GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

sábado, 6 de junho de 2020

JOICE MENTIROSA

PSICÓLOGA DIZ QUE JOICE "TEM QUE SE TRATAR,É MENTIROSA COMPULSIVA
Reprodução: Google


Uma matéria da rede CNN Brasil está dando o que falar nas redes sociais, após a deputada Joice Hasselmann ser acusada de usar funcionários para criar notícias falsas, através de perfis falsos, a fim de atacar seus adversários políticos.
Segundo a emissora, "em depoimentos obtidos com exclusividade pela CNN os funcionários explicam como eram dadas as orientações. 'Serviços que eram prestados para Joice eram sempre montagem de vídeos, criação de narrativas, notícia falsa sem saber se, era de fato, verdadeira'", afirmou um suposto funcionário.
Joice rebateu as acusações quase instantaneamente através da sua conta no Twitter, acusando a CNN Brasil de mentir e, pasmem, estar a serviço do governo Bolsonaro. 

"Acabo de assistir a denúncia patética e mentirosa da @CNNBrasil (a mando do governo) que usou montagens para simular conversas com 'assessores' meus. Na super denúncia aparecem dois 'assessores' mascarados, no escuro falando uma sequência de mentiras ensaiadas", afirmou.

"Mentirosa compulsiva"

A psicóloga Marisa Lobo, presidente estadual do partido Avante, no Paraná, se manifestou sobre a polêmica de forma sarcástica, acusando a deputada Joice de ser uma mentirosa compulsiva.
"Caiu, desmoronou, a verdade sempre aparece", escreveu Marisa em sua rede social, dizendo que Joice "sempre foi a criadora dos fake news, e como uma verdadeira mafiosa, tentou jogar a culpa no Carlos Bolsonaro e no Eduardo Bolsonaro."
"Que ódio é esse? que falta de caráter, você tem que se tratar, é mentirosa compulsiva", disparou a psicóloga. Veja:
Caiu, desmoronou, a verdade sempre aparece. @joicehasselmann, você sempre foi a CRIADORA DOS FAKES NEWS, e como uma verdadeira mafiosa, tentou jogar a culpa no @CarlosBolsonaro ,no @BolsonaroSP que ódio é esse? que falta de caráter, vc tem que se tratar, é MENTIROSA COMPULSIVA. https://twitter.com/Biakicis/status/1268987505409495041 

Por: Will R. Filho

DEPUTADO DE ESQUERDA CONDENADO

Paulinho da Força é condenado a 10 anos e 2 meses de prisão pelo STF
O deputado federal Paulinho da Força, em evento em São PauloImagem: Mathilde Missioneiro/Folhapress


A Primeira Turma do STF condenou ontem o deputado federal Paulo Pereira da Silva, conhecido como Paulinho da Força (SD-SP), a 10 anos e dois meses de prisão por crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e crime contra o Sistema Financeiro Nacional. Paulinho da Força é presidente do Solidariedade, partido do Centrão, e foi acusado de desvio de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). A pena será cumprida no regime fechado.

No julgamento, o ministro Luís Roberto Barroso divergiu do voto do relator Alexandre de Moraes e foi acompanhado por Luiz Fux e Rosa Webber para determinar a condenação. Marco Aurélio Mello votou pela absolvição, acompanhando o relator. A defesa de Paulinho da Força pedia a absolvição do parlamentar por atipicidade dos fatos, sustentando que ele havia sido vítima de tráfico de influência. Os advogados alegaram ainda que não houve qualquer ilicitude na conduta do deputado. Durante o processo, a defesa argumentou que uma auditoria interna do BNDES indicou ausência de indícios de irregularidade e que as provas anexadas aos autos demonstravam a licitude das operações.

DO UOL, em São Paulo

PRESIDENTE DA OAB ACIONADO

Inquérito das Fake News: grupo de advogados aciona presidente da OAB por omissão



POR OMISSÃO, PRESIDENTE DA OAB É ACIONADO NA JUSTIÇA POR ADVOGADOS PARA DEFESA DE PRERROGATIVAS DE ADVOGADOS DO INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

Advogados que defendem BERNARDO KUSTER e SARA WINTER, impedidos de ter acesso ao inquérito 4781, das “FAKE NEWS”, que corre no Supremo Tribunal Federal, receberam hoje (5/6) apoio de um grupo de advogados que acionaram judicialmente o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, por omissão na defesa de suas prerrogativas.
O advogado possui, por lei, o direito de ter acesso ao inteiro teor do inquérito, porém, o Relator, Ministro Alexandre de Moraes, apesar de dizer em notas e redes sociais que o acesso foi liberado, segundo os advogados dos acusados, não ocorreu até esta noite de 5 de junho.
É impossível realizar a defesa de qualquer acusado sem que o advogado possa analisar a integralidade do inquérito, e que fere a ampla defesa. E estamos sendo impedidos do exercício de nossa profissão. É uma vergonha o que está ocorrendo conosco”, disse Emerson Grigollette, advogado de Bernardo Kuster, um dos investigados.
Ainda segundo Emerson, “a defesa das prerrogativas dos advogados é uma função da OAB, e cabe unicamente ao seu presidente, Felipe Santa Cruz, essa ação. Porém, inacreditavelmente, não estamos recebendo nenhum apoio”, finalizou indignado.
De acordo com o Estatuto da OAB, o advogado tem total acesso aos autos e inquéritos, o que, pelo visto, não está sendo respeitado.
Não há dúvidas de que o Presidente da OAB está descumprindo uma de suas obrigações à frente da instituição, senão a principal, que é de “velar pela dignidade, independência, prerrogativas e valorização da advocacia, conforme Art. 54, inciso III, do Estatuto.”, disse Paulo Maffioletti, um dos advogados que assinou o mandado de segurança.
Acrescentou que “é inaceitável que presenciemos abuso de autoridade e ofensa às prerrogativas e a OAB, que deveria zelar por nossos direitos, permaneça omissa e assistindo a esse escárnio sem tomar providências”.
O objetivo do MS, segundo o grupo, “é fazer acordar o presidente da OAB para os gravíssimos desrespeitos às nossas prerrogativas, e efetivamente reaja e aja em defesa da advocacia e pare de intrometer em assuntos que não interessam à classe. Precisamos de uma OAB que defenda, exclusivamente, a advocacia, e não interesses de partidos ou ideologias políticas”, finalizou Flávia Ferronato, uma das subscritoras da ação.
O mandado de segurança foi distribuído para a 6ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal, nº: 1032259-50.2020.4.01.3400.

ANTIFAS IDIOTAS

Bolsonaro diz que ‘antifas’ são “terroristas e idiotas que não servem pra nada”



Bolsonaro comentou sobre atos violentos contra o governo que aconteceram em Curitiba e São Paulo na última semana.
“Não é porque tem faixa escrito ‘democracia’ que vão defender a democracia. No meu ver, são terroristas”, disse o presidente, que também chamou os manifestantes antigoverno de “marginais” e “idiotas que não servem para nada”, disse. E “apostou” que “muitos são viciados”.
“Domingo, o pessoal de verde amarelo, que acredita no Brasil, que trabalha, não compareça a esse movimento que esses marginais estão convocando”, pediu mais de uma vez Bolsonaro, que tem participado aos fins de semana de atos pró-governo cada vez maiores em Brasília e que atraem também manifestantes que pedem a intervenção militar.
“Eu nunca convoquei”, explicou a espontaneidade do ato.. “Lamentavelmente um ou outro coloca um faixa esquisita, que não tem nada a ver com a democracia, mas aquilo não representa o todo”, avaliou.

FUNCIONÁRIO EXONERADOS

General Pazuello exonera funcionários responsáveis por nota sobre ‘direito de acesso ao aborto’ durante a pandemia


O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, exonerou dois servidores da pasta que coordenavam áreas dedicadas, entre outros temas, à saúde sexual de mulheres e homens. As decisões foram publicadas na edição desta sexta-feira (5) do “Diário Oficial da União.”, destaca o G1.
Os exonerados são os funcionários: Flávia Andrade Nunes Fialho, coordenadora de Saúde das Mulheres, e Danilo Campos da Luz e Silva, coordenador de Saúde do Homem.
A exoneração ocorre após a divulgação em redes sociais de uma “minuta de portaria apócrifa sobre aborto que circulou hoje (3 de junho) na internet.”
O documento a que Bolsonaro se refere é uma nota técnica, assinada pelos dois servidores exonerados, e que trata do “acesso à saúde sexual e saúde reprodutiva no contexto da pandemia da covid-19.”
A nota, datada de 1º de junho, trata da necessidade de manutenção dos serviços de saúde sexual e saúde reprodutiva durante a pandemia, “com vistas a reduzir a gravidez não planejada e eliminar a violência contra mulher.”
O documento afirma ainda que devem ser considerados “essenciais e ininterruptos” serviços como “atenção à violência sexual” e o “acesso à contracepção de emergência.”
Quando se refere a aborto, a nota técnica aponta que se trata de “direito de adolescentes e mulheres” e que deve ser mantido durante a pandemia “para os casos previstos em Lei.”
De acordo com a nota, as orientações contaram “com a colaboração da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS)”.
Na quinta (4), a Secretaria de Atenção Primária à Saúde divulgou uma nota informando que a nota técnica “não possui legitimidade” porque o tema dela “não foi discutido no âmbito do Ministério da Saúde.”
A nota diz ainda que houve “falha processual” e que medidas haviam sido adotadas para identificar os responsáveis pela “elaboração e divulgação não autorizada da referida minuta.”

LIMINAR CONCEDIDA

Ministro do STF concede liminar e proíbe operações policiais em favelas do Rio de Janeiro durante a pandemia


O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta sexta-feira uma liminar para impedir a realização de operações policiais em comunidades do Rio de Janeiro durante a pandemia do coronavírus, a não ser em hipóteses excepcionais. Nesses casos, deve haver justificativa por escrito da autoridade competente, com comunicação imediata ao Ministério Público do Rio, que é responsável pelo controle externo da atividade policial. Quando forem realizadas operações, dever ser tomados cuidados por parte das autoridades, “para não colocar em risco ainda maior a população, a prestação de serviços públicos sanitários e o desempenho de atividades de ajuda humanitária”, escreveu o Ministro Edson Fachin.
O pedido foi feito pelo Partido Socialista Brasileiro, em parceria com a Defensoria Pública do Rio e com entidades representativas de grupos minoritários. Na ação, as entidades afirmam que o quadro já dramático de violação dos direitos humanos no Rio vem se agravando, “vitimando especialmente a população pobre, negra, que mora em comunidades”. O texto afirma que, durante a pandemia, “as operações policiais vêm se tornando ainda mais letais e violentas”. Entre elas, a ação cita a uma operação ocorrida no Complexo do Alemão, no dia 15 de maio.
Fonte: O Globo

DEU O TROCO NA GLOBO

Bolsonaro ironiza mudança de horário de dados oficiais do coronavírus: “Acabou matéria no Jornal Nacional”


Pelo terceiro dia consecutivo, o número de mortes e infectados pela covid-19 será divulgado às 22h pelo Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, o boletim do governo federal era atualizado entre as 17h e às 19h.
Questionado sobre a mudança de horário, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, que “acabou matéria no Jornal Nacional” sobre a doença.
Bolsonaro não confirmou que é dele a ordem para alterar a divulgação, mas disse concordar com o novo horário e afirmou: “Não interessa de quem partiu (a ordem). Acho que é justa essa ideia da noite, sair o dado completamente consolidado”, disse o presidente, segundo o Jornal ZH.
Em declaração à jornalistas no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que “ninguém tem de correr para atender a Globo” e cobrou que sejam divulgados apenas os números de pessoas que morreram naquele dia.
O número de vítimas do coronavírus confirmadas de um dia para o outro, de fato, não significa que todas as mortes ocorreram neste período. Os dados consideram investigações de óbitos que só foram encerradas nas últimas 24 horas, mas podem ter ocorrido semanas antes, não representando o número real de mortes no dia.
“Tem de saber quem perdeu a vida “do covid” ou “com covid”. A pessoa tem 10 comorbidades, 94 anos. Tem, pegou vírus. Potencializa. Parece que esse pessoal… Globo, Jornal Nacional, gosta de dizer que o Brasil é recordista em mortes. Falta, inclusive, seriedade. Mortes por milhões de habitantes nem se faz”, disse Bolsonaro, ao reafirmar que a comparação entre países deve se dar em mortes por número de habitantes e não números absolutos.

SEM VIÉS IDEOLÓGICO

Bolsonaro ameaça tirar Brasil da OMS caso entidade “não trabalhe sem viés ideológico”


Presidente disse ser preciso que a OMS "deixe de ser uma organização política, até partidária"


O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que estuda tirar o Brasil da Organização Mundial da Saúde (OMS) caso a entidade não comece a trabalhar “sem o viés ideológico”.
A afirmação foi feita logo depois de lembrar que o estudo que desaconselhou o uso da cloroquina em tratamento de pacientes com o coronavírus.
“Tá faltando a imprensa dizer que a cloroquina voltou. Fizeram um estudo fajuto, que foi ‘despublicado'”, disse Bolsonaro.
Bolsonaro disse ironicamente que as mudanças começaram depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, cortou o financiamento para a entidade. “É só tirar a grana deles que eles começam a pensar de maneira diferente”.
Segundo o presidente, é preciso que a OMS “deixe de ser uma organização política, até partidária”. “Ou a OMS trabalha sem o viés ideológico, ou a gente tá fora também”, disse ao retificar dizendo que a possibilidade pode ser “estudada”.
Diario do Poder

MORTADELAS ESTÃO DE VOLTA

‘Mortadelas’ voltam a Brasília neste domingo, em dezenas de ônibus alugados

Também foram contratados lanches para manifestantes, que também receberão cachê

Dezenas de ônibus foram alugados em Brasília para transportar “mortadelas” das cidades próximas até o centro do Plano Piloto, para “fazer número” na manifestação deste domingo (7) contra o governo de Jair Bolsonaro. Além dos ônibus, também foram contratados lanches a serem distribuídos entre manifestantes, que também receberão cachê. Modelo idênticos aos protestos contra o impeachment de Dilma Rousseff. 
O rapaz espancado por dois PMs na cidade de Planaltina, perto de Brasília, será um dos “mortadelas”, neste domingo. Vai virar “estrela”.
Já nesta sexta-feira (5), policiais interceptaram nos acessos a Brasília diversos veículos transportando materiais de “suporte” à manifestação.
Uma preocupação central da PM é quanto ao uso de armas brancas, porretes, coquetéis molotov e outros apetrechos, por isso haverá revista.
O secretário Anderson Torres alinhou com o governador Ibaneis Rocha e o ministro André Mendonça (Justiça) todo o esquema de segurança.
A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

FUNCIONÁRIA DA PREFEITURA

A viúva paga

 A empregada doméstica Mirtes Renata Santana de Souza, mãe de Miguel Otávio Santana da Silva, consta como funcionária da Prefeitura Municipal de Tamandaré, segundo informações apuradas e confirmadas ontem por este blog. O garoto morreu ao cair do 9º andar de um prédio no Centro do Recife. A informação sobre a mãe da criança está registrada no cadastro da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), órgão ligado ao Ministério da Economia. Essa relação contratual da doméstica mostra que o prefeito faz da sua casa uma extensão do seu gabinete. Certamente, outros fantasmas devem constar na folha da Prefeitura.
INQUÉRITO 
 A Promotoria de Justiça de Tamandaré instaurou inquérito com a finalidade de apurar possível prática de improbidade administrativa do prefeito Sérgio Hacker. O inquérito foi motivado pela divulgação, através da imprensa, de que Mirtes Renata Santana de Souza, mãe de Miguel Otávio Santana da Silva, figura como funcionária fantasma da Prefeitura de Tamandaré. O MPPE já constatou, através de busca no portal da transparência municipal, que a senhora Mirtes Renata figura na folha de pagamento do município desde fevereiro de 2017. A Promotoria de Justiça de Tamandaré expediu ofício requisitando à chefia de gabinete da Prefeitura que informe, no prazo de três dias úteis, dados funcionais sobre a servidora, como cargo, função, método de controle de ponto, local de lotação, dentre outros.

por Magno Martins 

MANIFESTAÇÃO

Protesto pede justiça por Miguel


O ato teve início por volta das 14h, no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), no bairro de Santo Antônio, no Centro. Esse prédio fica na frente do Palácio do Campo das Princesas, sede do governo do estado. As vias da região foram interditadas pela polícia.
Usando máscaras por causa da pandemia do novo coronavírus, alguns manifestantes levavam faixas e cartazes com frases em alusão ao racismo.
Negro, Miguel Otávio estava passando o dia com a mãe, enquanto ela trabalhava na casa do patrão, o prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker. O município fica distante cerca de 110 quilômetros do Recife, no Litoral Sul do estado.
“Vidas Negras importam”, “Crime burguesia branca” e “Cinco unhas valem mais do que cinco anos de um preto” estampavam os cartazes.
Essa última frase é uma alusão ao fato de que Sari Côrte Real estava com uma manicure, fazendo as unhas, no apartamento, quando deixou Miguel entrar no elevador e apertou o botão do último andar, para que o menino fosse procurar a mãe.
"Vidas negras importam" é uma frase usada por movimentos em vários países, sobretudo, após o assassinato de George Floyd, em Mineápolis, nos Estados Unidos. Esse crime provocou uma série de atos e confrontos com a polícia naquele país.
Os manifestantes seguiram pela Rua do Imperador Dom Pedro II e foram em direção ao Condomínio Píer Maurício de Nassau, que fica cerca de um quilômetro distante do ponto inicial do ato.
Foi lá nesse conjunto, conhecido como "Torres Gêmeas" que Miguel caiu de uma altura de 35 metros, segundo a perícia feita na terça-feira.
Por volta das 14h, já havia pessoas na frente do edifício segurando rosas para serem colocadas no local do acidente. Um carro de vigilância privada também estava estacionado.
As "Torres Gêmeas" ficam na frente do 16 º batalhão da Polícia Militar de Pernambuco. Faixas prestas foram colocadas na fachada do prédio, simbolizando luto pela morte de Miguel Otávio.
Os manifestantes se ajoelharam em frente às "Torres Gêmeas" e gritaram, novamente, que “não foi um acidente”. Eles disseram que se ajoelharam em frente ao local onde ocorreu “um assassinato”.
O pai de Miguel, Paulo Silva, disse não conseguir sequer conceber o tamanho da dor de perder o filho. “Miguel era tudo na nossa vida. Eu espero nada mais que justiça. Sequer cheguei a conhecer a mulher que é responsável por tirar a vida do meu filho”, disse.
A avó de Miguel, a também empregada doméstica Marta Alves, se emocionou ao ver a presença de centenas de pessoas pedindo justiça pelo neto, em frente ao antigo local de trabalho.
“Eu creio que a justiça vai ser feita. Eu clamo por justiça. Eu fiquei muito emocionada ao chegar aqui e ver tanta gente. Ela vai ter que explicar por que Miguel foi para o elevador”, declarou.

Do G1

MENDONÇA FILHO

Anvisa confirma denúncia de respiradores testados em porcos


O ex-ministro Mendonça Filho afirmou que a nota técnica enviada pela Agência de Nacional de Vigilância Sanitária para a Polícia Federal, informando que os 500 respiradores pulmonares comprados pela Prefeitura do Recife não podem ser utilizados em humanos e não tem autorização para ser vendido no País comprovam a gravidade das denúncias feitas por ele ao Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União. “A nota técnica enviada pela Anvisa para a Polícia Federal mostra total descaso da gestão Geraldo Júlio com a saúde das pessoas. Comprar equipamento só testado em porcos e proibido de comercializar para humanos é inaceitável. Um crime contra a vida”, criticou.
Segundo Mendonça, a gestão da pandemia pelo Governo do Estado e pela Prefeitura é desastrosa e coloca em risco a vida das pessoas. “Já são mais de 90 dias de crise na saúde, que continua com leitos fechados nos hospitais de campanha por falta de equipamentos como respiradores”, afirmou, ressaltando que a Prefeitura do Recife continua atrapalhada na compra de outros respiradores. Mendonça considera que o distrato do contrato e a devolução relâmpago do dinheiro, para se livrar das investigações, não anulam os atos irregularidades, nem a falta de compromisso com as pessoas que aguardam leito de UTI ou que deixaram de ser salvas por falta de assistência à saúde.
Mendonça Filho denunciou o contrato com a Juvanete Barreto Freire aos órgãos de controle e fiscalização, por causa do perfil da empresa - capital social de R$ 50 mil, criada há sete meses e o comércio de produto veterinário como atividade principal - e o gritante desencontro de informações nos sites da Prefeitura do Recife, como valores diferentes, contratos com páginas faltando. Desde que a denúncia veio à tona, o caso teve vários capítulos como a de que os respiradores não tinham aval da Anvisa, não foram testados em humanos e estavam em fase experimental em porcos.
A Prefeitura anunciou o cancelamento da compra dos respiradores em tempo recorde. Em menos de 24 horas fizeram o destrato e a devolveram 35 ventiladores pulmonares ao representante da empresa no Recife. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal na Operação Apneia.

por Magno Martins

VENDA PROIBIDA

Venda de fogos e fogueiras será proibida este ano no Recife

Cuidados no manuseio de fogos são fundamentaisFoto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco



Decisão leva em conta o enfrentamento a uma pandemia de doença respiratória-pulmonar

A Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife (Semoc) informa que este ano não publicará a autorização para a instalação das 44 barracas de venda de fogos de artifício e de fogueiras na cidade. Os comerciantes cadastrados serão contactados pela Semoc e receberão apoio e cestas básicas da Prefeitura do Recife. Além do Brasil estar enfrentando uma pandemia de doença respiratória, o uso de fogos e fogueira acontece em festas, no entanto, aglomerações não são permitidas nesse momento.

“A decisão baseia-se na premissa de que estamos enfrentando uma pandemia de uma doença que afeta justamente o sistema respiratório-pulmonar, não fazendo sentido permitir qualquer atividade que possa produzir fumaça”, comentou João Braga, secretário de Mobilidade e Controle Urbano da Prefeitura do Recife. “Vamos evitar o comércio desses itens e apelar para a consciência da população para que nos ajude a ter um mês de junho sem fumaça, desta vez”, completou.

Além dos pacientes da Covid-19, os fogos e fogueiras também podem causar desconforto físico e emocional a crianças muito pequenas, idosos e portadores de condições especiais, como autismo, além de estressar animais domésticos. “Algumas tradições merecem ser atualizadas para atender as novas necessidades da sociedade. É com alegria que os protetores de animais recebem essa notícia.”, comentou Carlos Augusto Stein, secretário Executivo de Direito dos Animais da Prefeitura do Recife.

A fiscalização das vendas ficará a cargo das equipes da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano, com apoio do Procon Recife, que já têm realizado diariamente o ordenamento e controle comercial para cumprimento dos decretos estaduais e municipais de combate à Covid-19.

Anualmente, a PCR publicava autorização para colocação das barracas de fogos, apenas no mês de junho, em Casa Forte (Rua Afonso de Albuquerque e Estrada das Ubaias), Ponto de Parada (Rua Prof. José dos Anjos), na Torre (Av. Beira Rio e Rua José de Holanda), na Iputinga (Rua Manoel Estevão da Costa, Rua São Mateus e Av. Maurício de Nassau), na Caxangá (Av. Joaquim Ribeiro), no Cordeiro (Av. Caxangá, na altura do Parque de Exposições de animais), no Zumbi (Rua Gomes Taborda), no Prado (Rua Carlos Gomes) e na Vázea (Rua Amaro Gomes Pororoca) e em Boa Viagem, na Av. Visconde de Jequitinhonha.

Denúncias podem ser feitas de acordo com a área da cidade em que a irregularidade está acontecendo:
Regional Centro-Oeste: Whatsapp: 99110-1789/ E-mail: centrooestedircon@gmail.com
Regional Norte: Whatsapp: 99159-1493/ E-mail: nortedircon@gmail.com
Regional Sul: Whatsapp: 99485-0083/ E-mail: suldircon@gmail.com


FolhaPE

HORÁRIO ALTERADO

Manutenção altera horário do Metrô do Recife neste sábado

Metrô do RecifeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco


Circulação de trens voltará ao normal apenas no domingo

As Linhas Centro e Sul do Metrô do Recife irão operar apenas das 6h às 9h neste sábado (6). Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a rede passará por uma manutenção para a possível ampliação do horário atual de funcionamento.

A circulação de trens voltará ao normal apenas no domingo (7), nos horários das 6h às 9h e das 16h30 às 20h. O sistema já vem funcionando em horário reduzido desde 21 de março por causa da pandemia de Covid-19. A operação da Linha Diesel (VLT) foi suspensa.

A CBTU informa que está estudando a ampliação de horários na operação, já que deverá ocorrer um aumento da demanda de passageiros após a implantação do plano de retomada gradual e planejada das atividades econômicas e sociais no Estado.

Por: Portal FolhaPE

CORONAVÍRUS

Pernambuco registra 1.004 novos casos da Covid-19 e 71 mortes, nas últimas 24h

Teste de Covid-19Foto: Rodrigo Buendia/AFP



Entre os novos infectados, 205 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 799 como leves

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) notificou, nesta sexta-feira (5), 1.004 novos casos da Covid-19 - sendo 205 enquadrados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 799 como quadros leves - e mais 71 mortes relacionadas à doença provocada pelo novo coronavírus. Agora, Pernambuco totaliza 38.511 casos oficialmente confirmados de infecção pelo Sars-CoV-2, dos quais 15.497 são graves e 23.014, leves, além de um total de 3.205 óbitos. Há ainda 147 mortes com quadros suspeitos da Covid-19 em investigação.

Curas
De acordo com o boletim desta sexta-feira (5), 20.983 pessoas estão curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 5.698 são pessoas que desenvolveram formas mais graves da doença e 15.902 casos leves.

GravesEntre os casos graves ativos da Covid-19 no Estado, 878 pacientes evoluíram bem, tiveram alta hospitalar e concluem tratamento em isolamento domiciliar. Outros 5.716 estão internados, sendo 5.503 em leitos de enfermaria e 213 em terapia intensiva. Até agora, os casos graves confirmados estão distribuídos por 164 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência com pacientes de outros estados e países.


ÓbitosOs 71 novos óbitos confirmados laboratorialmente nesta sexta ocorreram entre os dias 13 de abril e 4 de junho. Foram 36 pacientes do sexo feminino e 35 do sexo masculino, pessoas residentes nos municípios de Recife (30), Jaboatão dos Guararapes (3), Paulista (3), Chã Grande (2), Cupira (2), Ipojuca (2), Itambé (2), Sanharó (2), São Lourenço da Mata (2), Sirinhaém (2), Águas Belas (1), Aliança (1), Amaraji (1), Arcoverde (1), Barreiros (1), Bonito (1), Camaragibe (1), Caruaru (1), Feira Nova (1), Frei Miguelinho (1), Goiana (1), Gravatá (1), Moreno (1), Paudalho (1), Ribeirão (1), São Benedito do Sul (1), São Bento do Una (1), São José da Coroa Grande (1), São José do Egito (1), Timbaúba (1) e Vitória de Santo Antão (1).

Os pacientes tinham idades entre 26 e 104 anos de idade, além de um bebê (sexo masculino) de cinco meses - 0 a 9 (1), 20 a 29 (1), 30 a 39 (4), 40 a 49 (4), 50 a 59 (9), 60 a 69 (16), 70 a 79 (14), 80 ou mais (22). Dos 71 pacientes que vieram a óbito, 31 apresentavam comorbidades confirmadas: hipertensão (18), diabetes (8), doença cardiovascular (5), obesidade (4), doença de Alzheimer (3), tabagismo/histórico de tabagismo (3), doença renal (3), doença pulmonar (2), doença de Parkinson (1), histórico de câncer (1), doença neurológica (1), dislipidemia (1) , doença hepática (1) e meningioma (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Dois não apresentavam comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Leitos
Nesta sexta-feira, a rede hospitalar estadual de Pernambuco reúne um total de 1.539 leitos destinados ao atendimento de pacientes com quadros suspeitos ou confirmados da Covid-19, dos quais 684 são de terapia intensiva e 855 são enfermarias. A taxa média de ocupação é 78%, sendo 97% nas UTIs e 68% nas enfermarias.

Profissionais
Até esta sexta, 23.046 pessoas que atuam nos serviços relacionados ao campo da saúde foram notificados e submetidos a exames após apresentarem sintomas de síndromes gripais. Desses, 10.856 tiveram diagnóstico positivo para o novo coronavírus, enquanto 11.799 receberam resultado negativo. Outros 283 exames foram inconclusivos, devendo os pacientes passarem por novo protocolo de testagem. Há ainda 108 amostras coletadas aguardando processamento laboratorial.


Por: Portal FolhaPE