em muito lugar. Aqui, na América Latina, a chamada classe média ostenta um padrão de vida acima do necessário”.






Livre atirador e aproveitador 

Em 2018, o ricaço Rubens Ometto declarou voto em Bolsonaro no segundo turno contra o petista Fernando Haddad. Ele foi o maior doador daquelas eleições, com R$ 7,5 milhões distribuídos a diversos candidatos e partidos, dentre os quais o ex-governador João Doria, do PSDB, de quem é amigo. Ometto é o típico empresário que reza para todos os santos – ou nem tão santos assim. Na mesma semana em que enviou o presente “prometido” a Lula, ele apareceu sentado ao lado de Jair Bolsonaro no almoço do presidente da República com Elon Musk, o homem mais rico do mundo.

Uma mansão  

A nova casa de Lula em São Paulo tem 600 metros quadrados, com quatro suítes e uma generosa área de lazer com piscina e churrasqueira. Amigos do ex-presidente dizem que o imóvel foi alugado. O valor do aluguel é mantido em sigilo, mas há cerca de cinco anos a casa estava disponível pelo preço de R$ 22,5 mil por mês. Quem quisesse comprá-la tinha que desembolsar pelo menos R$ 4 milhões. Até ser preso pela Lava Jato, Lula vivia em seu apartamento de 120 metros quadrados em São Bernardo do Campo, comprado no fim dos anos 1990.

METROVIÁRIOS

Metrô do Recife não será mais estadualizado nem concedido à gestão privada, diz Governo

Direção do Sindmetro foi recebida por Paulo Câmara e Luciana Santos no Palácio das Princesas                                                                                                                                   - Foto: Reprodução/Instagram


Informação, repassada pelo Sindicato dos Metroviários, foi confirmada pelo Palácio das Princesas. Categoria se reúne em assembleia nesta quinta-feira (26).



Diferentemente do que chegou a ser anunciado no início do mês, o Metrô do Recife não será mais estadualizado nem concedido à iniciativa privada. Em nota publicada nas redes sociais do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE), o presidente da categoria, Luiz Santos, se reuniu, na quarta-feira (25), com o governador Paulo Câmara e a vice-governadora Luciana Santos, que demonstraram recuo da proposta. Procurado pela reportagem, o Governo do Estado confirmou a informação.


De acordo com a publicação, no encontro, Câmara se comprometeu a cobrar recursos do Governo Federal em vez de assumir a gestão do serviço para intermediar uma eventual concessão. “Nosso objetivo é o metrô funcionando bem, não aceitamos a degradação do sistema pelo Governo Federal, que joga os usuários e a opinião pública contra o Governo de Pernambuco”, disse o governador, segundo a nota.

O gestor também disse que não tinha interesse de administrar o metrô e garantiu que, até o fim do mandato, todas as decisões referentes ao ramal devem passar por diálogos com a entidade. “Vamos deixar um diagnóstico pronto para cobrar do presidente eleito que tenha um olhar para o metrô. Tudo será feito de agora em diante dialogado com a categoria, com do Sindmetro-PE e o Fórum Permanente pela Mobilidade e Defesa do Metrô”, afirmou.

À Folha de Pernambuco, o presidente do Sindmetro-PE, Luiz Soares disse ainda que o governador mencionou a necessidade de buscar saídas para o sucateamento do sistema. “Ele disse que, neste momento, não tem nada para ser feito pelo metrô a não ser brigar para que o Governo Federal traga investimentos e verbas para manutenção”, informou.
Assembleia
Os metroviários, que permanecem há duas semanas em estado de greve, se reúnem na noite desta quinta-feira (26) em uma nova assembleia, na Estação Recife, no bairro de São José, Centro. Na pauta, estão as propostas para as próximas ações da categoria, incluindo uma possível greve por tempo indeterminado. A direção sindical também vai apresentar um plano de comunicação para defender o metrô público e a criação de uma tarifa social no valor de R$ 2.

Por Artur Ferraz

POLICIAIS AFASTADOS

PRF afasta envolvidos na morte de homem sufocado dentro de viatura

O sobrinho de Genivaldo de Jesus Santos disse ao portal G1 que avisou aos policiais que o tio sofria de                                                                                                                                             - Foto: Reprodução / Redes Sociais


Segundo a corporação, agentes serão afastados de atividades policiais



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou hoje (26) o afastamento dos agentes envolvidos na morte de Genivaldo de Jesus Santos, ocorrida durante uma abordagem feita ontem (25) por policiais rodoviários federais na BR-101, em Sergipe. Em nota, a corporação afirmou que instaurou um processo disciplinar “para elucidar os fatos” e os agentes foram afastados das atividades de policiamento. 

“A Polícia Rodoviária Federal informa que está comprometida com a apuração inequívoca das circunstâncias relativas à ocorrência no estado de Sergipe, colaborando com as autoridades responsáveis pela investigação. A PRF instaurou processo disciplinar para elucidar os fatos e os agentes envolvidos foram afastados das atividades de policiamento”, afirmou a PRF em nota.

A Polícia Federal (PF) abriu inquérito para apurar o caso e já iniciou as diligências para esclarecer “o mais breve possível” o ocorrido, conforme afirmou em nota.

Por meio de suas redes sociais, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse nesta quinta-feira que determinou que a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal abrissem investigação sobre a ocorrência. “Nosso objetivo é esclarecer o episódio com a brevidade que o caso requer”, escreveu o ministro.

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O homem se debate com as pernas para fora enquanto um policial rodoviário mantém a tampa do porta-malas abaixada, impedindo o homem de sair. As suspeitas são de que a fumaça era um gás disparado pelos policiais, o que teria resultado na morte de Genivaldo por asfixia.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, foi realizada a necrópsia e o material coletado encaminhado ao Instituto de Análises e Pesquisas Forenses (IAPF) para elucidar a causa imediata da morte. Foi identificado de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.


Por Agência Brasil

CHUVAS NO RECIFE

IML recolhe corpos de casal no Córrego do Abacaxi, em Olinda

Casal foi localizado por volta das 11h desta quinta-feira, sob a lama. Foto: Rafael Vieira/DP Foto.


O Instituto de Medicina Legal (IML) recolheu, no início da tarde desta quinta-feira (26), os corpos do casal que faleceu após acontecer um deslizamento de barreira no Córrego do Abacaxi, em Olinda, na madrugada da última quarta-feira.

Rosemary da Silva, de 44 anos, e seu esposo Sérgio Pimentel, de 54, foram localizados por volta das 11h desta manhã. Bombeiros, membros da Defesa Civil e moradores participaram das buscas. Eles tiveram o auxílio de quatro cães farejadores da raça Labrador.

Depois de terem sido encontrados, os corpos levaram cerca de uma hora até serem removidos totalmente da lama e colocados em uma proteção plástica.


Então, foram guardados pelos Bombeiros em uma casa ao lado de onde aconteceu o deslizamento. Essa residência, aliás, foi condenada e serviu de ponto de apoio para a operação.

Lá, os dois corpos ficaram esperando autorização do Instituto de Criminalística (IC) para serem recolhidos pelo IML.

PREPAREM O BOLSO

ANS aprova reajuste de 15,5% nos planos de saúde; aumento é o maior em 22 anos

Reprodução/Pixabay


A Agência Nacional de Saúde (ANS) anunciou, nesta quinta-feira (26), um reajuste de 15,5% para os planos de saúde individuais e familiares. O aumento é o maior já registrado em 22 anos. O último reajuste recorde foi feito em 2016, de 13, 57%.

Segundo a Agência, cerca de 8 milhões de clientes serão atingidos pela nova medida, o que representa 16,3% dos usuários de planos no Brasil.

 A decisão foi divulgada durante reunião extraordinária, com apenas um voto contrário, da diretora Eliane Medeiros. A decisão será publicada no Diário Oficial da União e o reajuste poderá ser aplicado pela operadora a partir da data de aniversário do contrato, ou seja, no mês da contratação do plano. O índice é válido para o período entre 1 de maio de 2022 e abril de 2023. 
 
A ANS justificou o reajuste a retomada gradativa da utilização de planos pelos beneficiários e o aumento de despesas devido a variação nos preços dos serviços e insumos. 

Para chegar ao percentual de 2022, a ANS utilizou a metodologia de cálculo que vem sendo aplicada desde 2019, que combina a variação das despesas assistenciais com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) descontado o subitem Plano de Saúde.

O cálculo é baseado na diferença das despesas assistenciais por beneficiário dos planos de saúde individuais de um ano para o outro. Dessa forma, o índice de 2022 resulta da variação das despesas assistenciais ocorridas em 2021 em comparação com as despesas assistenciais de 2020.

Em 2021, a Agência anunciou, pela primeira vez, um percentual de reajuste negativo (-8,19%), o que resultou na redução das mensalidades no período de maio de 2021 a abril de 2022.

O percentual negativo refletiu a queda de 17% no total de procedimentos (consultas, exames, terapias e cirurgias) realizados em 2020, em relação a 2019, pelo setor de planos de saúde. A redução da utilização dos serviços aconteceu em decorrência das medidas protetivas adotadas para evitar a disseminação da Covid-19.

NÁUTICO - LAMENTANDO O EMPATE

Roberto Fernandes elogia evolução, mas lamenta empate: 'o Náutico poderia ter saído com um resultado melhor'

Técnico lamentou o resultado contra os paulistas (Foto: Tiago Caldas/CNC)



Treinador ressaltou a compreensão tática e a luta que a equipe teve, além de lembrar que o jogo foi decidido no detalhe


O Náutico empatou com o Ituano por 0 a 0 no estádio Novelli Junior e alcançou sua quinta partida sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe alvirrubra pode terminar a 9ª rodada na zona de rebaixamento, já que os clubes que estão abaixo na tabela ainda entram em campo. O técnico Roberto Fernandes elogiou a melhora no desempenho diante dos paulistas e ressaltou que o Timbu poderia ter saído com os três pontos.

“Acho que, pelo que se desenhou o jogo, o Náutico poderia ter saído com um resultado melhor. Não que o Náutico tenha sido absolutamente melhor. Seria um jogo bem equilibrado, decidido em detalhe, e ambas as equipes tiveram esses lances de um pouco mais de capricho. O jogo foi como a gente previa. Trabalhar o trabalho que Mazola vem fazendo. Sabíamos que se não lutasse, não íamos pontuar. Então, a disposição dos atletas, a compreensão do jogo tático que teria que ser feito foi muito boa. Agora, pecamos em algumas coisas. Nossa transição melhorou, mas tem que continuar melhorando”.

Apesar da melhora em relação aos últimos confrontos no campeonato, o comandante do Timbu fez questão de ressaltar que a concentração do time precisa melhorar para a sequência. “A gente dá uma desligada. Mas faz parte. Não vamos fazer 90 minutos com perfeição. No primeiro tempo, a defesa do Perri, e no segundo, a bola que o jogador do Ituano tirou em cima da linha, foram os lances mais decisivos e que contribuíram com o 0 a 0”.
 
O técnico até tentou mudar o esquema tático e optou por uma formação com quatro jogadores no meio campo, sendo três volantes, e apenas dois atacantes. Apesar de ter mais posse de bola e ter mais volume de jogo, o Timbu não conseguiu superar a defesa adversária.

Agora, o Náutico terá nove dias até o próximo compromisso, contra o Brusque, no dia 4 de abril, também fora de casa. O tempo será essencial para Roberto Fernandes trabalhar mais no CT Wilson Campos e levar o elenco ao caminho das vitórias. Com apenas nove pontos e seis gols marcados, o sistema ofensivo tem sido o grande calo do clube até o momento.

DP