GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Bolsonaro sanciona lei e agressores de mulheres terão que reembolsar SUS
Jair Bolsonaro - Créditos: AFP.


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancionou nesta terça-feira projeto de lei que altera a Lei Maria da Penha e determina que o agressor custeie as despesas do atendimento à vítima da violência doméstica pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
 
O projeto de lei foi aprovado no plenário da Câmara dos Deputados em 20 de agosto e foi enviado à a Presidência da República. O texto passa a valer 42 dias depois da publicação no Diário Oficial da União.
 
A medida tem como objetivo responsabilizar o agressor também pelos danos materiais decorrentes do crime, porém não foram revelados detalhes de como será cobrado o reembolso.
 
“Por meio desta medida, busca-se reforçar a legislação e as políticas públicas que visam coibir a violência contra as mulheres e, consequentemente, garantir a proteção à família”, diz a nota enviada pela equipe do presidente.


NOSSA PRESENÇA,SUA SEGURANÇA

Policiamento comunitário derrubou em 41% roubos em Boa Viagem, diz SDS
Assalto a pedestres foi modalidade que mais caiu neste primeiro ano do projeto. Foto: Julio Jacobina/Acervo DP


A Secretaria de Defesa Social (SDS) celebra, nesta quarta-feira (18), um ano do Nossa Presença, Sua Segurança. Implantado em agosto de 2018, em um espaço de quatro metros quadrados do bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, o projeto ajudou a reduzir em 41% os Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) na área, de acordo com a SDS. Esse programa se espelha no Koban, um método japonês que consiste em aproximar a polícia da comunidade.

Entre 13 de agosto de 2018 e 12 de agosto de 2019, foram relatados às autoridades 277 CVPs. O índice é 41% menor que o registrado no mesmo período, entre 2017 e 2018 (467). Segundo a SDS, a modalidade criminosa que mais reduziu foi a de assalto nas calçadas (roubo a transeuntes) - de 299 para 166, que dá um recuo de 44%. Outro crime que diminuiu foi o de roubo/furto de veículos - de 103 para 63 (-39%).

O território patrulhado pelo projeto compreende as áreas entre as ruas Bruno Veloso, Barão de Souza Leão, Fernandes Simões Barbosa e a Avenida Desembargador José Neves. Dentro desse quadrante estão restaurantes, hoteis e lojas de grande movimentação, além de três comunidades - Pocotó, Entra Apulso e Veloso. 

"É inegável que a presença dos policiais militares, imbuídos de uma nova filosofia de segurança fincada na prevenção social, teve impacto na atitude de todos que vivem nessa região. As pessoas passaram a se sentir parte fundamental de um processo cujo objetivo é a pacificação, o qual já vem dando resultados robustos", disse o secretário da pasta, Antônio de Pádua. O gestor da SDS estará presente na manhã desta quarta (18) na base comunitária do projeto, que fica próximo ao restaurante Entre Amigos, na Avenida Visconde de Jequitinhonha. 

Como funciona
O Nossa Presença, Sua Segurança é fruto de uma parceria da SDS com a Secretaria Nacional de Segurança Pública e a Agência Nacional de Polícia do Japão. A instituição japonesa enviou representantes ao Recife no ano passado para treinar o efetivo policial nos moldes do método Koban, que significa “estrita vigilância local” e dá nome à base de apoio da Polícia dentro do perímetro estabelecido.

Periodicamente, os policiais confeccionam relatórios sobre os resultados alcançados, as dificuldades e as ideias para solucionar problemas de segurança, o que inclui observar a necessidade de melhoria de fatores urbanísticos associados à violência. Um exemplo foi a obtenção, com a Prefeitura, da melhoria da iluminação e da recuperação do calçamento numa rua onde os motoristas, obrigados a reduzir a velocidade devido aos buracos, eram alvo constante de investidas de criminosos.

Em maio, o projeto foi implantado em um trecho do bairro de Maranguape II, em Paulista. Mas a SDS não divulgou resultados parciais de criminalidade nessa região.

DP

FALCATRUAS POLÍTICAS

Criação da CPI das Fake News contou com assinaturas ‘fake’ de parlamentares

Verificação identificou oito assinaturas de senadores e deputados que não foram consideradas "autênticas"


Podem ser ”fake” (ou falsas) três das 48 assinaturas de senadores e cinco das 274 assinaturas de deputados em apoio à CPMI das Fake News. É que a Secretaria Legislativa do Congresso, que verificou a autenticidade das assinaturas no dia 5 de junho, não reconheceu oito de senadores e deputados. Há dez assinaturas repetidas de senadores e 32 de deputados. No Congresso, ninguém explica o que houve. 
Não foram confirmadas assinaturas dos senadores Vanderlei Cardoso (PP-GO), José Maranhão (MDB-PB) e Styvenson Valentim (Pode-RN).
Paulo Ramos (PDT-RJ), Dr. Jaziel (PL-CE), Boca Aberta (Pros-PR), Aline Gurgel (PRB-AP) e Abílio Santana (PL-BA) não conferem.
Para ser criada no Congresso, uma CPI mista precisa do apoio de 27 senadores e 171 deputados. Esse mínimo foi atingido.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

PRESSÃO DA OPINIÃO PÚBLICA

Reação pública de repulsa provocou revogação do Fundão Sem Vergonha

Acordo para acabar com novas regras é resultado da pressão da opinião pública


O acordo dos líderes no Senado, nesta terça (17), jogando no lixo a minirreforma eleitoral aprovada na Câmara, resultou da impressionante pressão da opinião pública, incluindo a avalanche de críticas nas redes sociais. Diante da repulsa geral, os senadores desistiram de comprar briga em defesa do Fundão Sem Vergonha. O acordo preserva o Fundo Eleitoral de R$1,7 bilhão, mesmo valor da eleição de 2018. 
Diante da rebordosa, até Rodrigo Maia, que deixou prosperar o Fundão na Câmara, virou um crítico do aumento do valor para R$3,7 bilhões.
Se não houvesse o acordo de líderes no Senado, o projeto aprovado da Câmara seria rejeitado, incluindo o Fundão de R$1,7 bilhão.
Presidente da CCJ, Simone Tebet (MDB-MS) foi uma gigante contra o Fundão Sem Vergonha. Não aceitou análise do texto ”a toque de caixa”.
Senadores bateram o bumbo, como Jorge Kajuru e Leila Barros (DF), do PSB, Alessandro Vieira (SE) e Eliziane Gama (MA), do Cidadania.
A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

RECUSANDO DEFICIENTES

Pesquisa: gestores recusam pessoas com deficiência

Gestores recusam contratar pessoas com deficiência, diz pesquisa. Acessibilidade inadequada é outra dificuldade no trabalho para os profissionais.

A dificuldade de inclusão de pessoas com deficiência pode estar ligada à resistência de gestores. Segundo pesquisa da consultoria Santo Caos com a Catho, 40% dos profissionais de RH dizem ouvir com frequência de chefes de outras áreas que não estão abertos às contratações. 
Outro entrave é a acessibilidade inadequada no trabalho, comum para 50% das pessoas com deficiência abordadas. O levantamento também fez perguntas a gestores para cruzar respostas dos diferentes públicos. Cerca de 250 empresas foram ouvidas.

Folha de S. Paulo - Painel S. A.
Por Mariana Grazini

CPI DAS FAKE NEWS

Oposição quer destravar CPI das Fake News

Carlos Zarattini  (Foto: Leonardo Attuch)/Fonte: Brasil247 
Oposição tenta destravar CPI das Fake News abordando assuntos além da política.

A oposição vai tentar destravar a CPI das Fake News oferecendo ao governo um cardápio além da política. Um exemplo é o jogo da Baleia Azul, que incentivaria suicídio de adolescentes. “A ministra Damares [Alves] é uma das que vêm combatendo a Baleia Azul. Poderia ser um bom ponto de consenso”, diz Carlos Zarattini (PT-SP)
O PT também quer levar vítimas de bullying virtual à CPI. Um dos primeiros seria o youtuber Felipe Neto, que vem sendo perseguido por conservadores.

Da Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

VAI TRABALHAR EM CASA

Leo Pinheiro quer trabalha como home office

Empreiteiro quer fazer home office após deixar a prisãom. Ex-presidente da OAS Léo Pinheiro deixou a prisão nesta terça.
Leo Pinheiro durante depoimento - Reprodução 
O ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, que deixou a prisão nesta terça (17), pretende trabalhar no esquema home office, em sua casa em São Paulo. Ele ainda não tem um projeto formulado —vai se dedicar a isso nos próximos dias. 
O ex-executivo vai cumprir pena em regime de prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica. 

Da Folha de S. Paulo - Painel
Por Mônica Bergamo

POUCAS CHANCES DE ACORDO

Acordo: petroleiros descrentes com mediação no TST

(Foto: Leonardo Lucena)
Petroleiros veem pouca chance de acordo no TST e ameaçam greve. Petrobras diz estar aberta ao diálogo com a categoria.

Petroleiros se dizem pessimistas com a mediação no TST para renovar o acordo coletivo da categoria com a Petrobras.
Para José Maria Rangel, da federação dos petroleiros, a empresa resistirá a manter as cláusulas firmadas no passado. Uma greve não está descartada.
A Petrobras diz que está aberta ao diálogo e que participou de cerca de 20 reuniões com petroleiros. Afirma buscar sustentabilidade financeira e reduzir dívidas O TST deve apresentar uma proposta de acordo no dia 19.

Folha de S. Pasulo - Por Painel S.A.
Por Filipe Oliveira

MIRANDO DEFENSORES DA LAVA JATO

Podemos mira parlamentares defensores da Lava Jato

Além da Juíza Selma, Podemos mira outros parlamentares defensores da Lava Jato.

Com o PSL em conflito, o Podemos vê a chance de reforçar sua marca lavajatista. Além da filiação da senadora Juíza Selma (MT), está na mira Major Olímpio (SP), também defensor da CPI da Lava Toga. “Queremos parlamentares que tenham atuação independente e de combate à corrupção”, diz a presidente do partido, deputada Renata Abreu (SP).
O Podemos sonha ainda em filiar o ex-juiz Sergio Moro caso ele saia do Ministério da Justiça, oferecendo legenda para que ele concorra à Presidência em 2022. “Moro representa muito para o Brasil. Se ele viesse para o Podemos, seria uma honra”, afirma Abreu.

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

NÁUTICO - PREPARAÇÃO PARA O JOGO

No Náutico, Diego Silva deve ser liberado nesta quarta; Thiago e Rafael Oliveira demandam cautela

Situação do jogador Thiago é tratada com paciência (Foto: Léo Lemos/CNC)


Zagueiro deve iniciar a transição e corre para virar opção domingo; atacantes não receberam prazo e, por isso, é mais difícil que estejam disponíveis


Ausente dos últimos treinamentos por uma lesão muscular, o zagueiro Diego Silva é esperado para iniciar a transição física nesta quarta-feira e, assim, ser liberado para retomar às atividades com bola e virar opção para enfrentar o Juventude, domingo, às 18h, pelo jogo de volta das semifinais da Série C. A informação sobre a expectativa foi passado pelo departamento médico do clube via assessoria de imprensa na reapresentação da equipe nesta terça-feira.

Em relação aos atacantes Thiago e Rafael Oliveira, no entanto, o DM do clube optou por não estabelecer prazo e vai reavaliá-los diariamente. Ambos também ficaram de fora da partida em Caxias do Sul. 

Diego Silva apresentou uma lesão grau um na coxa direita - além disso, já estaria fora do jogo por suspensão. Já Rafael também teve uma contusão grau um, mas na panturrilha direita. Thiago, por sua vez, não realizou exames, mas se queixa de dores no tornozelo direito por causa de um edema após entorse.

Na reapresentação desta tarde no CT Wilson Campos, os reservas titulares fizeram apenas um trabalho


DP

SANTA CRUZ - VAI JOGAR A SÉRIE B

Ex-Santa Cruz, atacante Guilherme Queiroz é registrado em equipe da Série B

Atacante vai defender a equipe gaúcha até o fim do estadual 2020 (Foto: Jota Santana/ Assessoria)


Jogador vai defender o Brasil de Pelotas, 13º colocado da competição


Um dos jogadores que deixou o Santa Cruz após o fracasso na Série C desta temporada, o atacante Guilherme Queiroz foi oficialmente registrado na tarde desta terça-feira como jogador do Brasil de Pelotas e reforça a equipe gaúcha na disputa da Segundona Nacional. Depois de oito meses na Cobra Coral, o jogador permanece no Xavante até o fim do Estadual do próximo ano. 

Pelo Tricolor do Arruda, o atacante fez 22 partidas e marcou dois gols em 2019 - na maior parte do tempo foi opção no banco de reservas ao atacante Pipico. No Xavante, o jogador deve estrear nesta quinta-feira pela 23ª contra o Figueirense, no Bento de Freitas.

Pelo Brasil de Pelotas, a missão de Guilherme Queiroz será livrar a equipe do rebaixamento. O Xavante está em 13º lugar com 28 pontos, cinco acima do do primeiro time no Z4. No time gaúcho, aliás, brigará por posição com Daniel Cruz, Rodrigo Alves, Elias e Branquinho.

DP

SPORT - APOIO DA TORCIDA

No primeiro dia de venda, torcida do Sport compra 8 mil ingressos para jogo com América-MG

No primeiro dia de vendas, 7.259 rubro-negros já garantiram presença para o duelo (Foto: Mandy Oliver/Esp.DP )


Expectativa é de que a Ilha do Retiro tenha seu maior público nesta Série B; o maior deles, até então, foi no último jogo contra o líder Bragantino


A torcida do Sport vai comparecer em bom número contra o América-MG, na próxima sexta-feira, na Ilha do Retiro. Após o primeiro dia de vendas, o clube registrou a parcial de 7.259 rubro-negros com bilhetes comprados de forma antecipada para o jogo diante do Coelho, pela 23ª rodada da Série B, às 21h30. 

A expectativa é de que o clube rubro-negro bata seu recorde de público jogando sob seus domínios, na Segundona. O maior número de torcedores leoninos havia sido registrado no último jogo, diante do líder Bragantino, no sábado passado, com 19.058 torcedores presentes.  

Em relação aos últimos preços dos ingressos praticados pelo Sport,  o valor para o jogo contra o América-MG sofreu um acréscimo de R$5, sob a justificativa da diretoria em ‘honrar compromissos’. As vendas podem ser feitas na internet ou na bilheteria do clube. 
 
Ainda nesta terça-feira, o departamento de marketing do Leão divulgou várias ações com o intuito de mobilizar a torcida para o confroto que acontece na próxima sexta. Uma delas é o torcidômetro do novo site de sócios. Caso o clube alcance 40 mil associados até o dia do jogo, o preço do refrigerante e da cerveja cairão em R$1. Além deste ação, caso 25.000 torcedores se façam presentes, o clube vai divulgar uma 'surpresa' no intervalo do jogo.     

Até esta quarta-feira os valores serão comercializados com preços promocionais,  indo de R$ 15 a R$ 45 para sócios; de R$ 15 a R$ 100 para não sócios. A partir da quinta, os valores para os associados variam de R$ 20 a R$ 65, enquanto para os demais torcedores, de R$ 50 a R$ 140, com meia-entrada para estudantes.
 

Confira os valores 

Até a quarta-feira
 
Sócios
Sociais – R$ 15
Arquibancada sede – R$ 15
Arquibancada frontal – R$ 15
Assento especial – R$ 35
Cadeira ampliação – R$ 35
Cadeira central – R$ 45
 
Não-sócios
Arquibancada sede – R$15
Arquibancada frontal – R$40 (inteira)/R$20 (meia)
Assento especial – R$80 (inteira)/R$40 (meia)
Cadeira ampliação –R$80 (inteira)/R$40 (meia)
Cadeira central – R$100 (inteira)/R$50(meia)
 
Proprietários
Camarote – R$45
Cadeira central – R$45
Assento especial – R$45
Cadeira ampliação – R$45
 
Proprietário e sócio
Camarote – R$ 15
Cadeira central – R$ 15
Assento especial – R$ 15
Cadeira ampliação – R$ 15
 
Conselheiro (todos os portões) – R$30
 
Sócio Campeão 87
Cadeira central – R$ 15
A partir de quinta-feira
Sócios
Sociais – R$ 25
Arquibancada sede – R$ 20
Arquibancada frontal – R$ 25
Assento especial – R$ 45
Cadeira ampliação – R$ 45
Cadeira central – R$ 65
 
Não-sócios
Arquibancada sede – R$50 (inteira)/R$25 (meia)
Arquibancada frontal – R$60 (inteira)/R$30 (meia)
Assento especial – R$100 (inteira)/R$50 (meia)
Cadeira ampliação –R$100 (inteira)/R$50 (meia)
Cadeira central – R$140 (inteira)/R$70(meia)
 
Proprietários
Camarote – R$65
Cadeira central – R$65
Assento especial – R$45
Cadeira ampliação – R$45
 
Proprietário e sócio
Camarote – R$ 25
Cadeira central – R$ 25
Assento especial – R$ 25
Cadeira ampliação – R$ 25
 
Conselheiro (todos os portões) – R$30
 
Sócio Campeão 87
Cadeira central – R$ 25
 
Visitante – R$50 (inteira)/R$25 (meia)

DP

NÁUTICO - SÓ DEPOIS DA SÉRIE C

Náutico não deve aceitar abrir negociações por atletas antes do término da Série C

Atletas também querem ficar para buscar título, segundo o VP (Foto: Léo Lemos/ CNC)


Timbu quer ter força máxima em busca do título da competição; de acordo com Diógenes Braga, expectativa em torna de ficar para a conquista é bilateral


Em destaque no cenário nacional após a melhor campanha da primeira fase da Série C, o Náutico, naturalmente, tem recebido sondagens por jogadores. No entanto, mesmo após a confirmação do principal objetivo do ano - acesso à Segundona -, o Timbu não deve, ainda com a competição em disputa, prosseguir com as investidas iniciais de outros times.

Exemplificando o Juventude, o vice-presidente alvirrubro, Diógenes Braga, disse que o planejamento do clube é a conquista do título, e não um possível lucro com a negociação de atletas ou enxugamento da folha salarial.

"Sempre chega (ofertas). Mas tanto a gente tem a intenção de ser campeão, como os atletas também têm. O nosso planejamento é de seguir com força máxima buscando o título. E os atletas também estão focados nisso", disse. 

“Então na verdade, assim, o Juventude, tinha a pretensão de aliviar a folha. Era um planejamento do clube. Não é uma situação que não conseguiram (manter). E fizeram como uma competência muito grande, conseguiram um acesso merecido. Colocaram isso (negociar) no planejamento (deles)”.

Após a conquista do acesso, a equipe gaúcha negociou o atacante Bruno Alves com o CSA, da Série A; e o meia Renato Cajá com a Ponte Preta, da Série B. Além disso, liberou o técnico Marquinhos Santos para disputar a elite com a Chapecoense. 

E após a Série C?
Caso o Timbu chegue à final da competição, disputará jogos até o dia 6 de outubro. Mesmo após esta data, o dirigente sugeriu que a ideia é, em caso de negociação, fazê-la de forma definitiva. Isso porque, tendo em vista o início da pré-temporada alvirrubra - previsto para a metade de dezembro -, em caso de empréstimo, haveria um choque de datas para o retorno dos atletas quando acabasse as Séries A e B deste ano - na última semana de novembro - e, por conseguinte, comprometeria o planejamento.

“É preciso se pegar em conta quando a gente finalizar a questão de planejamento, quando (o período que) vamos iniciar a pré-temporada. Quanto tempo porque os jogadores terão um mês de férias. E tudo isso tem que ser levado em conta para que se faça da forma correta", disse.

"A questão nesse momento para se colocar é, se fala muito da questão financeira, técnica, mas a parte física é muito importante. Do planejamento para a preparação física, quanto o atleta precisa de descanso, quando precisa se reapresentar para condicionar. E tudo isso tem que ser colocado na mesa”, concluiu. 

DP

SANTA CRUZ - QUER FICAR NO ARRUDA

Danny Morais reforça desejo de permanecer no Santa Cruz em 2020 e 'ser campeão de novo'

Em temporada marcada por lesões, Danny Morais disputou apenas 13 jogos pelo Santa (Foto: Santa Cruz/Divulgação)


Zagueiro ainda negocia com a diretoria coral renovação de contrato


Com o contrato até novembro, o zagueiro Danny Morais teve uma temporada conturbada no Santa Cruz. Em meio a lesões, o defensor, de 34 anos, só conseguiu entrar em campo 13 vezes na temporada, sendo duas na Série C. Mesmo assim, está na lista de prioridades da diretoria para 2020. Em entrevista ao Superesportes, o jogador avaliou seu desempenho no Tricolor e reforçou o desejo de renovar seu contrato. Segundo ele, "para ser campeão de novo". 

Pelo Tricolor, Danny Morais foi campeão pernambucano em 2015 e 2016 e da Copa do Nordeste de 2016. "Eu quero ser campeão de novo, voltar a sentir o gosto que já senti aqui. Ser campeão pelo Santa é uma coisa única.”, relembrou o atleta, que ainda tem pendências financeiras a resolver com o Santa Cruz. Mas que parece não ser impedimento para uma permanência.

"“Eu já tive algumas conversas enfatizando que quero ficar. O meu feedback é sempre muito bom em relação eles (direção), que também desejam que eu permaneça. Respeito esse momento de mudanças e indefinição. A gente tem levado isso (renovação) com calma, mas existe o desejo de ambas as partes. Acho que o acordo está próximo. Existem coisas antigas, ainda mais no meu caso, de quando eu vim da outra vez", comentou o zagueiro.

Sobre a temporada atual, Danny Morais afirmou que a pressa para retornar aos gramados acabou atrapalhando a recuperação da lesão muscular que sofreu. Situação incomum na sua carreira. "Eu não tinha muita experiência com isso e acho que por isso também me prejudiquei. Acabou que tive uma lesão em cima da outra. Agora é fácil falar, mas na hora a gente quer estar no jogo", pontuou o defensor que lamentou também a eliminação do Santa ainda na primeira fase da Série C.

"Não tem como dizer que foi boa, da maneira que acabou, sem o principal objetivo alcançado. O clube se projetou para subir, e essa terceira divisão não é o lugar do Santa. Tivemos altos e baixos. Temos que manter regularidade. Tanto dentro, como fora de campo também”, encerrou.

DP

SPORT - REAPRESENTAÇÃO

Após vitória, Sport se reapresenta no CT do Leão com ausência de Juninho

Após dores, jogador se submeterá aos exames médicos (Foto: Anderson Stevens/Sport )


Em atividade feita apenas para os reservas, meia-atacante não esteve presente e foi realizar exame de imagem após sentir dores lombares


Embalado após dois bons resultados diante Bragantino e Figueirense, o Sport iniciou a preparação para partida contra o América-MG, na Ilha do Retiro, às 21h30, da próxima sexta-feira. Nesta primeira atividade, apenas os suplentes estiveram em campo e uma ausência foi sentida no elenco Rubro-negro. Trata-se do meia-atacante Juninho, que sentiu dores na região lombar e não participou do treino para fazer exame de imagem. 

Enquanto os jogadores que não estiveram em campo contra o Figueirense trabalhavam sob a supervisão do técnico Guto Ferreira, os titulares fizeram treino regenerativo na academia, entre estes, apenas o volante João Igor e o atacante Hyuri, não estiveram presentes. O meio-campista teve fratura no osso frontal detectada e o atacante também se submeteu a exame de imagem para saber a extensão da lesão na coxa direita que o tirou da partida do último domingo. 

Quanto aos trabalhos de campo, os jogadores reservas foram divididos em dois grupos com oito atletas. No primeiro momento, ocorreu um trabalho de transição de bola defensiva, quando os jogadores trabalhavam em duas linhas de quatro, fazendo passes laterais buscando espaço para fazer bolas enfiadas para os atletas posicionados mais na frente.

A segunda atividade comandada por Guto Ferreira foi feita em campo reduzido e tinha como objetivo trabalhar a criação de jogadas com ênfase nas bolas laterais. Neste momento, o atacante Elton sofreu pancada no joelho esquerdo e se queixou bastante de dor, mas retornou ao treino após alguns minutos.


DP

terça-feira, 17 de setembro de 2019

FEDERALIZANDO A INVESTIGAÇÃO

Dodge pede federalização da investigação do assassinato de Marielle
Foto: Arquivo/Agência Brasil


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu hoje (17), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a federalização da investigação aberta no Rio de Janeiro para apurar supostas irregularidades na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

Caso o pedido de federalização seja aceito pelo STJ, caberá à Justiça Federal, e não mais ao Judiciário local, o julgamento do caso. No mesmo pedido de deslocamento da competência para julgamento, Raquel Dodge apresentou pedido de abertura de um novo inquérito contra suspeitos que teriam participado de uma "encenação de investigação" para conduzir a apuração a falsos mandantes e esconder a verdadeira autoria dos assassinatos.

O pedido foi feito após a procuradora analisar a tentativa de obstrução das investigações. Durante o processo de análise da federalização do caso, uma cópia da investigação que estava em andamento na Justiça do Rio foi solicitada pela procuradora, mas o compartilhamento de informações foi rejeitado pelo juiz responsável pelo caso.

Além da federalização e a abertura de um novo inquérito, Dodge apresentou denúncia no STJ contra o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) Domingos Brazão, o delegado da Polícia Federal (PF) Hélio Kristian e mais quatro pessoas. Segundo a procuradoria, todos tentaram atrapalhar as investigações. 

Mandato
Dodge encerra nesta terça-feira (17) mandato de dois anos na PGR. Durante o período em que chefiou o Ministério Público Federal (MPF), a procuradora apresentou 64 denúncias contra 224 pessoas; 19 pedidos de homologação de delações premiadas, e 427 pedidos de extradição.

Para o lugar de Raquel Dodge, o presidente Jair Bolsonaro indicou o sub-procurador-geral Augusto Aras. Antes de tomar posse no cargo, Aras precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e pelo plenário da Casa. A previsão é que a indicação seja votada em 25 de setembro.

Até a aprovação, a Procuradoria-Geral da República será chefiada interinamente pelo vice-presidente do Conselho Superior do MPF, Alcides Martins.


Agência Brasil