GIF Patrocinador

GIF Patrocinador

quinta-feira, 6 de junho de 2019

COPA DO MUNDO DE FUTEBOL FEMININO

CAMPOS DE SONHOS 


Os dias que antecedem a oitava edição da Copa do Mundo de Futebol Feminino, que será disputada no período de 7 de junho a 7 de julho, na França, nos leva a uma reflexão sobre esta modalidade esportiva que, por mais que tenha evoluído, precisa de uma "carta de alforria" aqui no Brasil, onde as meninas seguem presas a preconceitos e discriminações. O futebol feminino verde e amarelo é tratado como um subproduto.

A Lei Áurea do futebol feminino no Brasil foi "sancionada" na década de 80. Em épocas passadas as mulheres eram proibidas de praticar o esporte restrito aos homens. Lembro do baixinho, Gerôncio Mendes, louco, apaixonado pelo Sport, fazendo suas incursões pelas redações de rádios, jornais e televisão para divulgar o futebol feminino que estava construindo seu alicerce na Ilha do Retiro. 
São mais de 30 anos de luta. Valeu a pena! Claro que valeu. O simples fato de Marta ter sido eleita, em seis edições do prêmio, a melhor jogadora do mundo, é um reconhecimento que enaltece o talento das nossas jogadoras. Coisa de DNA. Mas em termos efetivos de organização seguimos no casulo.
Costumo dizer que o futebol feminino segue sendo jogado para debaixo do tapete. Certa vez o ex-presidente da FPF, Carlos Alberto Oliveira, disse que eu estava sendo injusto nas minhas críticas. Confesso que, na nossa aldeia, nunca consegui enxergar boa vontade generalizada em relação ao futebol das meninas. As coisas aconteceram por conta da luta, da insistência, persistência, e dedicação de alguns abnegados. 

Se chegarmos junto dos mais fieis torcedores de Náutico, Sport e Santa Cruz, e pedirmos a eles para citar o nome de dez jogadoras de seus respectivos clubes, eles não conseguirão responder. O mesmo acontecerá com os cronistas esportivos. A imprensa também trata o futebol feminino como um subproduto. 

Quando acontece o Campeonato Pernambucano os jogos são realizados em campos distantes e sem nenhuma divulgação. Parece até que as meninas são pragas que estragam gramados. Ervas daninhas.
Ano passado, a Prefeitura do Paulista promoveu uma edição do Campeonato Regional do Nordeste de Futebol Feminino. Tivemos representantes de quase todos os Estados nordestinos. Histórias fantásticas de superação chegaram ao nosso conhecimento. Feitos coletivos e individuais. 
O presidente do Vitória, Paulo Roberto, optou por investir no futebol feminino. Seu projeto foi exitoso. O Tricolor das Tabocas se tornou uma referência nacional na modalidade. Mas lhe faltou uma base de sustentação. Os três grandes clubes recifenses - Sport, Náutico e Santa Cruz - não acompanharam o tricolor de Vitória de Santo Antão. Hoje, vemos o futebol feminino morrer de inanição no Estado.

A Seleção Brasileira chega a esta Copa da França escudada no talento de Marta, que ao que tudo indica, não estará na sua melhor condição física em virtude de uma lesão que a impossibilitou de participar da fase final de treinamentos. A "Canarinha" já esteve melhor cotada em outras edições. Nada podemos exigir de uma modalidade que vive na sarjeta em nosso País. 
São poucos os colégios que oferecem o futebol feminino como alternativa para a prática esportiva. A maioria dos clubes de futebol entroncha a cara para as meninas que sobrevivem na sombra dos "padrinhos".

Converso com alguns amigos sobre o futebol feminino no Brasil e só aumenta a minha desilusão. Sinto-me como se estivéssemos retornado ao ponto de partida. Não consigo enxergar princípio, meio e fim. Os estádios brasileiros seguem equipados com "Campos de Sonhos", como eram vistos por Gerôncio Mendes.



POR CLAUDEMIR GOMES

2 comentários:

  1. A Lei Áurea do futebol feminino no Brasil foi "sancionada" na década de 80. Em épocas passadas as mulheres eram proibidas de praticar o esporte restrito aos homens. Lembro do baixinho, Gerôncio Mendes, louco, apaixonado pelo Sport, fazendo suas incursões pelas redações de rádios, jornais e televisão para divulgar o futebol feminino que estava construindo seu alicerce na Ilha do Retiro.
    Read more at lvs788
    Read more at latou
    Read more at vwin

    ResponderExcluir